LOJA SÓ ESCOLA

Filho de agricultores conclui mestrado e homenageia pais com ensaio fotográfico: ‘Meus maiores mestres’

Mateus Araújo é natural de Boa Vista, no Cariri da Paraíba, e concluiu o mestrado em jornalismo pela UFPB.

Para muitos brasileiros, conseguir entrar no ensino superior além de ser uma conquista pessoal, também significa realização familiar. É o caso de Mateus Araújo, paraibano de 26 anos que recentemente conquistou o título de mestre. Para comemorar a realização e homenagear quem o incentivou, ele fez fotos temáticas com os pais, um casal de agricultores, com direito a diploma e beca, no interior da Paraíba.

Mateus é natural de Boa Vista, no Cariri paraibano. Filho de pai e mãe agricultores e morador da Zona Rural, ele frequentou escolas públicas na região onde viveu, durante a infância e a adolescência, e em 2014 conseguiu ingressar em uma instituição de ensino superior pública, no curso de Jornalismo da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), em Campina Grande.

Até chegar na universidade, e depois, até finalizar o curso, o caminho percorrido foi longo e árduo. Assim como milhares de estudantes Mateus precisou mudar de cidade e se manter em um novo lugar para conseguir o diploma.

“O meu caminho até aqui não foi nada fácil, confesso. Da alfabetização até a conclusão do ensino médio sempre tive que ir e voltar caminhando pra escola por não ter transporte. Já na graduação, também tive que enfrentar outros obstáculos. Lembro que eu tinha um caderninho que fazia as contas de quantos dias daria pra ir pra universidade de ônibus, e quantos dias eu teria que ir a pé pra não faltar dinheiro”, relata.

Em 2020, pouco tempo depois de concluir a graduação, Mateus concorreu com cerca de 70 pessoas e passou em quarto lugar em uma seleção para cursar o mestrado profissional de Jornalismo da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em João Pessoa.

Devido à pandemia da Covid-19, o então estudante precisou cumprir as atividades do mestrado remotamente, pela internet. Foram dois anos assistindo aulas online e escrevendo uma dissertação que aborda, inclusive, os impactos da pandemia na rotina de trabalho de seus colegas de profissão.

Pouco antes de chegar ao fim do curso, Mateus decidiu homenagear quem tanto o apoiou e o incentivou a apostar na educação desde a infância: seu pai e sua mãe. Ele teve a ideia de fazer um ensaio fotográfico temático, com direito a beca e a diploma, no sítio onde os pais moram.

“Escolhi o sítio que meus pais vivem para fazer esses registros fotográficos. Quando me formei em jornalismo não tive ensaio fotográfico e nem festa de formatura e, dessa vez, concluindo o mestrado, quis fazer essas fotos para eternizar esse momento. Procurei fazer algo que parecesse mais comigo”, diz.

A conclusão do mestrado foi marcada pela defesa de seu trabalho de conclusão de curso, na última segunda-feira (12). O jovem obteve a aprovação, conquistou o título de mestre e em breve deve receber o diploma oficial. Uma realização somada à emoção de poder orgulhar os pais, que não tiveram acesso a educação.

“Meus pais não chegaram a concluir o ensino fundamental, mas sempre fizeram questão de me incentivar a seguir o caminho da educação. Durante toda essa trajetória, apesar de não terem uma formação acadêmica, eles sempre foram os meus maiores mestres, os meus maiores incentivadores. Eu estou aqui também por eles”, relata.

Segundo Mateus, nos mínimos avanços acadêmicos conquistados durante o mestrado seus pais comemoravam, mesmo sem entender bem do que se tratava. Por tudo isso, ele teve a ideia de “formar” os pais, entregando-os certificados que também proporcionassem simbolicamente o êxito deles durante o processo.

“Fiz questão de proporcionar a eles essa sensação de conquista. Por mais que eu saiba que eles não possuem domínio da escrita e da leitura, fiz esse ensaio com eles para que eles fiquem cientes que são os maiores mestres que eu poderia ter nessa vida, é uma forma de dizer que eles venceram”, disse.

Agora, o jornalista vai seguir a profissão como sempre sonhou, inclusive, escrevendo crônicas sobre o cotidiano no Cariri. Com o ensaio fotográfico, Mateus pretende inspirar outras pessoas de origem humilde a não desistir dos sonhos, e a não esquecer de quem acredita no poder da educação.

“A mensagem que eu quis passar é que o caminho da educação, para quem vem de baixo como eu, é uma das únicas alternativas. Quero incentivar outras pessoas de origem humilde, mostrar que é possível alcançar os seus objetivos, apesar de não ser fácil, confesso, não quero romantizar as dificuldades, mas dizer que não é impossível”, conclui.

Fonte: https://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/2022/12/14/filho-de-agricultores-conclui-mestrado-e-homenageia-pais-com-ensaio-fotografico-meus-maiores-mestres.ghtml

LOJA SÓ ESCOLA

BNCC:

1º ao 5º ano:

KIT ATIVIDADES:

Disciplinas:

Girias

Páscoa

Volta às Aulas:

Carnaval:

Avaliações Diagnósticas

Avaliações de Matemática

Planejamento Anual:

Datas Comemorativas:

Atividades Variadas: 

Atividades de Português:

Atividades com a Letra:

Letras do Alfabeto:

Cores por Ordem Alfabética:

Países por Ordem Alfabética:

Elogios por Ordem Alfabética:

Adjetivos por Ordem Alfabética:

Atividades de Matemática:

Atividades de Geografia:

Atividades de Ciências

Atividades Interpretação de Texto:

Atividades Produção de Texto:

Atividades de Inglês:

Atividades de História

Relatórios e Parecer Descritivo

Moldes Diversos

Como fazer

Copa do Mundo