Atividades sensório-motor


Confira nesta postagem algumas sugestões de Atividades sensório-motor.

As atividades lúdicas para a criança, além de prazerosa, sempre tem um caráter exploratório, possibilitando o exercício corporal, o treino do ritmo, harmonia e desenvoltura corporal. A criança se reconhece enquanto agente de seu espaço.

Atividades sensório-motor – Para imprimir

Período sensóriomotor é o período da vida do ser humano compreendido entre o nascimento e os dois anos de idade. As principais aquisições do período sensóriomotor, destaca-se a construção da noção do “eu”, através da qual a criança diferencia o mundo externo do seu próprio corpo.

Atividades sensório-motor
Atividades sensório-motor

Veja também: Atividades Edução Infantil Nível 4

Atividades sensório-motor

Andar

  • livremente, batendo palmas.
  • para frente.
  • de costas.
  • com as mãos na cabeça ou na cintura.
  • na ponta dos pés.
  • encostando um pé à frente do outro.
  • sobre diferentes tipos de linha traçados no chão: reta, curva etc.
  • seguindo o contorno de figuras geométricas traçadas no chão com giz (quadrado, triângulo, círculo etc.).
  • com as pernas abertas, sobre uma corda esticada no chão.
  • procurando seguir determinado ritmo, que poderá variar do mais lento ao mais rápido (utilizar recursos como palmas, batidas de pé, coquinho etc., para marcar o ritmo).
  • aos pares ou trios, de mãos dadas, seguindo um estímulo auditivo (uma música, por exemplo) ; cessando o estímulo, as duplas ou trios param. Repetir várias vezes.

Correr

  • com as mãos na cintura ou na cabeça.
  • rolando uma bola.
  • chutando uma pedrinha ou um saquinho de areia.
  • num pé só (como um saci).
  • e parar bruscamente, a um sinal combinado.
  • seguindo ritmo marcado por tambor, palmas etc.
  • sobre uma linha traçada no chão.
  • pisando sobre formas desenhadas no chão com giz (círculos etc.).
  • desviando de obstáculos colocados no chão.
  • em duplas de mãos dadas com o colega.
  • ao lado do colega, sem lhe dar as mãos.
  • estando atrás do colega, sem no entanto tocá-lo.
  • em duplas ou trios, um atrás do outro, segurando no ombro do colega que está à sua frente.
  • Corrida dos patos: correr de cócoras, com as mãos sobre o joelho e os braços flexionados, como se Corrida de gigantes: correr na ponta dos pés, com os braços levantados.
  • Corrida do pé à frente: colocar um pé à frente do outro, o mais depressa possível.
  • Corrida do transporte: correr em duplas, segurando o mesmo objeto (um banquinho, um balde etc.).
  • Corrida do copo: correr, segurando um copo de plástico que contenha um pouco de água, procurando não derramá-la.

Levantar (o corpo, partes do corpo ou objetos)

  • Deitados ou sentados, a um sinal combinado, levantar o corpo do chão ou da cadeira.
  • Elevar os braços pelos lados (como se fossem asas), levantando-os e abaixando-os; até o alto da cabeça , bater palmas
  • Deitados de costas, com pernas e braços estendidos,elevar os braços, movimentando-os para trás, para frente, para um lado e para outro.
  • De costas para uma mesa, braços para trás, tentar apanhar um objeto que se encontre sobre ela. Levantá-lo, atrás do corpo, até a altura permitida pela mobilidade de seu braço; recolocá-lo em cima da mesa.
  • Observação: o objeto deve ser inquebrável e flexível, de maneira a facilitar sua apreensão, como, por exemplo, objetos de espuma ou bonecas de pano.
  • Levantar com os pés saquinhos de areia, feijão, ou milho.
  • Em duplas, tentar levantar com a testa uma bola grande, que está sobre a mesa;

Água e esponja

Cortamos uma esponja de banho em pequenos cubos e colocamos os pedacinhos em uma bacia com um pouco de água. Deixamos ao lado outra bacia vazia e entregamos para Alice um pegador de gelo. A ideia era transferir as esponjas de uma bacia para a outra.

Kit Só Escola Autismo

Outra maneira divertida de brincar é transferir toda a água de uma bacia para a outra usando apenas esponjas. Use esponjas grandes e peça para a criança encher de água e espremer na outra bacia até a primeira ficar seca.

Jogo dos pares no arroz

Você vai precisar de uma bacia, arroz (não precisa necessariamente ser colorido) e alguns objetos para a criança buscar no arroz. Forre o chão com uma toalha, fica mais fácil recolher a bagunça depois. A dica é criar o seu próprio jogo de encontrar os iguais usando objetos da casa. Duas colheres, dois blocos de montar, duas bolinhas… qualquer par serve!

Pedaços de papel

A brincadeira é bem simples, basta juntar papéis velhos e picar. Pode parecer simples, mas as crianças adoram. Para continuar, uma sugestão é propor aos pequenos fazer uma colagem com os papeis. É possível criar desenhos ou até mesmo forrar objetos com sobras de papéis.

Tampas

Tampinhas são muito lúdicas. Criam desenhos, empilham, encaixam, transformam-se em chapéu, em instrumentos musicais, bandeja, copo, roda e em tantas outras coisas que a imaginação pedir. Para brincar, basta juntar diversas com tamanhos diferentes e deixar a criançada usar a imaginação.



  • Deixe um Comentário