Início Artigos Educacionais Por que é importante respeitar as etapas do desenvolvimento motor das crianças?

Por que é importante respeitar as etapas do desenvolvimento motor das crianças?

83
0
COMPARTILHAR
Por que é importante respeitar as etapas do desenvolvimento motor das crianças?
Por que é importante respeitar as etapas do desenvolvimento motor das crianças?

Cada criança tem seu ritmo de desenvolvimento, e é interessante que ele seja respeitado. Porém, como é frequente que esse ritmo sofra interferências, é importante ponderar o quanto essas influências são necessárias e benéficas.
É bastante comum os pais ficarem orgulhosos quando a criança começa a andar antes que as demais, ou quando já articula palavras aos primeiros meses de vida. Quando o inverso acontece, isso passa a ser motivo de preocupação. O desenvolvimento motor das crianças tem etapas, que devem ser observadas e cumpridas. Pular algumas delas pode trazer prejuízos no futuro.

Até os 4 meses de idade o bebê já sustenta a cabeça voluntariamente. Por volta dos 6 a 7 meses já senta sozinho, para depois começar a rolar e engatinhar. Esse é o processo natural até a criança começar a andar. O resultado final é que existem crianças que andam com 8 meses ou menos, e outras que começa a andar meses depois de completarem um ano.
O tempo ideal é a criança que vai ditar. Ela deve ser devidamente estimulada, mas não acelerada. O desenvolvimento da criança deve ser motivo de atenção, mas não de ansiedade excessiva. Não devemos entender como mais rápido sendo melhor e mais devagar sendo pior.
Segundo o educador físico Paulo César Silva, os pais devem deixar que os filhos “se virem” para aprender. “Algumas crianças chegam aos dois anos sem falar, porque os pais não deixam que elas se expressem e, assim, se desenvolvam. Ao menor sinal de que eles querem algo, os pais já providenciam, adivinham o que a criança deseja”, alerta.
Outro aspecto interessante trazido por Paulo César é que jogos eletrônicos e a televisão não devem ser vistos como vilões, mas devem ser usados com moderação: “Não tem como fugir, hoje o mundo é tecnológico. Mas a criança na primeira infância precisa de brinquedos que trabalhem texturas, formas, cores, volumes diferentes”, pondera.
É comum que os pais recebam influências sobre o ritmo de desenvolvimento das crianças, vindas de diversas fontes: guias, livros, diários, opiniões das mais diversas. É importante considerar que os tempos de outras crianças são apenas referências, não são regras, e desta forma é natural quem tenham variações.

Fonte: Casa do Brincar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here