Dicas para introduzir novos alimentos na dieta do bebê


Dicas para introduzir novos alimentos na dieta do bebê – Como inserir alimentos sólidos na dieta das crianças?

O leite materno fornece ao bebê todos os nutrientes necessários nos primeiros meses de vida. No entanto, à medida que a criança cresce, suas necessidades nutricionais aumentam e é necessário suplementar sua dieta com novos alimentos. De fato, a Associação Espanhola de Pediatria recomenda a introdução de alimentos sólidos a partir dos 6 meses de idade, estágio em que o bebê está pronto para digerir outros tipos de alimentos.

A introdução de alimentos sólidos na dieta do bebê é um processo demorado. É importante começar gradualmente com alimentos de sabor mais suave para que o paladar seja adaptado e o estômago desenvolva as enzimas necessárias para digeri-los.

Dicas para introduzir novos alimentos na dieta do bebê

Como inserir alimentos sólidos na dieta das crianças?

1. Cereais

Após 6 meses, seu bebê pode começar a comer cereais, preferencialmente sem glúten para evitar intolerâncias. O ideal é prepará-los com leite, fazendo uma espécie de mingau para que você possa digeri-los melhor. No mercado existem são muitas opções de cereais para bebês que podem comprar já preparada, mas se você preferir para ir para uma versão mais natural pode comprar grãos, como aveia, trigo ou de centeio, e moer -los em casa por adição de leite.

2. Frutas e legumes

As frutas e verduras são um dos primeiros alimentos introduzidos na dieta do bebê, a partir dos 6 meses, pois além de serem 100% naturais, oferecem uma ampla gama de sabores para o paladar se acostumar. A chave é começar com frutas maduras, ricas em água, que tendem a ser mais fáceis de digerir, como banana, pêra e melão, e apostar em vegetais cozidos no vapor, como abobrinha, berinjela e brócolis. Desta maneira, os vegetais não perderão suas propriedades e o pequeno poderá digeri-los mais facilmente.

Dicas para introduzir novos alimentos na dieta do bebê
Dicas para introduzir novos alimentos na dieta do bebê

3. Carnes

Por volta dos 8 meses de idade, o estômago do bebê terá desenvolvido as enzimas necessárias para digerir a carne. No entanto, é melhor começar com carnes macias e fáceis de digerir, como peru, frango e coelho, já que nessa idade o processo de dentição ainda não foi concluído. Mais tarde, você pode introduzir carnes vermelhas, como vitela, e, finalmente, peixe, primeiro peixe branco e depois azul, além de ter um sabor muito forte, é mais difícil de digerir.

4. Iogurte, queijos e ovos

Entre 7 e 8 meses, o bebê está pronto para começar a consumir iogurte e queijos. Seu estômago já tem as enzimas para processar o leite de vaca, para que você possa digerir o leite sem dificuldade. No entanto, para introduzir os ovos em sua dieta, você terá que esperar até cerca de 9 meses, começando com a gema bem cozida e, em seguida, você pode dar todos os ovos, o mesmo em papilas que apenas.

5. Leguminosas

Legumes são um dos últimos alimentos que você deve introduzir na dieta das crianças, uma vez que geralmente são muito pesados ​​para digerir, especialmente quando consumidos com a pele. Portanto, pelo menos no início, você deve usar leguminosas descascadas e certifique-se de cozinhá-las bem. Idealmente, você os introduz na dieta do bebê após 10 ou 12 meses, e na forma de mingau, para evitar o risco de asfixia e facilitar a digestão, evitando os gases irritantes.

Um detalhe importante ao incluir novos alimentos na dieta do bebê é introduzir uma refeição de cada vez, permitindo um intervalo de 3 a 5 dias para detectar o aparecimento de possíveis alergias ou intolerâncias alimentares.


Dicas para introduzir novos alimentos na dieta do bebê

Fique sempre por dentro das nossas postagens e se gostou da postagem “Dicas para introduzir novos alimentos na dieta do bebê”, não deixe de compartilhar com seus amigos nas redes sociais e também deixe um comentário aqui em nosso site com sua opinião e sugestões para outras postagens.

Curta e Compartilhe com seus amigos: @SÓ ESCOLA.


Qualifique está postagem