Como trabalhar com a hipótese de escrita silábica?


Como trabalhar com a hipótese de escrita silábica?
Dicas
Como trabalhar com a hipótese de escrita silábicaOlá amigos e amigas do SÓ ESCOLA. Nesta postagem trago para vocês dicas, sugestões ..


HIPÓTESE SILÁBICA
Quando a escrita representa uma relação de correspondência termo
a termo entre a grafia e as partes do falado, a criança se encontra na hipótese
silábica. O aluno começa a atribuir a cada parte do falado (a sílaba oral) uma
grafia, ou seja, uma letra escrita.

Essa etapa também pode ser dividida em dois níveis: no primeiro, chamado
silábico sem valor sonoro, ela representa cada sílaba por uma única letra
qualquer, sem relação com os sons que ela representa. No segundo, o silábico
com valor sonoro, há um avanço e cada sílaba é representada por uma vogal ou
consoante que expressa o seu som correspondente.


Características:
1. Percebe a relação entre a oralidade e a escrita.
2. Usa uma letra para cada som.
3. Pode ou não fazer uso de valor sonoro
4. Determina mínimo de letras.

Intervenções:
Trabalhar com nomes dos alunos.
Textos de memória (parlenda, cantigas, listas etc).
Cruzadinhas e textos lacunados para perceber o número de letras das palavras.
Atividades para contar as letras e as sílabas das palavras.
Atividade para alterar vogais e manter as consoantes.

Ex: BOLA-
BOLO -BELA

Aqui estão mais algumas sugestões:

ESCRITA SILÁBICA
• Fazer listas e ditados variados (dos
alfabetizandos ausentes e/ou presentes, de livros de histórias, de ingredientes
para uma receita, nomes de animais, questões para um projeto).
• Trabalhar com textos conhecidos de memória, para
ajudar na conservação da escrita
• Ditado de palavras do texto.
• Análise oral e escrita do número de sílaba,
sílaba inicial e final das palavras do texto.
• Lista de palavras com a mesma silaba final ou
inicial;
• Escrever palavras dado a letra inicial;
• Ligar desenho a primeira letra da palavra;
• Usar jogos e brincadeiras (forca, cruzadinhas,
caça-palavras);
• Organizar supermercados e feiras; fazer
“dicionário” ilustrado com as palavras aprendidas, diário da turma, relatórios
de atividades ou projetos com ilustrações e legendas;
• Propor atividades em dupla (um dita e outro
escreve), para reescrita de notícias, histórias, pesquisas, canções, parlendas
e trava-línguas.

• Produção de textos, ditados, listas.


    1. Elza Lilian Rodrigues de oliveira 5 de setembro de 2017

    Deixe um Comentário