3 maneiras de parar de gritar com seus filhos


3 maneiras de parar de gritar com seus filhos: Com essas 3 dicas você vai se sentir muito melhor.

Talvez você sinta que seu filho está te deixando louco e que, para parar a falta de controle, você deveria gritar com ele … mas com os gritos você está mostrando apenas a falta de controle que você tem dentro de você. Não é que seu filho está se comportando mal, é que você não gerencia suas emoções negativas corretamente e o resultado é esse sentimento de desastre que faz você explodir … você se sente como uma panela de pressão. Mas não, gritar com seus filhos não o livra … mas eles os aprisionam e eles vão parar de te ouvir.

Em vez de perder o seu temperamento, existem algumas maneiras eficazes de manter a calma sem ter que gritar, sem desrespeitar seus filhos ou você mesmo, sem ter que intoxicar o meio ambiente ou quebrar o vínculo com seus filhos por causa de A falta de controle em seus nervos. Anote todos esses formulários, porque se você se lembrar deles antes de gritar, você começará a ter controle sobre você e a melhorar o relacionamento com seus filhos, sem que isso implique que há desastre ou falta de controle. Ponha-o à prova … você ficará surpreso.

Kit Alfabetização Só Escola

Não deixe de ver: Sem gritar: 4 táticas diferentes para que os alunos te escutem

3 maneiras de parar de gritar com seus filhos

1. Respire

Inalar Exhale Repita Às vezes, tudo o que você precisa é um momento para atualizar a mente e reiniciar o comportamento. 

Talvez você tenha dito ao seu filho para pegar seus brinquedos e se preparar para a cama. Você saiu e depois de 10 minutos você voltou e viu que tudo ainda estava bagunçado. Era tarde. Você sentiu que seu sangue começa a ferver e você está prestes a perder os nervos … Pare esse comportamento primitivo e se vire, feche os olhos e respire. Tome um momento para você e suas emoções. Você merece.

Então, entre no quarto e com uma voz calma você diz ao seu filho o que você espera dele, e ajude-o a fazê-lo se isso só lhe custar mais. Mas antes de conversar com seu filho, pense sobre o que você vai dizer calmamente.

2. Trate o comportamento do seu filho

Todos nós temos comportamentos inapropriados às vezes, só temos que perceber isso para abordá-lo. Se você está ensinando seus filhos a andar de bicicleta, não os punha quando eles não conseguem isso nas primeiras vezes, certo? Não grite neles por não ter recebido a primeira vez … claro que não. Eles são encorajados, com apoio, orientação e orientação sobre como fazê-lo. Isto é para educar, e não apenas para andar de bicicleta. 

Quando você educa seus filhos, você deve fazê-lo da mesma forma que você ensinaria a andar de bicicleta. Quando você pensa em ensinar seus filhos, você geralmente pensa em fazê-lo positivamente, então o castigo não deve ser uma ferramenta de ensino. Quando uma criança atinge outro porque ele removeu o brinquedo, é fácil reagir a gritos, mas é necessário abordar o comportamento da criança e explicar calmamente às crianças que bater não é apropriado e que você não aprova. Você pode dizer o mesmo e melhor, sem gritar.

3. Negociar não é uma coisa ruim

Negociar com crianças não é ruim, eles precisam sentir que estão no controle. Em vez de gritar, use o tom suave e dê instruções para o bom comportamento ao seu filho. Quando as crianças ouvem o adulto de referência com uma voz calma, eles tendem a ouvir, os gritos ensurdecê-los e bloqueá-los. Eles tornarão as coisas melhores quanto mais tranqüilo e melhor você falar com elas. Além disso, você pode negociar com eles para que eles sintam o controle da situação, por exemplo: “Você prefere se colecionar sozinho ou melhor, eu o ajudo e o fazemos juntos”. 

Além disso, você não pode esquecer

  • Permita que seus filhos expressem seus sentimentos
  • Mantenha regras e limites claros e consistentes
  • Elogie o bom comportamento
  • Trabalhe o link positivo
  • Tenha empatia com seus filhos, sinta-se como se sente

Mas lembre-se que não somos perfeitos e que talvez um dia você grite. Se o fizer, não se sinta mal, simplesmente se desculpe com seu filho por ter feito isso e ser responsável por suas ações. Você ensinará ao seu filho que não é certo fazê-lo e, em seguida, lembre-se do que é explicado acima para impedir que ele ocorra de novo.


3 maneiras de parar de gritar com seus filhos.

Traduzido por – SÓ ESCOLA. Com informações do Etapa Infantil.



    1. Rosangela Ferreira 28 de novembro de 2017
    2. Magnolia 17 de janeiro de 2018
    3. Luiza Cristina Rocha 19 de janeiro de 2018

    Deixe um Comentário