Datas Comemorativas, POEMA, POEMAS, Poesias, Proclamação da República

Poemas Proclamação da Republica


Selecionamos nesta postagem sugestões de Poesias e Poemas Proclamação da Republica.

Dia da Proclamação da República do Brasil é comemorado anualmente dia 15 de novembro e é considerado um feriado nacional.

A Proclamação da República do Brasil foi realizada em 15 de novembro de 1889.

O evento aconteceu no Rio de Janeiro, a então capital do país, por um grupo de militares liderado pelo Marechal Deodoro da Fonseca, que deu um golpe de estado no Império.

Marechal Deodoro da Fonseca instituiu uma república provisória e, posteriormente, se consagrou o primeiro presidente do Brasil.

O Brasil era o único país independente do continente americano governado por um imperador. A independência do país havia sido conquistada em 7 de setembro de 1822, através da assinatura do decreto por Dona Leopoldina e da ação de Pedro I.

Poesias e Poemas Proclamação da Republica

Poema 01

SONHOS DE GLÓRIA

Vejam só! Sou pequenino.
Mas, por ser bom brasileiro,
Neste peito de menino
Cabe o meu Brasil Inteiro!

Quando eu crescer…
Hei de ser muito valente.
Das tropas irei à frente,
Com passo nobre e viril!
Diante do mundo inteiro,
Hei de ser um brasileiro
Capaz de honrar o Brasil

Quando eu crescer…
Hei de ser, com orgulho e fé,
Talvez um Tamandaré,
Deodoro ou um Caxias!
Hei de defender com a vida
Minha Bandeira querida,
Como fez Marcílio Dias!

Autor(a): Magdalena Léa

Poema 02

Quinze de novembro
Data especial
Data em que o país
Comemora sua raiz.

O povo grita
O povo clama
Há sempre uma chama
No coração de quem ama.

Óh povo brasileiro
Ô povo guerreiro
Sempre trabalhador
Com fé e amor.

Liberdade proclamada
Esperança reacendida
Somos todos guerreiros
Lutando pela vida.

Autora: Taiene dos Santos Barbosa ( aluna do 1º ano C )

Poema 03

O Brasil era monarquia antigamente
Que governava era rei ou imperador
Hoje é República e se elege presente
E no Estado se elege também governador

Não se tinha prazer com a monarquia
Muitos queriam a república implantar
E o povo que naquele tempo aqui existia
Queria ter uma oportunidade para votar

O temor que existe, para essa implantação
Deixava os brasileiros bastante preocupados
Os fazendeiros não receberam a indenização
Pelos escravos que foram de fatos libertados

Tinha medo que um governo estrangeiro
Surgisse para o Brasil então o governar
Pois que de fato, do trono seria herdeiro
Era Izabel, que com um francês foi se casar

Tinha medo da convenção na cidade de Itu
Onde o partido republicano foi fundado
Tinha medo, das questões com o exército
E as questões religiosas da igreja com Estado

Mas foi preciso esse mede ser rompido
E alguém de coragem se manifestar
Surgiram homens talentosos e destemidos
Para no Brasil, a república se implantar

E no dia quinze de novembro de 1889
Aconteceu uma grande revolução
Quando então, o Marechal Deodoro
Anunciou da república a proclamação.

Dom Pedro II, do Brasil se foi embora
E Deodoro foi seu primeiro presidente
Bendita, realmente, foi àquela hora
Em que o Brasil se tornou independente

O Rio de Janeiro foi sua capital federal
E as províncias passaram a ser Estados
Floriano Peixoto foi o vice e era Marechal
E em República, o Brasil foi transformado.

Luís Gonçalves



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *