Artigos Educacionais, Musicalização

A música como cultura


A música como cultura – Ressalta-se que a música faz parte da arte, sendo também um elemento cultural. Enquanto educadores, devemos preservar a cultura musical em nossos alunos. Este aspecto nos leva à afirmação sobre o trabalho com as diferentes culturas, encontrada no PCN-Arte (2000, p.51):

A música como cultura

A arte pode ser observada […] na música dos puxadores de rede, nas ladainhas entoadas por tapeceiras tradicionais, […] nos pregões de vendedores […] O incentivo à curiosidade pela manifestação artística de diferentes culturas […] pode despertar no aluno o interesse por valores diferentes dos seus […] possibilitando […] reconhecer em si e valorizar no outro a capacidade artística de manifestar-se na diversidade.

Na atualidade percebe-se que as pessoas diferenciam os estilos musicais de acordo com que refletem a maneira da cultura do grupo social: se são negros, gostam de funk ou pagode, se gostam de forró, são do interior, e assim por diante.

Contudo à necessidade de que a criança conheça os estilos musicais de cada região, que conheça vários nomes que ajudaram a construir esse rico patrimônio musical que o Brasil dispõe. Assim, conhecendo diferentes estilos musicais de diferentes culturas, o aluno deixará o preconceito de lado, percebendo que sua cultura não é a única, e optará por músicas que lhe agrada. Ao se propor o uso da música no ensino de arte, o educador parte da música do cotidiano do aluno para trabalhar sons e ritmos, levando o aluno aprimorar seu gosto musical.

Candau (1998) constata a dificuldade da escola em lidar com as diferenças. Nos espaços de conhecimentos sistematizados, como a sala de aula, distancia-se da cultura social de referência dos alunos, o que não favorece processos de interculturalidade e pode ter consequências negativas para a autoestima dos alunos.

Percebe-se, em alguns casos, o desinteresse dos alunos em conhecer outros universos culturais, pois se apresentam como confusos, por vezes até longe demais da realidade do aluno. Cabe ao professor propor uma metodologia para o ensino da música e das artes em geral, que utilize a realidade de cada um como ponte para a ampliação do conhecimento dos outros alunos e professores, acerca das diferentes formas de produção cultural e sua utilização como objeto para a educação.

A música como cultura
A música como cultura

Outra questão em relação ao conceito de música diz respeito ao fator popular. A música industrializada, ou dita comercial, tem como principal objetivo o simples e imediato retorno financeiro, sem questionar se a obra é de qualidade ou não. Constata-se dessa forma, o professor que atua no ensino de música na educação deve trabalhar envolvendo o gosto musical dos alunos, fazendo interpretação das letras para terem consciência do que estão escutando, não deixando ser influenciados pela mídia. Outra dimensão da relação entre cultura e ensino de Música trata de retroalimentar a perspectiva intercultural, trazendo para o debate a contribuição que a Música pode lhe conferir.

“Mais do que a herança genética, é exatamente a cultura que determina a música dos povos e justifica as suas realizações (ao mesmo tempo em que sua música vai constituir também sua cultura)”. (SEKEFF, 1996, p.145)

Através da educação musical, acredita-se que seja possível despertar o interesse da criança pela música de tal modo que ela possa conhecer a pluralidade musical. A escola tem o papel fundamental de criar situações para que o aluno possa vivenciar analisar e compreender a produção artística musical.


A música como cultura

Fique sempre por dentro das nossas postagens e se gostou da postagem “A música como cultura, não deixe de compartilhar com seus amigos nas redes sociais e também deixe um comentário aqui em nosso site com sua opinião e sugestões para outras postagens.

Curta e Compartilhe com seus amigos: @SÓ ESCOLA.


A música como cultura
5 (100%) 1 vote

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *