Tempo de Aprender e de Ensinar a Ler

O processo de alfabetização, permite a criança estar em constante evolução. Aos 5 anos de idade, algumas crianças já são capazes de decifrar letras, outras um pouco mais tarde, aos 7 anos.

Isto justifica o fato de que cada criança aprende no seu tempo, da maneira que conseguir um melhor desenvolvimento em sala de aula.

Nem sempre o início da presença da criança na escola, significa ser o início do processo de alfabetização desta criança!

Os anos iniciais da vida escolar na Educação Infantil, são permeados por estímulos que configuram uma exploração de mundo pela criança, ou seja, a criança têm curiosidade para aprender sobre o que a rodeia.

Através desta exploração física e visual, a criança inicia também, o processo de socialização, com seus professores e colegas de turma.

  • Com o KIT SÓ ESCOLA seu filho ou aluno vai reforçar e/ou acelerar o processo de alfabetização. São centenas de atividades educativas, lúdicas e atualizadas para crianças de 1 a 10 anos.

O posicionamento governamental sobre o tempo certo de aprender a ler, é baseado no Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa, o chamado PNAIC.

PNAIC está em vigor desde 2012, cujo objetivo é alfabetizar as crianças até o 3º Ano do Ensino Fundamental, praticamente até os 9 anos de idade.

A idade desejada e mais adequada para aprender a ler e a escrever, seria entre os 8 e 9 anos!

A maturidade da criança é um fator que conta muitos pontos na hora da alfabetização. Tudo varia conforme a condição social pela qual esta criança está inserida, assim como, pelos incentivos que recebe neste processo, seja na sala de aula ou fora dela.

Os estímulos são importantes e devem ser feitos naturalmente. É importante ressaltar o preparo para a alfabetização, ou seja, o tempo que este preparo ocorre.

O quanto antes a criança estar preparada para o processo de alfabetização, melhor. Sendo assim, deve ser de preferência, um processo gradual, com início aos 4 ou 5 anos, para aos 6 ou 7 a criança estar com sua alfabetização de uma maneira mais adequada.

Esta fase do início da alfabetização, vai depender também da realidade deste espaço escolar no contexto social da criança.

A inteligência da criança não é embasada na questão de aprender mais cedo ou mais tarde, o processo de alfabetização!

O ritmo de aprendizado da criança, deve ser sempre valorizado pelo professor, pelos pais, para que a criança construa a confiança necessária para que este aprendizado ocorra de forma natural e verdadeira.

Para que isto tudo aconteça da melhor forma possível, escola e família devem ser sempre unidas.

Uma ótima forma de conectar a leitura no processo de alfabetização da criança, seria por meio da ludicidade.

A parte lúdica, refere-se aos jogos e brincadeiras que devem estar disponíveis e fazer parte da carreira escolar.

O ensino de música pode ser mesclado por músicas, livros e também pelo brincar.

Caso a criança aprenda um pouco mais tarde que o esperado, a família não deve pressionar, mas sim, compreender o tempo de aprendizado desta criança!

O desenvolvimento intelectual da criança é repleto de momentos bons e significativos de leitura. Neste aspecto, a família deve sempre estar atenta e acompanhar a criança no caminho de sua aprendizagem escolar.

  • Leave a Comment