Prática na acolhida do Educador Infantil

O Educador Infantil: sua prática na acolhida – A escola, além de ser vista como um ambiente educativo, é também um ambiente de experiências e novas descobertas no processo do aprender.

A experiência educativa da criança, precisa até certo ponto, de liberdade de expressão para que ela possa trocar relações de convivência com outras crianças e aprender umas com as outras, a partir de trocas de conhecimentos e informações.

Esta troca de experiências, pode ser feita com um simples abraço ou até um aperto de mão!

Esse exercício pode ter grande importância aliado aos conteúdos vistos todos os dias em sala de aula e podem produzir grande significado para suas necessidades.

Mas para que tudo isto aconteça, é necessário que o professor pratique uma pedagogia da acolhida, ou seja, que no dia a dia, faça as crianças sentirem-se como se estivessem em casa.

É importante para a criança, construir relações de convivência dentro do ambiente escolar, assim como estabelecer laços de amizade. Um ambiente acolhedor, é capaz de proporcionar tudo isso.

O professor precisa saber reconhecer e valorizar estas crianças, para intervir quando necessário de forma positiva diante do dia a dia escolar de cada uma.

O professor não é um mero transmissor de conhecimentos, mas é um ser social, que desempenha a função de educador!

Uma escola que valoriza a acolhida dos alunos, acaba ensinando-os a serem autônomos. O professor, em sala de aula, deve realizar um trabalho pedagógico consciente e que enfatiza o crescimento dos seus alunos, a fim de proporcionar o desenvolvimento cognitivo e a autonomia do pensamento infantil.

Um ambiente acolhedor, ainda favorece a prática da reflexão do papel do professor, assim como, auxilia muito na construção da criatividade dos alunos.

É importante ressaltar, que essa convivência escolar cresce ainda mais quando se percebe que as crianças possuem uma tendência à evoluir em sua vida social, pois na maioria das vezes, elas já entendem o mundo real, assim como, a forma que as coisas acontecem e interferem em sua aprendizagem dentro da sala de aula.

O professor sempre será um exemplo para os alunos! Precisa então, acolhê-los com amor e carinho!

A história da infância foi escrita em vários livros, poemas, músicas traduzidas por diversos autores que tentaram passar uma infância bonita, inocente e vivida no imaginário deles. Toda criança precisa pensar assim, de forma livre e criativa.

O professor é um educador que está em constante convivência com a criança, atuando como um mediador da aprendizagem dos alunos, construindo possibilidades pedagógicas.

Ser humano é algo desafiador para todos. O professor, para saber lidar com os seus alunos, precisa exercer a todo momento, um olhar atento e curioso sobre o avanço do aprendizado da criança!

Toda a criança tem o direito e a liberdade de aprender. Ela deve explorar as suas habilidades cognitivas e afetivas desde a educação infantil, por meio do auxílio do professor.

O professor, por sua vez, deve ser um motivador do conhecimento, ou seja, ele deve proporcionar aos alunos, um ambiente estimulador e aconchegante de aprendizagem e evolução humana.

Ser professor, hoje em dia, ultrapassa os limites dos laços afetivos construídos no ambiente escolar. Exige do ser humano, muito mais que a vontade de ensinar algo para alguém.

Veja ainda:

Exige a capacidade de exercer uma forte influência afetiva na vida dos alunos, um olhar além da capacidade de aprendizado desses alunos.

Atuar na área da educação requer muita dedicação e seriedade por parte dos docentes, pois na sala de aula existem vidas com diferentes costumes, pontos de vistas que buscam cada dia mais fazer parte de um diálogo constante a desenvolver-se na relação professor/aluno.



  • Leave a Comment