Presidente do FNDE confirma agenda com pastores no MEC, mas nega corrupção

Marcelo Lopes prestou depoimento à Comissão de Educação do Senado.

O presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Marcelo Lopes da Ponte, prestou depoimento à Comissão de Educação do Senado nesta quinta-feira (7).  

Ele relatou ter participado de quatro agendas do Ministério da Educação e afirmou que a participação era uma definição do cerimonial do MEC.

No fim de março, uma gravação publicada pelo jornal Folha de São Paulo mostra Milton Ribeiro afirmando a prefeitos que repassava verba a municípios indicados por pastores. O episódio levou a demissão de Milton Ribeiro

Os pastores Arilton Moura e Gilmar Santos, também foram convidados para a audiência, mas na noite anterior, declinaram do convite. Por terem sido convidados, e não convocados, não possuem a obrigação de comparecer.

Nesta semana, prefeitos confirmaram aos senadores que receberam pedidos de propina nos valores de 15 e 40 mil reais, além de outro e compra de bíblias. Os pedidos ocorriam por parte dos pastores para agilizar a liberação de verbas públicas do MEC.

A medida, segundo o ex-ministro, ocorria a pedido do presidente Jair Bolsonaro.


  • Leave a Comment