Início Datas Comemorativas Projeto Páscoa em PDF

Projeto Páscoa em PDF

93
0
COMPARTILHAR
Projeto Páscoa em PDF
Projeto Páscoa em PDF

Baixe em PDF – Projeto Páscoa – O presente projeto pretende, através da realização de uma série de atividades, colocar as crianças em contato com uma das tradições brasileiras: a Páscoa, mostrando o verdadeiro significado e o  sentido espiritual em contrapartida ao sentido comercial.

* No final da postagem confira um link para que vocês possam fazer DOWNLOAD em PDF.
I.  Identificação do Projeto
Tempo de duração: 4 dias
Público Alvo: Alunos do Berçário 2
II.  Justificativa:
A Páscoa é um momento e motivo de renovação pessoal independente da religião. A escola precisa suprir essa necessidade que se faz nos alunos estendendo a toda comunidade escolar, bem como promover atividades artísticas e musicais, poemas, brincadeiras diversas, buscando assim o estimulo e a socialização.

Confira mais:
III. Objetivos
  • ·    Proporcionar as crianças o entendimento do significado da Páscoa;
  • ·    Identificar e compreender os símbolos da Páscoa;
  • ·    Estimular a comemoração da Páscoa;
  • ·    Desenvolver a criatividade;
  • ·   Desenvolver o raciocínio-lógico, a expressão oral e corporal, a coordenação motora, a percepção auditiva e visual da criança;
  •      Propor as boas ações, a solidariedade, a amizade, etc.
  IV.      Conteúdo/Áreas contempladas
Linguagem Oral e Escrita
·         Ampliar o vocabulário através de diferentes gêneros de canções, observando a pronúncia correta das palavras;
·         Estimular a fala, sons e balbucios.
·         Textos e/ou cartazes sobre os símbolos da Páscoa;
·         Músicas diversas
Matemática
·         Ampliar o campo numérico, utilizando-se da contagem oral e exploração de objetos concretos;
·         Contagem e recitação através da música( um ovo, dois ovos, três ovos assim…);
·         Cores (azul, amarelo e vermelho também.);
·         Correspondência( um ovo para cada coelhinho…)
·         Seriação e classificação
Natureza e sociedade
Trabalhar valores:
·         Solidariedade
·         Respeito
·         Amor, paz, partilha.
  Artes
·         Explorar e manipular diversos materiais: canetões, tintas, giz de cera, carimbos, pincéis, esponjas, rolo e etc.;
·         Observar o limite disponível para desenvolver as atividades;
·         Brincar, imitar, inventar e reproduzir criações musicais, interpretando canções diversas.
·         Dobraduras, impressão da mão e pé.
Música
·         Cantar as músicas de Páscoa, com danças e gestos.
Movimento
·         Explorar diversos materiais objetivando o aprimoramento da coordenação motora ampla;
·         Desenvolver os movimentos amplos: equilíbrio e coordenação, arrastar, engatinhar, rolar, andar, correr, dançar, saltar e pular.
·         Pequenos jogos
V. Procedimentos
·         Conversa informal, diálogo e questionamento oral através de cartaz, figuras e relatos sobre o assunto;
·         Músicas dramatizadas relacionada à Páscoa: Coelhinho da Páscoa que trazes pra mim…, De olhos vermelhos…
·         Confecções de máscaras, dedoches;
·         Quebra cabeça do coelho;
·         Livro: “O coelho que não era da Páscoa”,
·         Brincadeiras: corrida do nariz, caça aos ovos, Hop… Hop… Coelhinho, coelho sai da toca, onde estão os ovinhos, O coelho da Páscoa disse… , Ovo choco;
·         Pintura facial;
·         Filme sobre o tema;
·         Confeccionar cartaz, painel, com mensagens, figuras, desenhos, dobraduras, montagem, colagem etc;
VI. Avaliação
            Será realizada de forma contínua e sistemática durante todo o desenvolvimento do projeto, através de observações e acompanhamento das atividades propostas, considerando as capacidades e individualidades de cada criança.
DIA 1

            Em roda, será contada a história O COELHO QUE NÃO ERA DA PÁSCOA de Ruth Rocha. Depois cantaremos com as crianças as músicas Coelhinho da Páscoa que trazes pra mim…, e De olhos vermelhos… fazendo gestos e dançando. Falaremos dos símbolos da Páscoa e o seu significado.
Conteúdo: Oralidade, coordenação motora, dança, gestualização, cores, numerais.
Objetivos: Proporcionar as crianças o entendimento do significado da Páscoa; Identificar e compreender os símbolos da Páscoa; Estimular a comemoração da Páscoa;
Saída: Solário
DIA 2

            Cantar as músicas Coelhinho da Páscoa que trazes pra mim…, fazendo gestos e dançando. Trabalhar os números 1, 2 e 3 e as cores azul, amarelo e vermelho, mostrando os numerais e as quantidades correspondentes e as cores dos ovinhos.
Conteúdo: Oralidade, coordenação motora, dança, números e cores.
Objetivos: Ampliar o campo numérico, utilizando-se da contagem oral e exploração de objetos concretos; Contagem e recitação através da música( um ovo, dois ovos, três ovos assim…); Cores (azul, amarelo e vermelho também….); Correspondência( um ovo para cada coelhinho…); Seriação e classificação.
Saída: Solário
DIA 3
 
