A Brinquedoteca e as Práticas de Alfabetização

A Brinquedoteca e as Práticas de Alfabetização: A brincadeira é uma atividade voluntária e consciente, sendo uma incrível forma de atividade social infantil onde a característica é a imaginação e os diferentes significados da vida.

É através da brincadeira que a criança representa o discurso externo e o interioriza construindo o seu próprio pensamento, desenvolvendo assim a sua capacidade crítica.

Por conta disso, a brinquedoteca assume uma grande responsabilidade, uma vez que é um espaço onde a criança passa a vivenciar situações do seu cotidiano e a criar e desenvolver a sua própria personalidade, valores e ética diante de outras crianças.

O lúdico faz parte do cotidiano da criança, e, quando bem empregado, auxilia no seu desenvolvimento. Aliado a isso, a utilização de jogos educacionais e brinquedos pedagógicos, despertam ainda mais o interesse dos alunos.

Desabrochar a motivação nas crianças através de atividades lúdicas, brincadeiras, oficinas e leituras é essencial durante esse período. Ao criar uma brinquedoteca em espaços de aprendizagem, o resultado tende a atender melhor e ainda cria um ambiente cooperativo e participativo com a colaboração de professores e profissionais da área.

Como evidenciamos anteriormente, a criança passa pelo processo de crescimento, nas características evolutivas do desenvolvimento infantil, respeitando as necessidades, curiosidades e interesses de cada faixa etária.

É possível trabalhar o ensino fundamental associando ao lúdico, de forma que a criança perceba a importância de levar os estudos com o mesmo prazer. A brinquedoteca tem a função de educar com alegria e satisfação, trazendo descontração e entretenimento.

  • Leave a Comment