Artigos Educacionais

O equilíbrio de matéria no corpo humano


O equilíbrio de matéria no corpo humano – relação entre matéria e energia – Assim como o existe um equilíbrio para a quantidade de água no organismo, assim também existe um equilíbrio para a quantidade de matéria do corpo. Toda a matéria que formou, forma ou ainda irá formar o seu corpo, veio ou virá da sua alimentação. Sendo assim, os nutrientes dos alimentos são usados pelo organismo de três formas:

1- para serem quebrados e fornecerem energia;
2- para recomporem partes do corpo que estão envelhecidas ou estragadas (trocar células velhas ou estragadas por células novas – por exemplo, cicatrização de feridas, trocar a pele queimada de sol).
3- para o crescimento com formação de mais ossos, músculos, cartilagens e pele.

O equilíbrio de matéria no corpo humano

Em todos os casos, são gerados resíduos que são partes dessa matéria dos alimentos que o corpo não irá precisar, eliminando nas fezes, urina, no suor e na respiração. Mesmo as partes velhas e estragadas no corpo, que foram repostas por células novas, são eliminadas principalmente pela urina.

A eliminação de resíduos pelas fezes: dos alimentos que ingerimos e, que o nosso estômago quebra em porções menores, uma parte será absorvida no intestino caindo na corrente sanguínea, sendo levada até as células para ser utilizada para fornecer energia, recompor pedaços do corpo ou crescer. A outra parte ficará no intestino formando o bolo fecal, que será eliminado na forma de fezes. No entanto, o peso do material que sai como fezes é bem menor que o peso de todo o material ingerido como alimento, devido ao fato de que boa parte de nossa alimentação é absorvida no intestino. Mas mesmo essa matéria sendo absorvida diariamente pelo nosso organismo, não engordamos na mesma proporção que nos alimentamos. Será por quê?

A eliminação de resíduos pela urina: a urina é uma solução, já que nela estão presentes a água retirada do excesso que se encontra em nosso organismo e os solutos que dão cor amarelada ao líquido. Os solutos da urina têm sua origem principalmente dos nossos órgãos e tecidos. Isso porque diariamente o nosso corpo sofre reparos em sua estrutura: células velhas são destruídas e dão espaço para células novas, formadas a partir dos nutrientes de nossa alimentação. Os restos das células destruídas são liberados pela urina.

A eliminação de resíduos pela respiração: o ar que liberamos na atmosfera é formado por moléculas de gás carbônico (CO2), gás que possui 3 átomos e portanto um certo peso. Na respiração, absorvemos moléculas de gás oxigênio (O2), que possui 2 átomos e, portanto, um peso menor do que as moléculas de gás carbônico. Isso significa que a cada respiração – uma inspiração e uma expiração – eliminamos mais matéria do que absorvemos, concordam? E é essa a razão para não engordarmos na mesma proporção que nos alimentamos. O gás carbônico liberado possui um átomo a mais que o gás oxigênio absorvido, sendo este átomo do elemento carbono. Estudamos na respiração dos seres vivos que o gás oxigênio reage com as moléculas de glicose, quebrando-as para liberar energia, CO2 e H2O. O carbono eliminado na expiração vem dessa quebra da molécula de glicose de forma que boa parte da matéria dos alimentos absorvida no intestino é eliminada através da respiração. Entendeu agora o porquê de não engordarmos na mesma proporção que nos alimentamos? A matéria dos alimentos, quando não é eliminado no bolo fecal é eliminada na expiração na forma de gás carbônico, sendo a respiração a principal forma de eliminar matéria no corpo humano, mantendo o equilíbrio de massa.

O equilíbrio de matéria no corpo humano

 Mas por que às vezes engordamos, adquirindo massa na forma de gordura? A respiração elimina matéria proveniente da quebra da glicose para a obtenção de energia. Essa quebra da glicose só irá acontecer se nosso organismo precisar de energia para realizar atividades. Caso seu gasto energético estiver baixo (vida sedentária, por exemplo), a quebra da glicose não será máxima e essa molécula começará a ser guardada pelo seu organismo na forma de gordura, uma reserva para o futuro, caso falte alimento, ou caso seu gasto energético aumente (você começa a fazer mais exercícios físicos). 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *