Número de professores com transtornos mentais dobra no Brasil
Educação, Notícias, Professores, Profissões

Número de professores com transtornos mentais dobra no Brasil


Número de professores com transtornos mentais dobra no Brasil, é o que diz pesquisa, confira:

Veja ainda: Professores brasileiros têm um dos piores salários do mundo

Número de professores com transtornos mentais dobra no Brasil

O número de professores afastados por transtornos mentais ou comportamentais nas escolas estaduais de São Paulo quase dobrou em 2016 em relação a 2015: foi de 25.849 para 50.046. Segundo dados obtidos pela Globonews, por meio da lei de acesso à informação, até setembro de 2017, 27.082 professores se afastaram.

O número de 50 mil afastados em 2016 representa 37% do total das licenças médicas pelas mais diversas causas.

Agressões físicas, verbais e até ameaças atingem professores em todo os estados de São Paulo. Um programa da Secretaria Estadual da Educação de São Paulo treinou profissionais para mediar os conflitos na rede pública do estado.

Número de professores com transtornos mentais dobra no Brasil

Confira a matéria completa no site G1.com


Número de professores com transtornos mentais dobra no Brasil
Qualifique está postagem

13 Comments

  1. O que eu não suporto é ter que ouvir dos nossos (as) queridos(as) pedagogos(as):
    “Ah, mas o aluno é vítima do meio em que vive, ele já vem do meio familiar com problemas, vocês precisam entender isso”

    Mas se o professor trouxer para dentro da sala de aula seus problemas,ele é errado.
    Isso tudo somado á indisciplina,o não cumprimento de atividades propostas em sala, baixa valorização por parte do poder público (prefeituras e governos estaduais) e escolas às vezes sem uma estrutura pra dar uma aula (um laboratório, biblioteca…).

    1. São duas situações paralelas e reais. Contudo, saber que os alunos tem comprometimentos sociais não deve ser usado como desculpas para aceitar passivamente as agressões. É educativo agir com firmeza para que o aluno entenda que o mundo não gira em torno de sua tirania.

      1. Estamos vivendo um mundo onde as leis favorecem não só os criminosos e corruptos, como também as leis criam novos criminosos que treinam seus crimes em escolas. Para você ser direito e correto, encontra muita burocracia e concorrência desleal. Pai bater em filho é crime. E filho bater em pai é o que? Que leis são essas? O mundo era melhor porque os pais tinham liberdade para educar seus filhos, e não tinha internet e nem tanto entretenimento para desligar os pais de seus filhos. O convívio era social e só se batia em criança quando a criança não respeitava os pais de um modo ou de outro. Não era uma surra banal. Hoje eu sou o que sou graças a educação anterior a essa. Ser agressivo com os filhos dentro de casa, evita que os mesmos não sejam agressivos na rua. Mas as leis impedem os mesmos.

  2. A melhora da minha condição de saúde mental apenas foi viabilizada depois que exonerei do cargo para qual fui investida por concurso público, depois de 22 anos de trabalho realizado baixo toda ignomínia impetrada por quem deveria zelar pelas condições de trabalho de seus funcionários. Ao ingressar é exigido uma bateria de exames e um Laudo de Apto para saúde física e mental..Com tantos abusos, inviável mesmo termos outra realidade. Infelizmente o Bournout já havia sido apontado nos idos de 2002 e a Síndrome de Estocolmo também, por incrível que pareça a vítima se sujeita a ter piedade do algoz..Depois de um ano da exoneração, solicitada enquanto fazia tratamento de saúde; o Estado reconheceu que deveria me readaptar e o fez. Pergunta se meu chefe sabe onde se encontra o funcionário?

  3. A raiz desse (e de todos os males sociais) começa a partir das decisões oligárquicas e anti-democráticas da Máfia dos Três Poderes e das Grandes Corporações Nacionais e Multinacionais, que sempre estiveram empenhadas em segregar os cidadãos comuns, desde tempos coloniais, até hoje (os quais nunca acabaram, na verdade). O descaso e ataque direto aos professores e à Educação como um todo são apenas um exemplo disso.

  4. Eu gostaria de mostrar esse vídeo para todos os envolvidos no Sistema Educacional, não só do Estado de São Paulo. Adoria mostrar para os pais e/ou responsáveis pelos alunos das escolas públicas e particulares; para os Dirigentes; Gestores das Unidades de Ensino; Políticos; Secretários da Educação, da Segurança Pública e da Saúde; e para os Senhores Doutores Peritos responsáveis pela concessão de licenças médicas; para o DPME (Departamento de Perícia Médica do Estado); em todo País.A situação dos Profissionais da Educação está insustentável! Nós estamos sendo aprisionados e vitimados pelo excesso de violência de crianças e jovens que não têm amparo familiar ou social. E se não houver uma rápida mudança no Sistema de Educação desse País, deveremos aumentar o números de vagas nos Manicômios, nos Hospitais e nos Presídios. Nós, os Profissionais da Educação, estamos sendo massacrados pelo descumprimento das Leis de Diretrizes e Bases da Educação; pelas deterrminações do Estatuto da Criança e do Adolescente, e pela Constituição Federal, por falta de recursos materiais nas escolas; pelo abandono dos estabelecimentos de ensino; pela falta de manutenção dos prédios públicos e pela falta de segurança que coloca a vida de docentes e discentes, em perigo constante. Estamos pedindo SOCORRO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *