Início Animação Conto de Machado de Assis vira animação

Conto de Machado de Assis vira animação

24
0
COMPARTILHAR
O curta-metragem “A agulha e a linha” é baseado em "Um apólogo", de Machado de Assis, conto publicado originalmente no livro Várias histórias, em 1896, e considerado um dos mais lidos da lavra de contos do Bruxo do Cosme Velho, epíteto pelo qual o autor é conhecido.
O curta-metragem “A agulha e a linha” é baseado em “Um apólogo”, de Machado de Assis, conto publicado originalmente no livro Várias histórias, em 1896, e considerado um dos mais lidos da lavra de contos do Bruxo do Cosme Velho, epíteto pelo qual o autor é conhecido. Apresentando uma estratégia interessante de transpor um texto literário clássico para a linguagem audiovisual, a animação, como o original, tem estrutura de fábula, cujas personagens são uma agulha e um novelo de linha. Elas travam uma acirrada disputa verbal para provar quem é a mais importante no ofício de costurar o vestido de sua dona – no conto, uma baronesa; na animação, uma top model.

Os criadores do curta-metragem também adaptaram a linguagem utilizada, que, recheada de oralidades e gírias juvenis e do mundo da moda, confere ainda mais atualidade a esse clássico da literatura brasileira. Essa aproximação com o universo do jovem urbano atual pode ser uma estratégia interessante para, a partir daí, propor a leitura do conto original com turmas dos anos finais do Ensino Fundamental e Médio, analisando e comparando as duas obras em termos de linguagem, recursos discursivos e narrativos, entre outros aspectos. Essa também pode ser uma boa oportunidade para estimular os alunos a criar animações e outras formas de adaptação com base em textos literários.
O curta-metragem, que tem roteiro e direção de Emmy Barbanti, narração de Ana Carolina Paiva de Toledo e direção de arte de Barbara Benevenuto, foi criado para a disciplina “Prática de Produção em TV II”, ministrada por Adriana Nogueira e Willians Cerozzi Balan, da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (Faac), Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp).
Confira o vídeo abaixo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here