Dicas para relatórios para Educação Infantil

Selecionamos nesta postagem algumas Dicas para relatórios para Educação Infantil.

relatório individual do aluno existe para criar uma conexão entre o aprendizado de bebês e crianças na escola, sob os olhos dos educadores, e os pais e/ou tutores, evidenciando a evolução e pontos que precisam ser trabalhados. É o feedback dado aos responsáveis de alunos da educação infantil – de 0 a 5 anos – e dos primeiros anos da educação fundamental – dos 7 aos 10 anos.

A apresentação desse documento é, em muitos estados brasileiros, obrigatória nas escolas municipais e estaduais. Na Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, por exemplo, há a Portaria nº 7.598, de 2016, que define que ele deve existir nas duas etapas de ensino anteriormente citadas. A legislação diz o seguinte:

Quanto ao ensino infantil: “a documentação educacional de que trata esta Portaria consistirá […] no Relatório Descritivo elaborado pelo professor contemplando:

I- o percurso realizado pelo grupo de crianças/individualmente;

II- as diferentes formas de expressão;

III- os registros de observações significativas da criança;

IV- as expectativas da família;

V- os registros sobre a frequência e sua interface no processo de desenvolvimento e aprendizagem da criança”.

Quanto ao ensino fundamental: “a produção da documentação pedagógica, expressa em múltiplos registros que permitam as famílias e a Escola de Ensino Fundamental conhecerem o trabalho da instituição junto às crianças e os processos de desenvolvimento e aprendizagem da criança no decorrer de sua permanência na instituição”.

É de responsabilidade dos professores elaborarem esse parecer, até para que seu trabalho garanta mais credibilidade e seja reconhecido, tanto pelo próprio sistema educacional, quanto pela instituição de ensino e pelos pais de seus alunos. Esse relato deve ser proveniente de um acompanhamento sério e elaborado com coerência, de modo individual para cada criança.

O processo de escrita de um relatório descritivo do aluno não é tão simples assim, já que a rotina em sala de aula é bastante complexa e às vezes influi na organização das ideias que devem ser transpostas para o papel. Bom, são muitas crianças para educar e prestar atenção, e essa análise depende de um trabalho de formiguinha feito pelo professor. Se você já é atuante, deve saber muito bem como é isso, não é mesmo? Por isso, esse artigo foi escrito, para te ajudar nessa missão.

Fonte: www.enfoquecapacitacao.com.br

Dicas para relatórios para Educação Infantil

  • ÁREA SOCIAL E AFETIVA:

➢ Adaptou-­se com naturalidade. / Ainda não completou seu processo de adaptação;
➢ Ainda mostra-­se resistente ao atender algumas regras da escola;
➢ É assíduo e pontual;
➢ Ainda não respeita os pertences dos alunos;
➢ Aceita esperar sua vez;
➢ Distingue os diferentes momentos e situações dentro da escola, respeitando-­as; ➢ Participa das atividades em grupo demonstrado interesse e cooperação;
➢ Tem preferência por atividades individuais;
➢ Tem bom relacionamento com todos que convive;
➢ Relaciona­se progressivamente com mais crianças, com outros professores e com demais profissionais da escola;
➢ Apresenta­se seguro em suas ações (ainda não…);
➢ Demonstra ter imagem positiva de si, ampliando suas autoconfiança e identificando cada vez mais suas limitações e possibilidades, agindo de acordo com elas;
➢ Valoriza o diálogo como forma de lidar com os conflitos Demonstra iniciativa na resolução de pequenos problemas;
➢ Demonstra iniciativa na resolução de pequenos problemas;
➢ Mostra­-se interessado em enfrentar desafios;
➢ Expressa seus sentimentos com clareza;
➢ Preocupa­se em cuidar dos materiais de uso individual e coletivo;
➢ Ainda apresenta­se bastante inquieto o que impede de participar ativamente das atividades propostas;
➢ Mostra­se carinhoso, alegre, tímido;
➢ Às vezes mostra­se agressivo com alguns coleguinhas;
➢ Valoriza atitudes de preservação e manutenção dos espaços coletivos;
➢ Reconhece e utiliza hábitos sociais, valores e atitudes como preservação do convívio social, ética e saúde;
➢ Demonstra assiduidade e pontualidade; ➢ Mantém um padrão de comportamento e relacionamento convencional;
➢ Demonstra comportamento desejável em sala de aula;
➢ Tem iniciativa e interesse nas atividades propostas;
➢ Relaciona­se bem com colegas, professores e demais funcionários;
➢ Participa das atividades em grupo;
➢ Coopera com o grupo;
➢ Lidera as atividades em grupo;
➢ Partilha e empresta material de bom grado;
➢ Obedece as regras do grupo e da escola;
➢ Reconhece seus direitos e deveres;
➢ Escuta e tem atenção quando outros falam;
➢ Respeita a opinião dos outros;
➢ Cuida do material e do patrimônio escolar;
➢ Mantém a pasta organizada e os cadernos em ordem;
➢ É capaz de concluir as atividades propostas em tempo desejável;
➢ Respeita regras que orientam as dependências da escola;
➢ Expressa seus sentimentos com clareza, valorizando o outro como forma de reconhecimento e amizade;
➢ É dedicado e caprichoso;
➢ É atencioso e disciplinado;
➢ É observador e curioso;
➢ Demonstra confiança e companheirismo;
➢ Conversa sobre seus medos, sonhos, fantasias demonstrando claramente seus sentimentos muitas vezes ocultos;
➢ Mostra iniciativa, interesse e entusiasmo em enfrentar desafios;
➢ Sabe pedir desculpas e perdoar espontaneamente;
➢ Guarda mágoas;
➢ Supera conflitos;
➢ Concentra-­se nas tarefas propostas;
➢ É solidário com o colega;
➢ É resistente.
➢ É arredio;
➢ É inquieto;
➢ É egoísta;
➢ Demonstra agressividade;
➢ É ansioso;
➢ É inseguro;
➢ Demonstra timidez;
➢ É carinhoso com colegas e professora;
➢ Demonstra-­se alegre;
➢ Apresenta tristeza em determinados momentos;
➢ Estabelece vínculos afetivos e de troca com adultos e crianças fortalecendo sua auto­estima;
➢ Adaptou­-se a escola e a turma. Amplia consideravelmente seu círculo de relações pessoais.Demonstra independência;
➢ Supera dificuldades sem ajuda;
➢ Demonstra iniciativa na resolução de pequenos conflitos;
➢ Enfrenta desafios com autonomia;
➢ Respeita a participação alheia;
➢ Tem bom relacionamento nas atividades em grupo;
➢ Apresenta organização e responsabilidade no jogos;
➢ Demonstra decisão e autonomia;
➢ Demonstra atenção, empenho e respeito no momento da fala do colega e do professor;
➢ Questiona a professora;
➢ Inicia as atividades logo que são propostas;
➢ Assume responsabilidade pelos seus atos. ➢ Aceita opiniões divergentes da sua;
➢ Pede ajuda quando precisa;
➢ É curioso em relação a novos conhecimentos;
➢ É desinibido para expressar suas opiniões;
➢ Espera sua vez de falar;
➢ Revela confiança em si próprio;
➢ Realiza as tarefas de casa com prontidão;
➢ Manifesta afeto e respeito mútuo com colegas e professora;
➢ Brinca expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades.

  • CONHECIMENTO DE MUNDO MOVIMENTO:

➢ Apropria-se progressivamente da imagem global do seu corpo, conhecendo e identificando seus segmentos e elementos e desenvolvendo cada vez mais uma atitude de interesse e cuidado com o próprio corpo;
➢ Demonstra controlar o equilíbrio do corpo em diversas situações;
➢ É capaz de coordenar a sua ação com a dos companheiros quando o jogo requer;
➢ Explora diferentes qualidades e dinâmicas do movimento, como força, velocidade, resistência e flexibilidade;
➢ Controla gradualmente o próprio movimento, aperfeiçoando seus recursos de deslocamento;
➢ Participa com interesse de brincadeiras e jogos cantados e rítmicos;
➢ Agrada-lhe manipular objetos e brinquedos que permitem o aperfeiçoamento das suas habilidades manuais;
➢ Identifica diferentes sensações táteis olfativas, gustativas e sonoras;
➢ Amarra os cordões dos sapatos, recorta com precisão, monta quebra-­cabeça com peças médias (grandes ou pequenas).

  • ARTES VISUAIS:

➢ Ouve e aprecia produções musicais;
➢ Brinca com a música imitando, inventando, criando e reproduzindo criações musicais;
➢ Utiliza­se da expressão musical e artística como forma de comunicação e interação com os outros, ampliando seu conhecimento de mundo;
➢ Interessa­-se pelas Artes, demonstrando admiração e gosto pelas produções da escola e pelas obras regionais (nacionais e internacionais);
➢ Percebe na escuta sentimentos e emoções subjacentes à produção musical;
➢ Cria textos e melodias, compondo pequenas canções para expressar­-se;
➢ Explora diversas linguagens visuais, conhecendo e utilizando diversos materiais para produzir trabalhos artísticos;
➢ Demonstra atitude de auto­confiança e respeito por sua produção artística e a dos colegas.

  • LINGUAGEM ORAL E ESCRITA:

➢ Participa com interesse de atividades orais;
➢ Tem vocabulário diversificado e rico;
➢ Vem ampliando seu vocabulário gradativamente;
➢ Ainda não participa de atividades orais;
➢ Transmite recados;
➢ Dialoga com colegas e professor;
➢ Faz reconto de histórias;
➢ Fala parlendas e trava­línguas trabalhadas;
➢ Expressa­-se com frases corretas e acabadas;
➢ Expressa­-se com clareza;
➢ Ainda na demonstra compreender explicações que são dadas;
➢ Ainda não pronuncia alguns sons;
➢ Recita poemas;
➢ Utiliza expressões de cortesia;
➢ Aprecia o material de leitura selecionado, lendo de acordo com suas possibilidades;
➢ Participa com prazer das rodas de conversa;
➢ Argumenta suas ideias;
➢ Elabora e responde perguntas;
➢ Sabe dizer seu nome completo;
➢ Incorpora e recorda palavras facilmente;
➢ Usa a linguagem para conversar, brincar, comunicar e expressar desejos, necessidades, opiniões, ideias, preferências, sentimentos e relatar suas vivências nas diversas situações de interação presentes no cotidiano;
➢ Elabora perguntas e respostas de acordo com os diversos contextos dos quais participa;
➢ Relato de experiências vividas e narração de fatos em seqüência temporal e causal;
➢ Reconta histórias conhecidas com aproximação às características da história original;
➢ Conhece e reproduz jogos verbais como parlendas, trava­línguas, adivinhas, quadrinhas, poemas e canções;
➢ Veicula suas ideias articulando corretamente as palavras;
➢ Expõe oralmente suas ideias de forma lógica;
➢ Argumenta e defende suas ideias;
➢ Expressa-­se com fluência adequando sua fala a diferentes situações;
➢ Apropria­-se progressivamente de novas palavras ampliando seu vocabulário;
➢ Utiliza adequadamente as palavras entendendo os seus significados e empregando-­as corretamente;
➢ Compreende mensagens dirigidas ao grupo;
➢ Sabe dar recados;
➢ Ouve com atenção uma história, perguntas e diálogos;
➢ Descreve gravuras;
➢ Interpreta histórias;
➢ Reproduz oralmente um fato ocorrido;
➢ Usa recursos gestuais e faciais pertinentes ao comunicar­-se;
➢ Utiliza­-se de argumentos consistentes para defender seus pontos de vista;
➢ Participa de situações de comunicação oral manifestando sua opinião e ouvindo os outros;
➢ Narra histórias conhecidas e situações vividas.

  • ESCRITA:

➢ Distingue palavras de desenhos;
➢ Reconhece e escreve seu nome;
➢ Reconhece nomes dos colegas;
➢ Escreve nomes dos colegas;
➢ Identifica e escreve letras do alfabeto;
➢ Conhece e diferencia letras de números e símbolos;
➢ Reconhece a letra inicial e final dos nomes percebendo a posição da letras na palavra;
➢ Participa de situações cotidianas nas quais se faz necessário o uso da escrita;
➢ Escreve seu nome em situações em que isso é necessário;
➢ Reconhece as ideias contidas em alguns símbolos usuais;
➢ Utiliza-­se do desenho para representação e o registro de suas ideias;
➢ Reconhece e utiliza o espaçamento convencional entre as palavras;
➢ Escreve obedecendo a direção esquerda/direita e de cima para baixo;
➢ Associa as letras do alfabeto à 1ª letra das palavras conhecidas;
➢ Compreende pequenos textos trabalhados e faz leitura correspondente;
➢ Mostra-­se cuidadoso no traçado das letras;
➢ Acompanha o registro feito no quadro pela professora;
➢ Elabora desenho dentro de um contexto;
➢ Faz leitura de imagens, rótulos, figuras e símbolos;
➢ Compreende que as palavras são formadas por letras e texto formado por palavras;
➢ Destaca uma determinada palavra dentro de um texto trabalhado;
➢ Completa frases de acordo com o texto;
➢ Reorganiza frases e palavras de textos trabalhados;
➢ Reestrutura e organiza ideias na reescrita de textos trabalhados;
➢ Identifica o número de letras das palavras.

  • NÍVEIS DE CONCEITUALIZAÇÃO DA ESCRITA:

➢ Ainda não faz a correspondência entre letras e os sons. Inventa desenhos garatujas e rabiscos para representas a escrita;
➢ Uso de letras muitas vezes do próprio nome ou misturam números e letras para representar a escrita;
➢ Utiliza muitas letras para escrever o nome de coisas grandes e que coisas pequenas têm nomes pequenos;
➢ Escreve uma palavra utilizando uma variedade de letras, acredita que para escrever tem que variar as letras;
➢ Acredita que existe relação entre o que se fala e o que se escreve. Faz correspondência entre quantidade de sílabas e uma letra para cada sílaba sem valor sonoro, não se preocupa com a correspondência do som e letra;
➢ Utiliza uma letra para representar cada sílaba com valor sonoro. Às vezes só usa vogais, ou só consoantes, ou consoantes e vogais;
➢ Já escreve combinando consoante e vogais formando sílabas, mas as vezes não forma a sílaba completa usando só vogais ou só consoantes.

  • RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO:

➢ Utiliza contagem oral nas brincadeiras e em situações nas quais reconheça sua necessidade;
➢ Identifica a posição de um objeto ou número numa série;
➢ Identifica números nos diferentes contextos em que se encontram;
➢ Identifica números maiores ou menores, ordenando-­os;
➢ Ordena números na seqüência ascendente;
➢ Identifica números que estão faltando numa série numérica;
➢ Reconhece o número que vem logo antes ou logo depois de um determinado número;
➢ Conta correspondendo um a um os nomes dos números aos objetos a serem contados;
➢ Lê números conhecidos de modo convencional;
➢ Usa números para registrar quantidades;
➢ Sabe ordenar quantidades e números;
➢ Identifica e nomeia formas e tamanhos;
➢ Identifica posição e se situa no espaço;
➢ Discrimina semelhanças e diferenças em objetos;
➢ Resolve situações problemáticas simples;
➢ Consegue organizar objetos de acordo com os atributos;
➢ Identifica e nomeia conceitos e cores;
➢ Reconhece os diversos significados e interpretações dos conceitos;
➢ Reconhece grandezas e suas medidas em diversas situações;
➢ Estabelece relações, compreende facilmente números de 0 a 9 e consegue associá-­los para completar um conjunto com a quantidade pedida;
➢ Organiza objetos na forma ascendente e descendente de acordo com os atributos, tamanho, cor, forma, peso, etc.;
➢ Emprega corretamente o vocabulário matemático relacionado a conceitos diversos;
➢ Utiliza noções espaciais básicas para explicar direções;
➢ Resolve situações problemáticas;
➢ É capaz de dizer uma série numérica de ___ a ___, recitando os números em ordem;
➢ Identifica o maior entre dois números, o que vem logo antes e logo depois;
➢ Utiliza noções simples de cálculo metal como ferramenta para resolver problemas.

  • NATUREZA E SOCIEDADE:

➢ Manifesta opiniões próprias sobre acontecimentos, busca informações e confronta ideais;
➢ Participa com interesse de todas as atividades desenvolvidas envolvendo o tema estudado;
➢ Imagina soluções para os problemas apresentados;
➢ Participa de conversas formulando perguntas sobre o conteúdo trabalhado;
➢ Estabelece algumas relações entre o modo de vida característico de seus grupo social e de outros;
➢ Reconhece a importância da preservação das espécies para a qualidade da vida humana;
➢ Reconhece e utiliza hábitos de higiene como preservação e prevenção de saúde;
➢ Identifica os fenômenos mais simples da natureza , suas causas e efeitos;
➢ Utiliza conceitos próprios relacionados ao corpo (partes,desenvolvimento, funções, cuidados);
➢ Reconhece o meio ambiente como fator de sobrevivência dos seres;
➢ Tem consciência da preservação do meio ambiente;
➢ Age com educação ambiental;
➢ Identifica o espaço mais próximo e sabe se situar nele;
➢ Nomeia lugares e pessoas conhecidas;
➢ Identifica sua história de vida e dos seus familiares.

  • OBSERVAÇÕES:

➢ A agitação e ou dispersão tem afetado o desempenho do(a) aluno(a);
➢ Faz regularmente o para casa, completo e com capricho;
➢ Requer constante supervisão da professora;
➢ Suas faltas tem afetado o seu desempenho;
➢ Demora mais que o tempo previsto para realizar as atividades propostas.


Dicas para relatórios para Educação Infantil

Fique sempre por dentro das nossas postagens e se gostou da postagem Dicas para relatórios para Educação Infantil“, não deixe de compartilhar com seus amigos nas redes sociais e também deixe um comentário aqui em nosso site com sua opinião e sugestões para outras postagens.

Curta e Compartilhe com seus amigos: @SÓ ESCOLA.

  • Leave a Comment