            Sentadas nas cadeiras pintaremos as mão e os pés das crianças com tinta para que façam a impressão dos mesmos em papel para formarem desenhos de coelhinhos. Os trabalhos serão expostos em varaizinhos. Também cantaremos as músicas de Páscoa.
Conteúdo: Oralidade, coordenação motora  e cores.
Objetivos: Desenvolver a criatividade; Desenvolver o raciocínio-lógico, a expressão oral e corporal, a coordenação motora, a percepção auditiva e visual da criança.
Saída: Solário
DIA 4

            Em roda, as crianças assistirão ao desenho animado  A Turma da Mônica em um conto de Páscoa, conhecerão de uma forma divertida a história da Páscoa segundo Maurício de Souza. Depois colocarão máscara de coelhinhos, cantarão e dançarão as músicas referentes à Páscoa. Participarão também da brincadeira de caça aos ovos, promovendo à busca de ovos de Páscoa que estarão escondidos na sala e no solário.
Conteúdo: Oralidade, coordenação motora, dança e gestualização.
 Objetivos: Desenvolver o raciocínio-lógico, a expressão oral e corporal, a coordenação motora, a percepção auditiva e visual da criança.
Saída: Busca aos ovos pela sala e no solário.
 
O coelhinho que não era de Páscoa
Ruth  rocha
                Vivinho era um coelhinho branco, redondo, fofinho. Todos os dias Vivinho ia à escola com seus irmãos. Aprendia a pular, aprendia a correr… Aprendia qual a melhor couve para se comer. Os coelhinhos foram crescendo, chegou a hora de escolherem uma profissão. Os irmãos de vivinho já tinham resolvido:
                -Eu vou ser coelho da Páscoa, como meu pai.
                -Eu vou ser coelho da Páscoa, como meu avô.
                -Eu vou ser coelho da Páscoa, como meu bisavô.
                E todos queriam ser coelhos da Páscoa, como o trisavô, o tataravô, como todos os avôs. Só Vivinho não dizia nada. Os pais perguntavam, os irmãos indagavam:
                -E você, Vivinho? E você?
                -Bom – dizia Vivinho – eu não sei o que quero ser. Mas sei o que não quero: ser coelho de Páscoa.
                O pai de Vivinho se espantou, a mãe se escandalizou:
                -OOOOOHHHHH!!!
                Vivinho arranjou uma porção de amigos: o beija-flor Florindo, Julieta, a borboleta, e a abelha Melinda. O tempo passou. A Páscoa estava chegando. Papai e Mamãe Coelho foram comprar os ovos para distribuir. Mas a s fábricas tinham muitas encomendas. Não tinham mais ovinhos para vender. O casal Coelho foi a tudo que foi fábrica da floresta. Do seu Antão, do seu João, do seu Simão, do seu Veloso, do seu Matoso, do seu Cardoso, do seu Tônio, seu Petrônio, seu Sinfrônio. Mas a resposta era sempre a mesma:
                -Tudo vendido, seu Coelho, tudo vendido… Os dois voltaram pra casa desanimados.
                -Ora essa, isso nunca aconteceu…
                -Não podemos desapontar as crianças…
                -Mas nós já fomos a todas as fábricas. Não tem jeito, não… Os irmãos do coelhinho estavam tristes:
                -Nossa primeira distribuição… Ai que tristeza no coração!… Vivinho vinha chegando com Melinda.
                -Por que não fazemos os ovos nós mesmos?
                -É que nós não sabemos. Coelho de Páscoa sabe distribuir ovos. Não sabe fazer.
                -Pois eu sei – disse Vivinho. –Eu sei.
                -Será que ele sabe? – disse o pai.
                -Ele disse que sabe – disseram os irmãos.
                -Ele sabe, ele sabe! – disse a mãe.
                -E com quem você aprendeu? – perguntaram todos.
                -Com meus amigos. Eu não disse que estava aprendendo uma profissão? Pois eu aprendi a tirar o pólen das flores com julieta e Florindo. E Melinda é a maior doceira do mundo. Me ensinou a fazer tudo o que é doce…
                A casa da família Coelho virou uma verdadeira fábrica . todos ajudavam: Papai Coelho, Mamãe Coelha, os coelhinhos… E os amiguinhsos também: Florindo, o beija-flor, Julieta, a borboleta, e Melinda, a maior doceira do mundo… E era vivinho que comandava o trabalho. E quando a Páscoa chegou estavam todos preparados. As cestas de ovos estavam prontas. E os pais de Vivinho estavam contentes. A mãe de Vivinho disse:
                -Agora nosso filho tem uma profissão. E o pai de Vivinho falou:
                -Cada um deve seguir a sua vocação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here