Coordenação Motora, Dicas, Dicas para Educadores, Sem categoria

Como Trabalhar a Coordenação Motora


Como Trabalhar a Coordenação Motora
Como Trabalhar a Coordenação Motora
Coordenação motora global (ampla)
A coordenação motora global trata dos movimentos dos membros superiores e inferiores, ela está relacionada à organização geral do ritmo, equilíbrio, as percepções gerais e ao desenvolvimento da criança.


Coordenação motora fina


A coordenação motora fina trata dos movimentos realizados pelas mãos e dedos e também de sua ligação entre a mão e o olho, a coordenação viso motora. Esse desenvolvimento é de grande relevância para a escrita e necessita que a criança tenha boa tonicidade muscular nos membros superiores e inferiores.


COMO PODEMOS TRABALHAR A COORDENAÇÃO MOTORA FINA:


Muitas atividades podem ser realizadas com esse intuito, inclusive a coordenação é muitas vezes trabalhada sem se ter consciência nas atividades mais comuns do dia a dia, dessa forma deixo para vocês algumas dicas de atividades:
  • dobrar papel;
  • rasgar papel;
  • enrolar papel;
  • furar papel com furador;
  • carimbar papel;
  • colar papel;
  • recortar com tesoura;
  • ligar pontos;
  • fazer contornos e colorir;
  • desenhar;
  • colorir/pintar com giz de cera, lápis de cor, pincéis;
  • montar lego;
  • modelar massinha ou argila;
  • alinhavar materiais perfurados;
  • bordar no tecido ou no papel;
  • abotoar e desabotoar “botões”;
  • abrir e fechar zíper;
  • abrir e fechar velcro;
  • amarrar cadarço…
Abaixo você pode conferir algumas atividades ligadas ao desenvolvimento da coordenação motora global ou fina, caso queira se informar mais sobre o assunto logo após as atividades você encontra alguns conceitos que podem ser úteis.


ATIVIDADES PSICOMOTORAS GLOBAIS



VAI E VÉM



Objetivo – Desenvolver a coordenação ampla, viso-motora, atenção e tônus muscular




Atividade – A atividade é desenvolvida com um brinquedo que deve ser utilizado em duplas, o brinquedo pode ser desenvolvido com garrafas pets, fitas adesivas, argolas e fios ou adquirido em lojas especializadas.




Desenvolvimento da atividade – Os participantes da atividade devem segurar nas extremidades, nas argolas plásticas, dando impulso, ao abrir os braços, no objeto para a outra extremidade.



CORDA



Objetivo – Desenvolver a coordenação motora ampla, o esquema corporal, estimular a orientação espacial e temporal, ampliar o equilíbrio, a lateralidade e melhorar o tônus muscular.




Atividade – A atividade é desenvolvida com uma corda de quatro metros em média.




Desenvolvimento das atividades – Pode ser utilizada no chão, em que a criança anda descalça sobre a corda, com os braços abertos, procurando manter o equilíbrio.



Aproveitando a mesma atividade só que agora a criança vai andar de costas sobre a corda.
Ainda esticada no chão a criança pula com os dois pés juntos para esquerda e para direita consecutivamente.
A corda pode ser erguida dez centímetros do chão para a criança pular de um lado para o outro.
A corda pode ser utilizada pela dupla como cabo-de-guerra, no meio do espaço utilizado deve ter uma marca no chão, para visualizar quem está vencendo o cabo-de-guerra.
As crianças podem pular corda. 


BAMBOLÊ



Objetivo – Desenvolver a coordenação motora ampla, o esquema corporal, estimular a orientação espacial e temporal, ampliar o equilíbrio, a lateralidade e melhorar o tônus muscular.




Atividade – A atividade é desenvolvida com quatro bambolês em média.



Desenvolvimento das atividades – Uma criança deve segurar o bambolê, enquanto outra vem engatinhando para passar por dentro do bambolê.



Girar o bambolê na cintura e outras partes do corpo, como pescoço e braço.
Com alguns bambolês alinhados lado a lado no chão, andar com a perna esquerda no bambolê esquerdo e a direita no bambolê direito.
Ainda com os bambolês no chão pular com os dois pés de um bambolê para outro.
Com um bambolê somente pular para dentro e para fora.
Brincar com o bambolê na mão, rodando-o como se fosse um volante.
Passar o bambolê pelo corpo inteiro a começar pela altura da cabeça.


ATIVIDADES PSICOMOTORAS FINAS



ALINHAVOS



Objetivo – Desenvolver a coordenação motora fina, coordenação viso-motora, esquema corporal, estimular a orientação espacial, a lateralidade e melhorar o tônus muscular.




Atividade – A atividade é desenvolvida com alinhavos preparados com papel cartão e figuras plastificado ou adquiridos prontos.




Desenvolvimento da atividade – A criança deve trabalhar o alinhavo de forma livre ou orientada pelo professor. É possível trabalhar o alinhavo associando outros conhecimentos como as formas geométricas, números, letras, animais, meios de transporte.



ESPONJAS



Objetivo – Desenvolver a coordenação motora fina, coordenação viso-motora, esquema corporal e melhorar o tônus muscular.




Atividade – A atividade é desenvolvida com uma bacia com água e várias esponjas coloridas, com texturas/dureza diferenciadas.




Desenvolvimento das atividades – Colocar as esponjas na água e pedir para a criança retirar uma a uma apertando bem retirando toda água da esponja.



PINÇA



Objetivo – Desenvolver a coordenação motora fina, coordenação viso-motora, esquema corporal, a lateralidade e melhorar o tônus muscular.




Atividade – A atividade é desenvolvida com dois (ou três) recipientes um com objetos e outro vazio e uma pinça tamanho médio.




Desenvolvimento das atividades – A criança deve transportar os objetos que estão em um recipiente com a pinça para outro recipiente vazio. Pode ser realizado também pedindo que a criança coloque os objetos no recipiente esquerdo ou direito.



ABOTOAR BOTÕES



Objetivo – Desenvolver a coordenação motora fina, coordenação viso-motora, esquema corporal, a lateralidade e melhorar o tônus muscular.




Atividade – Placa de feltro com botões pregados e recortes coloridos de feltro no formato de flores.




Desenvolvimento das atividades – A criança receberá a placa com as flores encaixadas nos botões para verificar o resultado final da atividade, as flores de feltro são retiradas e a criança começa a abotoar os retalhos nos botões.



CAIXA DE MACARRÃO



Objetivo – Desenvolver a coordenação motora fina, coordenação viso-motora, esquema corporal e melhorar o tônus muscular.




Atividade – Será utilizado uma caixa forrada de material neutro com furos e macarrões do tipo penne.




Desenvolvimento das atividades – A criança recebe a caixa forrada com furos e os macarrões e é orientada para colocar os macarrões nos diversos buraquinhos da caixa. 





2 Comments

  1. As atividades são excelentes.Maravilhosas.Sou professora mas estou encontrando dificuldade para trabalhar a coordenação motora fina de forma lúdica com minhas crianças de 3 a 4 anos.
    trabalhar numerais, o alfabeto de forma divertida. se papel…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *