A alimentação saudável como necessidade fundamental para a conservação da saúde


A alimentação saudável como necessidade fundamental – Mas o que é saúde? Sem dúvida ser saudável é muito mais do que não ter doença ou estar doente. Ter saúde engloba inúmeras dimensões da vida humana: é estarmos de bem com a vida e de bem com nós mesmo, é possuirmos uma atitude positiva diante do mundo e de nosso próprio corpo, é cuidar do ambiente e de nós mesmos. Sendo assim, ser saudável implica também em alimentar-se de forma saudável.

Alguém já disse que cada pessoa é aquilo que come!

Embora usualmente a expressão alimentação saudável venha associada a dietas ou perda de peso, não se pode esquecer que bons hábitos alimentares estão, acima de tudo, relacionados a um estilo de vida equilibrado que pode, inclusive, funcionar como fator preventivo para alguns tipos de doenças.

Diversas pesquisas publicadas a todo o momento afirmam que os alimentos que comemos podem fazer a diferença em vários aspectos de nossa vida e em nossa saúde, evitando o desenvolvimento de doenças crônicas, infecciosas e melhorando nossa disposição.

Kit Alfabetização Só Escola

De forma geral, o consumo diário de uma alimentação variada, que inclua os diferentes grupos alimentares, ou seja, carboidratos, proteínas, lipídios, vitaminas, minerais e fibras, têm potencial para fornecer um aporte equilibrado de nutrientes que precisamos. Cada um desses grupos tem uma função específica no nosso organismo, por isso em uma alimentação equilibrada nenhum destes componentes pode estar em falta.

Além disso, hábitos alimentares também estão relacionados à saúde corporal:

  1. Fazer de 5 a 6 refeições diárias: café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e lanche da noite;
  2. Comer devagar, mastigando bem os alimentos;
  3. Ingerir 3 a 4 porções de verduras, legumes e frutas diariamente;
  4. Consumir produtos feitos a partir de cereais integrais, pois eles têm mais fibras (aveia, linhaça, farelos, pão integral, biscoitos integrais);
  5. Consumir, de preferência, alimentos com baixos teores de gorduras como os laticínios desnatados, carnes sem gorduras visíveis, frango sem pele e peixes;
  6. Preparar os alimentos de forma assada, cozida, ensopada ou grelhada, evitando as frituras;
  7. Evitar o consumo excessivo de sal (temperos prontos, sopas de pacote, embutidos, enlatados, maionese);
  8. Consumir doces de forma moderada, já que eles são muito calóricos;
  9. Ingerir, diariamente, leguminosas como por exemplo: feijão, lentilha, soja, grão de bico e ervilha;
  10. Tomar de 1 a 2 litros de água diariamente e demais líquidos como sucos, evitando refrigerantes.

Hábitos alimentares saudáveis e alimentação equilibrada são essenciais para conservação da saúde. As doenças mais comuns que atingem a população mundial nos dias atuais, a saber, obesidade, hipertensão, infarto, câncer, déficit de aprendizado e memória, depressão, infecções, dentre outras, podem ser prevenidas através de tais práticas.

Fonte: Ciência Viva.

Kit Só Escola Autismo

A alimentação saudável como necessidade fundamental para a conservação da saúde

Fique sempre por dentro das nossas postagens e se gostou da postagem “A alimentação saudável como necessidade fundamental para a conservação da saúde”, não deixe de compartilhar com seus amigos nas redes sociais e também deixe um comentário aqui em nosso site com sua opinião e sugestões para outras postagens.

Curta e Compartilhe com seus amigos: @SÓ ESCOLA.



  • Deixe um Comentário