Menino com autismo volta a conversar após terapia com cães


Um projeto criado em 2014 pela professora Aline Camargos, docente do curso de zootecnia do Instituto Federal Goiano, tem ajudado inúmeras pessoas em Morrinhos, Goiás. Se trata do Bichos Terapeutas, projeto que visa promover, através da relação com os animais, a melhora no quadro de pacientes. Os animais auxiliam em sessões de fonoaudiologia, fisioterapia, terapia ocupacional e psicologia realizadas, todas realizadas na rede pública de saúde.

Atualmente o projeto, que desde a sua criação atendeu 30 pessoas, conta com 12 pacientes. Dentre eles está Raylon Lomeu, de 8 anos, que, graças ao auxilio de um dos cães, foi capaz de desenvolver a fala. “Com a presença do cão, a gente consegue que ele se comunique, fale com a gente, dê respostas, faça perguntas, coisas que não fazia. A criança fica mais espontânea, à vontade. Foi um resultado incrível”, afirma a fonoaudióloga Meiriely Duarte Silveira, conforme relatado pelo site de notícias G1.

Menino com autismo volta a conversar após terapia com cães

Nino, Thor e Tacha, cães que integram o projeto, além dos outros animais, tem surpreendido a todos pelos resultados expressivos que a terapia tem proporcionado aos pacientes, e tudo de forma gratuita. “Me sinto realizada de ver o ganho dos pacientes e, não só dos pacientes, percebo que os alunos que eu trago evoluem muito como cidadãos”, contou Aline.

Kit Alfabetização Só Escola

Fotos e informações de G1



  • Deixe um Comentário