Seu filho exige continuamente sua atenção? Veja como agir

Seu filho sempre pede para você brincar? Ele quer que você preste atenção nele quando estiver imerso em outras tarefas? Ele mostra tudo o que faz? Estas são algumas das estratégias que as crianças usam para serem notadas e chamar sua atenção. Esse é um comportamento bastante comum, pois é a maneira como eles reivindicam sua presença enquanto validam sua autoconfiança. No entanto, quando essas alegações se tornam mais frequentes e até recorrem a comportamentos negativos para chamar sua atenção, pode ser um sinal de que algo está errado.

Por que seu filho exige sua atenção o tempo todo?

Os pais são o público perfeito para os pequenos em casa. Por isso, é normal que exija sua atenção para que você dê uma olhada no desenho finalizado ou para vê-los enquanto correm a toda velocidade. Essa atenção faz com que eles se sintam mais seguros, o que é essencial para seu desenvolvimento emocional à medida que as crianças crescem.

No entanto, há momentos em que essa demanda por atenção pode se intensificar porque os pequenos precisam se sentir especialmente apoiados e reforçar sua autoconfiança. Situações como mudança, mudança de escola, problemas escolares ou a chegada de um irmão podem se tornar o gatilho para esse tipo de reclamação por parte das crianças. É a forma como alguns pequenos transmitem que precisam de se sentir apoiados e que precisam de mais tempo com os pais.

Em outros casos, o pedido de atenção se deve a um problema mais complexo. Às vezes, por trás desse comportamento pode se esconder uma criança insegura que precisa continuamente da orientação e aprovação dos adultos para se sentir confiante. Outras vezes, pode estar relacionado a uma forte dependência do julgamento externo. Isso acontece principalmente quando o pequeno não desenvolveu seu pensamento crítico e precisa da aprovação dos que o cercam.

No entanto, também há momentos em que a reclamação contínua dos filhos é consequência do estilo parental dos pais. Um estilo parental excessivamente permissivo, em que não há limites claros, pode levar as crianças a se sentirem como o centro do universo e se comportarem como se tudo tivesse que girar em torno delas.

No entanto, apostar em um estilo muito autoritário ou superprotetor, em que os pequenos não têm autonomia suficiente, não é melhor. Nesses casos, as crianças vão exigir a atenção dos pais porque não aprenderam a fazer as coisas sozinhas e precisam da aprovação dos pais a cada passo que dão para saber que estão no caminho certo.

No entanto, há outra causa que muitas vezes negligenciamos e que também pode estar causando a demanda excessiva de atenção nas crianças: a falta de tempo. Você passa tempo suficiente com seus filhos? Você é sempre necessário? Você presta atenção suficiente a eles? Quando as crianças não se sentem suficientemente cuidadas, elas encontrarão uma maneira de chamar a atenção dos pais de alguma forma para ter todo o tempo que não estão recebendo.

Como agir quando seu filho continuamente exige sua atenção?

Diante da contínua reivindicação de seus filhos, muitos pais apostam no atendimento imediato de suas demandas. No entanto, isso às vezes pode ser contraproducente, porque quando as crianças se acostumam a ter seus desejos atendidos no momento, as demandas podem se tornar demandas e a demanda por atenção se transforma em birra devido à frustração. Obviamente, a solução também não é ignorar as crianças. Nesses casos, as crianças podem se sentir rejeitadas e marginalizadas, o que afetará sua autoestima.

A melhor solução é cobrir suas necessidades, mas não imediatamente. Dessa forma, não apenas os ensinaremos a regular seu comportamento, mas também a desenvolver sua tolerância à frustração. No entanto, isso não pode se tornar uma solução a longo prazo, também é importante abordar as causas que estão causando essa reação nas crianças e fazê-las se sentirem mais seguras e confiantes. Aqui estão algumas estratégias que podem ajudá-lo.

1. Pratique atenção positiva

Na maioria das vezes, tendemos a prestar mais atenção aos comportamentos negativos das crianças do que aos positivos. No entanto, se tivéssemos que mudar o foco de atenção para os comportamentos positivos das crianças e começar a recompensá-los, não apenas os reforçaríamos, mas também inibiríamos comportamentos negativos por não prestar atenção a eles. Além disso, é muito fácil de colocar em prática, pois bastam algumas simples palavras de incentivo, um parabéns, um abraço ou um aperto de mão para que as crianças saibam que estão no caminho certo.

2. Dê-lhes tempo suficiente

As crianças não precisam apenas da nossa atenção, mas também do nosso tempo. Eles precisam de nós para brincar com eles, ouvir o que eles têm a dizer e passar tempo com eles. Portanto, passe pelo menos meia hora por dia caminhando com seus filhos no parque, aproveitando seu passatempo favorito ou ouvindo como foi o dia na escola. E enquanto estiver nisso, mantenha seu telefone, TV ou qualquer outro dispositivo desligado. Concentre toda a sua atenção nesse momento e faça com que seus filhos sintam que eles são a coisa mais importante para você naquele momento.

3. Mostre a eles sua afeição

Não basta amar as crianças, também é importante mostrar-lhes o nosso amor todos os dias. Afinal, você não precisa ter um motivo para dizer aos seus filhos o quanto você os ama. Portanto, não se canse de contar a ele e certifique-se de preencher seus dias com pequenos sinais de carinho. Um abraço, um bilhete bonito ou um pequeno presente feito com as próprias mãos, qualquer gesto é válido para que seus filhos se sintam amados e aprendam a valorizar os pequenos detalhes da vida desde cedo.

Por último, não se esqueça da importância de ensinar as crianças a expressarem as suas necessidades de forma assertiva. Forneça-lhes algumas técnicas de relaxamento para ajudá-los a controlar sua raiva e estratégias para desenvolver uma maior tolerância à frustração. Dessa forma, você não apenas os ensinará a regular seu comportamento, mas também os preparará para o futuro.




  • Leave a Comment