Fuvest 2022: 1º lugar em Medicina é contra métodos de estudo “mirabolantes”

Estudante de 19 anos é de Belo Horizonte-MG e foi aprovado no sistema ampla concorrência.

O estudante Diego Franco Araújo, de Belo Horizonte, foi aprovado em 1º lugar no curso de Medicina na Universidade de São Paulo (USP), que possui um dos vestibulares mais concorridos: a Fuvest.

Apesar de ser de Belo Horizonte, Diego escolheu prestar vestibular da Fuvest pela qualidade do ensino, pelo poder de mercado da Universidade e pela vontade de morar em São Paulo.

A paixão pela Medicina vem desde a infância. Com pai e mãe médicos, Diego sempre quis seguir a profissão dos pais. Ele também possui um irmão que é estudante do curso.

Preparação 

Geralmente, as histórias sobre candidatos aprovados em primeiro lugar na USP descrevem estudantes que abdicaram do lazer para estudar horas e horas. Diego foge desse padrão.

O jovem de Belo Horizonte conta que 2021 foi o ano mais tranquilo para seus estudos. Com a suspensão das aulas presenciais durante a pandemia, Diego se matriculou em um cursinho on-line e estudava somente em casa.

Nunca gostei de métodos mirabolantes e milagrosos de estudos. Eu assistia às aulas, anotava o que estava sendo passado com calma e me comprometia com os compromissos acadêmicos, principalmente com os simulados.

A rotina flexível lhe permitiu encarar a preparação para o vestibular com mais leveza e os estudos foram levados de forma menos penosa. “Nunca abri mão dos meus momentos com família e amigos, relata”.

Para cuidar da saúde e aliviar a mente da rotina de estudos, Diego ia a academia de quatro a cinco vezes por semana.

Apesar de essa rotina ter funcionado para ele, Diego reforça que cada vestibulando deve encontrar seu próprio método. “Por exemplo, eu me sentia mais seguro fazendo uma revisão no dia da prova, mas sei que tem estudantes que ficam ansiosos. Então, eu acho que é importantíssimo se conhecer para fazer o vestibular”.

Pandemia

Diego conta que a pandemia interferiu muito nos seus estudos e confessa que, no início, até se desorganizou demais, pensando que a pausa nas aulas presenciais duraria pouco.

Ele acabou adiando e protelando alguns compromissos, mas depois foi se adaptando ao ensino a distância e melhorando seu desempenho nas provas. Na época, estava no 3º ano do Ensino Médio. 

Diferença das provas

Em relação as provas das seletivas, Diego vê diferença distinta na da Fuvest e dos demais vestibulares que prestou, assim como o Enem. 

Na prova da Fuvest sentiu maior cobrança, como se seus estudos e esforços fossem mais valorizados. A cobrança na 2ª fase da Fuvest, de habilidades específicas, mais relacionadas à área do curso desejado pelo estudante, é, para ele, mais coerente e justo com os candidatos.

Já no Enem, sentiu a exigência mais rasa, cobrando muitas vezes apenas habilidades interpretativas.

Outras aprovações

Além da aprovação em 1º lugar na Fuvest em Medicina, Diego foi aprovado em outras três instituições públicas, todas para o mesmo curso.

Na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), a aprovação veio por meio do Sistema de Seleção Unificada (SiSU) 2021/2. Contudo, não chegou a frequentar aulas porque as mesmas estavam suspensas devido à pandemia de Covid-19.

Assim, ele acabou fazendo um ano de cursinho Pré-vestibular, sendo aprovado na sequência na Universidade Federal de Uberlândia (UFU), no meio do ano de 2021. Em fevereiro também conquistou a aprovação na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). 

Neste momento, Diego está organizando sua mudança para São paulo. O novo estudante de Medicina da USP já realizou a primeira etapa de matrículas e se diz ansioso para esta nova etapa de sua vida.

Fuvest 2022

O Vestibular 2022 da Fuvest recebeu mais 110 mil inscrições para as 8.211 vagas. Das oportunidades, 2.169 foram para egressos de escolas públicas (modalidade EP) e 1.088 para pretos, pardos e indígenas que estudaram em escolas públicas – (EP/PPI).

O Vestibular 2022 foi composto por duas etapas para todos os cursos, além das provas de habilidades específicas exclusivas aos candidatos de Artes Cênicas, Artes Visuais e Música.

A primeira fase do Vestibular foi realizada em 12 de dezembro e contou com 90 questões objetivas de Conhecimentos Gerais.

Cerca de 30 mil candidatos foram classificados para a segunda etapa. As provas foram realizadas em 16 e 17 de janeiro e tiveram abstenção de 2.431 dos concorrentes aptos. 

No primeiro dia da segunda fase, os participantes tiveram a redação com o tema “As diferentes faces do riso” e prova de português. No segundo, foram aplicadas questões de disciplinas específicas aos cursos escolhidos. 

No geral, a Fuvest trouxe provas tradicionais, voltadas para a seleção dos candidatos com os melhores desempenhos. A pandemia e seus temas correlatos apareceram na primeira fase, com a abordagem das vacinas e cloroquina, mas ficaram de fora da segunda etapa.



  • Leave a Comment