Benefícios das bicicletas sem pedais para crianças


Nos últimos anos, as bicicletas sem pedais estão na moda e ganham cada vez mais adeptos entre as famílias com crianças. Porém, na realidade, esse tipo de bicicleta remonta a 1817, quando o alemão Karl Drais inventou o que chamou de uma “máquina de caminhar” que nada mais era do que uma espécie de carrinho com duas rodas e um guidão. Séculos depois, em 1997, Rolf Mertens reinventou o design e criou a bicicleta sem pedais que conhecemos hoje.

Como funciona a bicicleta sem pedais?

Também conhecida como pré-bicicleta, bicicleta de treino ou bicicleta de equilíbrio, a bicicleta sem pedais é, como o próprio nome sugere, uma bicicleta muito simples que não tem pedais nem estabilizadores nem rodas. Sem pedais, as crianças devem usar os pés para se mover e manter a bicicleta estável, para que tenham mais controle sobre o veículo.

Kit Alfabetização Só Escola

Ao contrário das bicicletas tradicionais com rodas, nas quais as crianças aprendem primeiro a pedalar e depois a equilibrar-se, com uma bicicleta sem pedais, elas primeiro treinam o equilíbrio e depois aprendem a pedalar. Desta forma, quando mudarem para uma bicicleta com pedais, aprenderão a andar muito mais rápido do que se tivessem treinado com uma bicicleta típica com rodas.

Por que apostar em uma bicicleta sem pedais?

1. Eles melhoram o equilíbrio

Uma das principais vantagens das bicicletas sem pedais é que ajudam a desenvolver o equilíbrio nas crianças. Por ter que se impulsionar com os próprios pés ao andar de bicicleta, os pequenos desenvolvem a consciência corporal e espacial, ganhando estabilidade. À medida que se sentem mais confiantes, ousam tirar os pés do chão por curtos períodos de tempo, o que não só é divertido, mas também um excelente exercício para melhorar o equilíbrio.

2. Desenvolvem coordenação

A coordenação é uma das habilidades motoras que as crianças demoram mais para desenvolver, mas com uma bicicleta sem pedais isso não será mais um problema. O que acontece é que quando as crianças estão na bicicleta devem trabalhar de forma coordenada as extremidades superiores e inferiores para permanecer no veículo e direcioná-lo para onde for. Com o passar do tempo, eles aprenderão a coordenar muito melhor não apenas os membros, mas todo o corpo.

Kit Só Escola Autismo

3. Promovem o desenvolvimento muscular

Não é segredo para nenhum pai que andar de bicicleta é um excelente exercício para fortalecer os músculos e ganhar tônus, e pedalar sem pedais não é diferente. Ao andar de bicicleta, as crianças trabalham os grupos musculares de todo o corpo, mas ativam excessivamente todos os músculos das pernas, braços e flexores do quadril. Este treinamento os ajuda a ganhar massa muscular e força, melhorando o tônus ​​e a capacidade de resposta aos estímulos.

4. Estimula a função respiratória e cardíaca

Andar de bicicleta, mesmo sem pedais, é um excelente exercício aeróbico para crianças que fortalece o coração e a capacidade respiratória. Isso porque, enquanto os pequenos se esforçam e tentam manter o equilíbrio, seus batimentos cardíacos e respiratórios se aceleram, enquanto seus níveis de oxigenação em todo o corpo aumentam. O resultado é um coração e pulmões mais saudáveis ​​e fortes.

5. Promovem a autonomia

Ao contrário de uma bicicleta com pedais em que as crianças precisam da ajuda de um adulto, pelo menos até aprenderem a se equilibrar, nos modelos sem pedais as crianças têm mais controle sobre a bicicleta e podem aprender por conta própria. Este gesto simples não apenas evita que os pais tenham dores desnecessárias nas costas, mas também desenvolve autonomia e independência nas crianças desde tenra idade.

6. Canalize o excesso de energia

Praticar exercícios físicos é uma das melhores maneiras de canalizar o excesso de energia das crianças e ajudá-las a liberar a tensão. Por isso, a bicicleta sem pedais é uma excelente alternativa para os mais pequenos não só se divertirem, mas também fazerem atividades físicas e se manterem em movimento. Ao contrário da bicicleta convencional, a bicicleta sem pedais exige um esforço maior para ficar em pé e mantê-la em movimento, o que deixará as crianças mais cansadas à noite.

7. Reduzir o risco de acidentes

Por não ter pedais, esse tipo de bicicleta é muito mais segura do que as tradicionais, pois ganha menos velocidade e é muito mais fácil de controlar. Além disso, costuma ser muito mais baixo do que as bicicletas com pedais, justamente para que os pés das crianças possam tocar o solo sem problemas. Isso reduz consideravelmente o risco de acidentes infantis e, em caso de quedas, as lesões costumam ser muito menos graves.



  • Deixe um Comentário