O que o consumismo tem a ver com os átomos?


O que o consumismo tem a ver com os átomos? Você já conhece o significado da palavra átomo. Ela se refere a menor parte que forma um amontoado de matéria.

Por serem muito pequenos, os atómos precisam ser reunidos para formar moléculas (como por exemplo a molécula de água – H2O – formada por 2 átomos de hidrogênio e 1 átomo de oxigênio). E estas moléculas são amontoadas para gerar um corpo ou um objeto que seja observado pela visão humana.

Sendo assim, para formar um pequeno grão de areia são necessários “trilhões e trilhões” de átomos.

Mas o que isso tem a ver com o consumismo: atitude do homem de adquirir muitos objetos?

Bom, já sabemos também que tudo o que utilizamos vem a princípio de algum recurso natural. O plástico vem do petróleo, a madeira vem das árvores, o vidro vem da areia, o ferro vem do solo, o papel vem das plantas. Ou seja, tudo tem uma origem natural.

Quando produzimos os objetos, os quais usamos em nosso dia a dia, estamos retirando átomos da natureza. Também quando produzimos lixo, estamos devolvendo um depósito de átomos para o meio ambiente.

O que o consumismo tem a ver com os átomos?

O consumo quando é feito de forma consciente (somente quando é necessário) não perturba tanto o caminho natural que a matéria realiza na natureza. Isso porque, quando as retiradas de átomos ou matéria da natureza são feitas em poucas quantidades, extraimos os recursos naturais sem colocar a natureza em risco de escassez (falta) de matéria. Da mesma forma, não são gerados quantidades enormes de lixo, de forma que a natureza dá conta de desmanchá-lo para reciclar seus átomos.

Mas, se ao contrário, consumirmos exageradamente (comprar sem a devida necessidade), estaremos retirando uma quantidade muito grande de átomos da natureza através da extração de seus materiais (madeira, metais, petróleo, dentre outros) para a produção dos bens usados pelo homem. Não estaremos respeitando o tempo que a natureza necessita para gerar mais recursos, já que uma árvore não cresce da noite para o dia e nem uma rocha é formada em poucas horas.

Haverá ainda o acúmulo de lixo a partir do desperdício de muitos produtos que nem chegam a ser usados. A natureza também precisa de tempo para desmanchar o lixo gerado pelo homem, visto que uma garrafa pet, por exemplo, precisa de cem anos para ser desmanchada. A grande quantidade de lixo gerada não consegue ser desmanchada, até chegar aos seus átomos, e eles não podem ser reciclados e reutilizados.

O lixo é um depósito de átomos que já pertenceram um dia à natureza, levando grande tempo para que esses átomos possam ser devolvidos a ela.

O que o consumismo tem a ver com os átomos?

Diante disso, percebemos que o consumismo inconsciente e a grande geração de lixo perturbam a ordem natural. Isso porque, estes atos desrespeitam o tempo que a natureza necessita para desmanchar os corpos e objetos até chegar aos seus átomos e para construir outros corpos e objetos a partir da reunião destes átomos. 

Esse é o princípio da reciclagem da matéria que é realizado pela natureza. Princípio que também tem sido praticado pelo homem como forma de diminuir os problemas causados pela sociedade ao meio ambiente. 

_____

O que o consumismo tem a ver com os átomos

Fique sempre por dentro das nossas postagens e se gostou da postagem “O que o consumismo tem a ver com os átomos”, não deixe de compartilhar com seus amigos nas redes sociais e também deixe um comentário aqui em nosso site com sua opinião e sugestões para outras postagens.

Curta e Compartilhe com seus amigos: @SÓ ESCOLA.



  • Deixe um Comentário