Início Planejamento de Aula Projeto Valores

Projeto Valores

120
0
COMPARTILHAR
Projeto Valores

JUSTIFICATIVA
Educar… Tarefa das
mais difíceis!
 Como se preparar na vida e para a vida? Todo ser humano tem suas
crenças e com base nelas seus pensamentos e sentimentos, que culminam nas
atitudes.
Acredita-se numa
sociedade mais humana e justa, sem preconceitos, em que os cidadãos atuem
compromissados com o bem comum.
A escola se
tornaria vazia e ineficiente se se omitisse de resgatar certos valores
“adormecidos” na consciência humana. Por esse motivo, torna-se
essencial refletir o mundo atual, fortalecer e renovar as “crenças”,
inserindo no processo educacional valores que possibilitem a formação integral
de nossos alunos.
OBJETIVOS
O professor,
entendendo que o agente principal da escola é o aluno, deverá:
• compromissar-se
com a filosofia de nossa escola;
• propiciar o
desenvolvimento de virtudes indispensáveis à formação humana;
• intensificar o
trabalho de valores, consciente do papel social da escola, de modo a
oportunizar as reflexões e atitudes que visam ao bem-estar dos cidadãos e o
fortalecimento da autonomia dos homens.
PROCEDIMENTOS
• Os valores a
serem trabalhados deverão atravessar as áreas de conhecimento. O professor
deverá estar atento aos melhores momentos para tratar deste assunto. Poderão
ser ocasiões imprevistas – como uma notícia no jornal ou uma briga no recreio,
que mobilizem os alunos – ou ocasiões criadas pela sensibilidade do professor.
• Todos os docentes
deverão ler, para suporte de seus enfoques, o Livro das virtudes para crianças
de William Bennett. Editora Nova Fronteira.
• Selecionar
canções coerentes com as temáticas em voga.
• Organizar murais
sobre os valores a serem abordados em cada mês.
• Incentivar e
proporcionar a leitura e a produção de textos com o valor em questão.
• Realizar
dinâmicas de grupos que favoreçam essas reflexões (ver sugestões).
Texto Reflexivo:
Compromissar-se com
a Educação é refletirmos a cada dia a filosofia de nosso colégio: “Ensino
Completo. Formação Integral”. Estamos vivendo a “Era do
Conhecimento”, momento em que nenhuma pessoa pode parar de estudar, de
reciclar-se. Contudo, o homem tem de saber filtrar as informações e o
conhecimento significativo para aplicá-los no dia-a-dia; tem de saber gerenciar
todo esse “saber” para não “estressar” e sentir-se útil e
feliz na sociedade em que vive. Quando dirigimo-nos ao “conhecimento”
não nos referimos apenas ao conhecimento formal mas, sim, ao conhecimento das
experiências vividas, ao conhecimento do ser humano, dos acontecimentos do
mundo. Atualmente surgem muitos cursos sobre o desenvolvimento pessoal e
grupal, sobre como conviver e relacionar-se melhor, como ser mais feliz!
Sabedoria consiste
em equilíbrio pessoal, em inteligência de nossas posturas e expressividades.
Queremos preparar os nossos filhos para a vida. Para tanto, perguntamos:
“Bastaria o conteúdo formal da escola?” “Resolveria para a
transformação da sociedade, em que almejamos um mundo cada vez melhor,
indivíduos que possuíssem muito conhecimento, mas não soubessem
expressá-los?” “O que o mercado de trabalho exige hoje?” Exige
iniciativa, argumentação, ética, divisão com o outro…SIM, É PRECISO IR ALÉM!
Nossos alunos estarão atuando profissionalmente num amanhã muito breve. Ser um
profissional, qualquer um pode ser, porém, tornar-se um grande profissional e
uma grande pessoa é o desafio!
A escola é um
espaço social privilegiado nas construções do conhecimento e ela precisa
trabalhar com o conhecimento científico, histórico e humano. Não há como
crescer no cognitivo se não houver a relação entre as pessoas, se não houver a
necessidade ou um desafio, ou ainda, uma problematização a ser resolvida. E é
na relação que os valores tornam-se relevantes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here