Início Datas Comemorativas Dia da Consciência Negra – 20 de Novembro

Dia da Consciência Negra – 20 de Novembro

Dia da Consciência Negra - 20 de Novembro
Dia da Consciência Negra - 20 de Novembro

Você sabia que o Dia da Consciência Negra é comemorado no anualmente no dia 20 de Novembro? A data homenageia um escravo que foi líder do QUILOMBO DOS PALMARES chamado ZUMBI, nascido no estado de Alagoas no ano de 1655 e morreu em  1695 no dia 20 de novembro.

A data foi incluída em 2003 no calendário escolar nacional. Contudo, somente a Lei 12.519 de 2011 instituiu oficialmente o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra.

Diferente do que muitos acreditam os quilombos não recebiam apenas escravos fugidos, mas também todos os marginalizados sociais, incluindo índios e brancos pobres. O quilombo dos Palmares estava localizado na Serra da Barriga, que atualmente faz parte do município de União dos Palmares, no Estado de Alagoas. Em Palmares, a população chegou a atingir a impressionante marca de trinta mil moradores. Trabalhando em regime de cooperação, os moradores eram livres e produziam tudo o que era necessário para sua subsistência.

Apesar de ter nascido livre, Zumbi decidiu se unir aos irmãos negros em Palmares, liderou em 1675 a resistência contra a invasão de soldados portugueses. Destacando-se como um grande guerreiro, Zumbi saiu juntamente com os negros vitoriosos dessa batalha. O governo fez diversas investidas para tentar destruir o Quilombo, o que se concretizou no ano de 1694. Zumbi foi capturado em 1695 por tropas de bandeirantes, aos quarenta anos de idade foi degolado no dia vinte de novembro.

Dia da Consciência Negra – Objetivo:

O objetivo do Dia da Consciência Negra é fazer uma reflexão sobre a importância do povo e da cultura africana, assim como o impacto que tiveram no desenvolvimento da identidade da cultura brasileira.

Dia da Consciência Negra – Origem:

O Dia da Consciência Negra foi estabelecido pelo projeto Lei nº 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003. No entanto, apenas em 2011 a presidente Dilma Roussef sancionou a Lei 12.519/2011 que cria a data, sem obrigatoriedade de feriado.

No entanto, atualmente, o Dia Nacional da Consciência Negra é considerado feriado em mais de mil municípios.

Dia da Consciência Negra – Feriados:

Confira a seguir a lista de estados e suas respectivas cidades que o Dia da Consciência Negra é feriado:

Acre: no Acre, o 20 de novembro não é feriado oficial em nenhum município.

Alagoas: de acordo com a Lei Estadual n° 5.724 de 1995, todos os municípios do estado de Alagoas têm feriado no Dia da Consciência Negra.

Amazonas: desde 2010, por força de uma lei estadual, o dia 20 de novembro passou a ser considerado feriado em todos os municípios do Amazonas. A capital Manaus também tem uma lei municipal que decreta 20 de novembro feriado do Dia da Consciência Negra.

Amapá: a Lei Estadual Nº 1169, de 2007, garantiu feriado oficial em 20 de novembro em todas as cidades do estado do Amapá.

Bahia: apenas dois municípios baianos têm o Dia da Consciência Negra no calendário oficial de comemorações: Alagoinhas e Serrinha. Em todos eles, o feriado foi determinado por lei municipal.

Ceará: no estado do Ceará, o Dia da Consciência Negra não é feriado em nenhum município.

Distrito Federal: O DF não tem feriado para comemorar o Dia da Consciência Negra.

Espírito Santo: as cidades de Cariacica e Guarapari têm feriado oficial no dia 20 de novembro, por determinação de leis municipais.

Goiás: quatro cidades goianas celebram oficialmente o Dia da Consciência Negra em 20 de novembro: a capital Goiânia, Aparecida de Goiânia, Flores de Goiás e Santa Rita do Araguaia.

aranhão: apenas o município de Pedreiras terá feriado no dia 20 de novembro, garantido por uma lei municipal de 2008.

Minas Gerais: 11 cidades mineiras têm feriado do Dia da Consciência Negra em 20 de novembro: Além de Paraiba, Belo Horizonte, Betim, Guarani, Ibiá, Jacutinga, Juiz De Fora, Montes Claros, Santos Dumont, Sapucai-Mirim e Uberaba.

Mato Grosso do Sul: só a cidade de Corumbá tem feriado oficial em 20 de novembro, por força de lei municipal de 2008.

Mato Grosso: uma lei de 2002 determina feriado do Dia da Consciência Negra em 20 de novembro em todos os municípios do estado.

Paraíba: o 20 de novembro é oficialmente feriado apenas na capital, João Pessoa.

Pará: não é feriado em 20 de novembro em nenhuma cidade do estado.

Paraná: só a cidade de Guarapuava tem feriado oficial no 20 de novembro. O feriado foi determinado por lei municipal de 2009.

Pernambuco: não é feriado em 20 de novembro em nenhuma cidade do estado.

Piauí: não é feriado em 20 de novembro em nenhuma cidade do estado.

Rio de Janeiro: lei estadual de 2002 garante o feriado do Dia da Consciência Negra em todos os municípios cariocas.

Rio Grande do Norte: não é feriado em 20 de novembro em nenhuma cidade do estado.

Rio Grande do Sul: desde 1987, uma lei estadual determina que o 20 de novembro é feriado em todos os municípios gaúchos.

Rondônia: não é feriado, em 20 de novembro, em nenhuma cidade do estado.

Roraima: em nenhuma cidade do estado será feriado no dia 20 de novembro.

Santa Catarina Florianópolis

São Paulo: não há uma lei estadual que determine o feriado de 20 de novembro no estado. Entretanto, a data está no calendário oficial de 101 cidades por leis municipais, incluindo a capital São Paulo. São eles: Aguaí, Águas da Prata, Águas de São Pedro, Altinópolis, Americana, Américo Brasiliense, Amparo, Aparecida, Araçatuba, Aracoiaba da Serra, Araraquara, Araras, Atibaia, Bananal, Barretos, Barueri, Bofete, Borborema, Buritama, Cabreúva, Cajeira, Cajobi, Campinas, Campos do Jordão, Canas, Capivari, Caraguatatuba, Carapicuíba, Charqueada, Chavantes, Cordeirópolis, Cruz das Almas, Diadema, Embu, Embu das Artes, Estância De Atibaia, Florida Paulista, Franca, Franco Da Rocha, Francisco Morato, Franco da Rocha, Getulina, Guaíra, Guarujá, Guarulhos, Hortolândia, Ilhabela, Itanhaém, Itapecerica da Serra, Itapeva, Itapevi, Itararé, Itatiba, Itu, Ituverava, Jaguariúna, Jambeiro, Jandira, Jarinu, Jaú, Jundiaí, Juquitiba, Lajes, Leme, Limeira, Mauá, Mococa, Olímpia, Paraíso, Paulo de Faria, Pedreira, Pedro de Toledo, Pereira Barreto, Peruíbe, Piracicaba, Pirapora do Bom Jesus, Porto Feliz, Ribeirão Pires, Ribeirão Preto, Rincão, Rio Claro,  Rio Grande da Serra, Salesópolis, Salto, Santa Albertina, Santa Isabel, Santa Rosa de Viterbo, Santo André, Santos, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, São João da Boa Vista, São Manuel, São Paulo, São Roque, São Vicente, Sete Barras, Sorocaba, Sumaré e Suzano.

Sergipe: não é feriado em nenhuma cidade do estado.

Tocantins: só o município de Porto Nacional tem, por lei municipal, feriado no 20 de novembro.


Dia da Consciência Negra – Sugestões para Professores:

Curta: @SÓ ESCOLA no Facebook.

Frases sobre Dia da Consciência Negra

  • Olha de novo: não existem brancos, não existem amarelos, não existem negros: somos todos arco-íris.
  • Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos, haverá guerra.
  • Triste época! É mais fácil desintegrar um átomo do que um preconceito.
  • A mais perigosa criação no mundo, em qualquer sociedade, é um homem sem nada a perder.
  •  “O racismo é um dos principais males da nossa sociedade. Vamos fazer algo neste dia 20 de novembro para eliminarmos o racismo de nossas vidas”. (Marco Antônio T. Souza)
  •  “De acordo com a Constituição Federal do Brasil, a discriminação racial é um crime inafiançável. É sempre bom lembrarmo-nos disto, principalmente neste dia 20 de novembro”. (Maria Luíza S. Silva)
  • “Todos os seres humanos, independente da cor, etnia ou condição social, são filhos de Deus. Portanto, discriminação racial, além de ser crime entre os homens, é contrária aos princípios divinos”. (Janaína L. Teixeira)
  • “O Dia da Consciência Negra deve ser também uma data de agradecimento aos negros pelas inúmeras contribuições positivas que fizeram para nossa cultura durante toda nossa história”. (Felipe B. Anezzi)
  • “As lutas dos negros contra a escravidão (movimentos de resistência) devem ser lembradas como fatos de muito orgulho pelo povo brasileiro”. (Beatriz Suzana L. Leopoldo)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here