Datas Comemorativas, Ideias, Murais, Mural, Painéis, Sem categoria

Ideias de Murais para o Dia da Consciência negra


Selecionamos nesta postagem diversas Ideias de Murais para o Dia da Consciência negra.

Excelentes sugestões para trabalhar em sala de aula com seus alunos esta data comemorativa.

Dia da Consciência Negra

Dia da Consciência Negra é comemorado em 20 de novembro em todo o país. A data homenageia Zumbi, um africano que nasceu livre, mas foi escravizado aos seis anos de idade.

Mais tarde ele voltaria para sua terra natal e seria líder do Quilombo dos Palmares. Zumbi morreu em 20 de novembro de 1695.

O objetivo do Dia da Consciência Negra é fazer uma reflexão sobre a importância do povo e da cultura africana no Brasil. Também serve para analisarmos o impacto que tiveram no desenvolvimento da identidade cultural brasileira.

A música, a política, a religião e a gastronomia entre várias outras áreas foram profundamente influenciadas pela cultura negra. Este é um dia de comemorar e valorizar a cultura afro-brasileira.

Murais para o Dia da Consciência negra

Para a confecção do seu mural ou painel podemos usar diversos materiais, confira uma pequena lista com itens que você poderá utilizar:

  • Cola;
  • Tesoura (Se você for trabalhar com crianças, lembre-se de usar tesouras sem pontas);
  • Cartolina, TNT e/ou EVA;
  • Materiais recicláveis (Tampinhas, garrafas pet, etc);
  • Moldes diversos (Vão te auxiliar na hora de fazer um desenho especifico;
  • Folhas Sulfites;
  • Cartões;
  • Barbantes;
  • Lápis, canetas e caneta/pincel atômico;
  • Etc.

Ideias de Murais para o Dia da Consciência negra

Sugestões de frases:

  • A diferença não está na cor, mas no coração.
  • Sociedade feliz é aquela onde há justiça social, sem preconceito racial.
  • Não se cale diante da sociedade. Sua cor é uma honra.
  • E quando as almas se amam, a cor da pele não faz diferença!
  • O Dia da Consciência Negra não deve ser comemorado em um único dia. Precisa ser um hábito na vida de todos os cidadãos.
  • Nossas cores são diversas, mas nossos sonhos são os mesmos.
  • Sonhamos com um mundo que não nos julgue pela cor, mas pela forma que colorimos.
  • Ser mulher negra é a minha essência e não a minha sentença!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *