Em campinas, mais de 1000 contratos são cancelados em escolas infantis


Em campinas, mais de 1000 contratos são cancelados em escolas infantis (Instituições que atendem crianças de o a 5 anos).

Em Campinas (SP), escolas particulares estão em constante luta para não fechar as portar durante esta pandemia. Já passa de 1100 contratos de alunos cancelados e 129 demissões.

Em Campinas, SP, possui 79 instituições de ensino desse porte autorizadas pela prefeitura. Um grupo formado por diretores reúne 70 destas escolas que se organizaram esta semana para entregar um protocolo sobre a reabertura responsável das unidades de ensino.

Kit Alfabetização Só Escola

O Governo do Estado de São Paulo, até o momento definiu SETEMBRO para o inicio da retomada das aulas nas escolas da rede publica e privada.

Plano de ação aprovado pela prefeitura

A Secretaria de Educação de Campinas confirmou o recebimento do protocolo desenvolvido pelas escolas de educação infantil. Informou que se trata de um plano de ação e que ele está aprovado, mas depende ainda do cumprimento do cronograma definido pelo Plano SP.

“Este documento já foi analisado pelas secretarias de Saúde e Educação e está aprovado, no entanto, as escolas só podem voltar mediante decreto do governador, que está previsto para setembro”, diz o texto da Pasta.

Kit Só Escola Autismo

O protocolo destaca, além das necessidades das escolas e dos pais dos alunos, a manutenção de cerca de 1 mil vagas de emprego dos profissionais ligados ao setor, direta ou indiretamente. E também sugere, por exemplo, as seguintes medidas:

  • Atendimento escolar com, inicialmente, até 50% dos alunos matriculados, garantindo assim o distanciamento social.
  • Prioritariamente o atendimento será feito para famílias que tenham ambos os responsáveis estejam trabalhando.
  • Realização de triagem de pais em relação ao histórico de Covid e exigência de exames médicos da criança.
  • A entrada na escola só será permitida após aferir a temperatura dos funcionários e alunos.
  • Monitoramento dos sintomas do coronavírus.
  • A higienização das mãos será feita com água e sabonete líquido antibacteriano ou, na impossibilidade, será usado álcool gel 70%.
  • As mãos serão higienizadas na entrada na escola, a cada troca de atividades, a cada troca de ambiente, antes e após as refeições, após uso do banheiro, antes e depois de cada troca de fraldas, ao tocar no nariz ou boca.
  • Obrigatório uso de avental e luvas descartáveis a cada troca de fralda.
  • Proibido uso de uniforme fora do ambiente escolar, deve ser feita a troca de roupa nas dependências da escola, em local determinado e higienizado, a fim de não trazer nenhum tipo de contaminação do meio externo para o interno.
  • Obrigatório uso de máscara descartável em todo ambiente escolar.
  • Limpar e desinfetar frequentemente os objetos comuns e superfícies com o auxílio do álcool 70% ou solução de água com água sanitária.
  • Será desenvolvido programa de treinamento para crianças enfocando o acolhimento aos sentimentos e informações sobre a nova realidade por todos vivida, enfocando o distanciamento social.

Fonte: G1 Campinas e notícias concursos.



  • Deixe um Comentário