Início Dicas Turma indisciplinada? 4 dicas para você controlar seus alunos

Turma indisciplinada? 4 dicas para você controlar seus alunos

473
0
COMPARTILHAR
Turma indisciplinada? 4 dicas para você controlar seus alunos - Vozes que não cessam, aviões de papel voando pela sala, falta de concentração, barulho e confusão; isso poderia vir de qualquer lugar, menos da sala de aula! Contudo, é exatamente esse o cenário visto quando a turma é indisciplinada.

Turma indisciplinada? 4 dicas para você controlar seus alunos – Vozes que não cessam, aviões de papel voando pela sala, falta de concentração, barulho e confusão; isso poderia vir de qualquer lugar, menos da sala de aula! Contudo, é exatamente esse o cenário visto quando a turma é indisciplinada. Vale destacar que esse quadro conturbado afeta diretamente a atuação do professor e o desempenho dos alunos, comprometendo (e muito) o processo de ensino-aprendizagem.

Se diariamente você lida com turmas que possuem esse perfil, não se preocupe! Existem boas maneiras de controlar seus alunos, com métodos pouco tradicionais, mas super eficientes. 

Confira a seguir 4 dicas para você controlar seus alunos:

Dê aulas interessantes

A melhor estratégia para manter a disciplina em sala de aula é apresentar o conteúdo de forma atrativa. Os alunos precisam se interessar pelo que o professor diz e pela forma como ele diz. Quando isso acontece, aumenta o índice de concentração e retenção, resultando em uma melhora visível tanto no desempenho quanto no comportamento do estudante.
Para chegar a esse ponto é necessário que o educador planeje a aula, se prepare e utilize múltiplos recursos. Vale lançar mão de textos complementares, músicas, jogos, pesquisas, debates e outras metodologias que movimentem a sala de aula ao mesmo tempo em que a disciplina é mantida.

Não altere o tom de voz

Mesmo que a turma esteja gritando, o ideal é que o professor mantenha o tom de voz normal. Gritar para chamar a atenção dos alunos é uma estratégia desastrosa, pois acaba dando início a uma guerra  para saber quem fala mais alto. Quando o professor eleva a voz, além de comprometer a sua saúde vocal, ele acaba aumentando a sensação de estresse e gerando um clima de conflito e tensão no ambiente. Em outras palavras, gritar traz efeitos contrários aos desejados!
Em uma turma de crianças o mais indicado é que o docente seja o exemplo. Nesse caso, se o professor for tranquilo e tiver um tom de voz ameno, o mais provável é que os alunos se espelhem nele e também passem a manifestar esse comportamento.

Fale quando houver silêncio

Nós entendemos que diante de uma turma indisciplinada o desejo natural é de tomar uma atitude imediata; mesmo assim, controle seus impulsos e espere. Aguarde os alunos reconhecerem a sua presença no ambiente e não se manifeste até que haja silêncio total ou condições mínimas para falar sem a necessidade de gritar. A tendência é que aos poucos os alunos se calem e comecem a pedir silêncio dos demais colegas. Esse tipo de estratégia é ótima para criar o senso de disciplina e construir na prática o conceito  de respeito mútuo.

Use a comunicação não-verbal

Em situações de indisciplina a comunicação não-verbal é mais eficiente do que a verbal. Uma ótima forma de controlar os alunos e fazê-los prestarem atenção é levantar as mãos. Sugira que à medida que forem percebendo suas mãos levantadas, eles levantem as deles também. Ninguém vai querer ficar por último! Eles podem demorar a aderir a proposta, mas quando se acostumarem, essa prática virará um hábito.
Outras dicas bacanas consistem em projetar uma imagem interessante na frente, apagar e acender a luz rapidamente ou até bater palmas ritmadas. Se você for um professor mais descontraído, chegue com um chapéu diferente ou uma fantasia inusitada. Isso é lúdico, divertido, ajuda a quebrar o gelo e a manter os alunos ligados na aula.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here