Crianças, Dicas, Dicas para Educadores, Pais e Filhos

Pare de gritar com as crianças e evite danos emocionais


Pare de gritar com as crianças e evite danos emocionais: É possível que, se um dia você perder seus nervos e depois gritar com seus filhos, você se sente mal. Quando é gritado, a incapacidade nesse momento de redirecionar a situação para uma solução melhor é mostrada.

Os gritos nas crianças são como pequenas estacas pregadas que causam grandes danos emocionais. Muitos pais gritam, mas é necessário aprender a parar de fazer isso para se sentir melhor como pai e mãe. É possível parar de gritar com as crianças e você aprenderá algumas coisas importantes quando você conseguir.

Veja Também: Sem gritar: 4 táticas diferentes para que os alunos te escutem

Pare de gritar com as crianças e evite danos emocionais

6 coisas que você aprende quando para de gritar com crianças:

1. Você vai se sentir muito melhor

Quando você começar a controlar seus nervos e parar de gritar com seus filhos, você aprenderá que seu estômago estará em melhor saúde … Porque você se sentirá melhor com você mesmo. Você não sentirá mais o pior pai ou a pior mãe do mundo. Além disso, seus filhos também começarão a gritar menos porque você já não grita e gritar não será mais um problema em casa. 

2. Seus filhos são o seu público mais importante

Quando você grita, seus filhos não o vêem como a mãe amorosa e paciente que você quer que eles vejam e sintam. A realidade é que eles o vêem como uma mulher descontrolada e irritada que não está ensinando nada, ela está apenas exaurindo seus nervos sem ter em conta os sentimentos de seus filhos. Seus filhos são seu público e seus olhos estão observando você ao longo do dia. 

Eles são as pessoas mais importantes e merecem vê-lo afetuoso, amoroso e sem gritar para mostrar seus desejos. Quando você parar de gritar, você perceberá que seus filhos começam a se comportar melhor, quase por magia.

3. As crianças também têm dias ruins

Como você, seus filhos também têm bons dias e dias ruins. Alguns dias são agradáveis ​​e seus filhos se comportam bem e outros dias estarão em um clima pior e podem ter um comportamento menos apropriado. Todas as crianças fazem barulho porque são crianças! Haverá também dias que não querem se vestir ou escovar os dentes … Mas a paciência e o jogo serão seus melhores aliados, e você aprenderá que gritar só piora as coisas.

4. As crianças ainda estão aprendendo

As crianças não querem irritá-lo, eles gostam de se sentir felizes dentro da casa … Mas eles ainda estão aprendendo, estão crescendo e você é o seu melhor exemplo para todos os aspectos da vida. A melhor maneira de suas expectativas não o frustrar é levar em conta a capacidade e a idade evolutiva de seus filhos. As crianças também estão erradas e não precisam ser gritadas. Os erros são bons professores se vistos da calma. 

5. Você não gosta de ser “gritado”

Quando você grita com seus filhos, é provável que você não perceba o quanto isso é irritante e que, além disso, uma lacuna emocional se abre entre você, que pode ser bastante complicado de curar. Você gosta de ser gritado por seu chefe ou qualquer outra pessoa? Ninguém gosta de receber gritos, as crianças também não. Os gritos fazem a pessoa que os recebe perder o respeito da pessoa que grita.

6. Você nem sempre será capaz de controlar as ações de seus filhos, mas você SEMPRE poderá controlar sua reação

Você pode tentar com toda a sua força para seguir todos os conselhos de parentalidade positiva para que seus filhos estejam bem disciplinados, mas se você gritar … Você jogará todo o trabalho de chão. Você escolhe se quer gritar: colete todos os seus brinquedos! ou se afastar por um segundo, recuperar a compostura e retornar com uma nova abordagem para atingir o objetivo de uma maneira boa. Respirar pode ajudá-lo a fazer coisas sem gritar e instilar medo em seus filhos. Medo NÃO educa e gritar NÃO funciona.


Pare de gritar com as crianças e evite danos emocionais

Fonte do site ETAPA INFANTIL – Traduzido por – SÓ ESCOLA.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *