Artigos Educacionais

A energia térmica e o ciclo do carbono


A energia térmica e o ciclo do carbono – A Energia Térmica é a energia do calor gerado em uma combustão de um material orgânico. O material orgânico deve origem a partir da fotossíntese das plantas, processo dependente da energia do SOL. A combustão de um material orgânico é a quebra das ligações químicas entre os átomos deste material, com liberação de CO2 e calor. O calor é usado então para gerar movimento de algum objeto a partir do aumento da pressão.

Os prinicpais combustíveis utilizados para a produção da energia térmica são o carvão vegetal e os combustíveis fósseis derivados do petróleo. Em ambos os casos, a queima de combustíveis de origem orgânica libera gás carbônico na atmosfera, inteferindo com a quantidade de átomos de carbono livres no ar, principais causadores do aquecimento global.

OS COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS

Durante anos, milhares de algas fotossintetizantes que vivem nos oceanos morrem e outras nascem. O material orgânico que forma estas algas desce, devido ao seu peso, para o fundo dos oceanos. Esse material acumula energia solar em moléculas de glicose. Com o seu depósito no fundo dos oceanos, ao longo de muitos anos, o material mais velho é pressionado pelo material mais novo, que se sedimentou mais recentemente. A partir disso, nestas condições de alta pressão, o material orgânico não se decompõe por completo e ocorre a formação de um líquido negro e viscoso, o petróleo. O petróleo é extraído pelas indústrias petrolíferas e seus componentes são separados formando a gasolina, o óleo diesel, o óleo lubrificante de motores, o querosene, o gás natural e alguns resíduos sólidos que são usados na fabricação de asfalto e parafina.

A energia térmica e o ciclo do carbono

O CICLO DO CARBONO

Quando falamos em matéria orgânica estamos tratando dos carboidratos, das proteínas e das gorduras que formam quase todo o corpo dos seres vivos. Essas moléculas são constituídas muitos átomos de carbono ligados entre si, além de alguns átomos de hidrogênio, oxigênio, nitrogênio, fósforo e enxofre. Mas não há como negar que o carbono é o principal elemento que forma o corpo dos seres vivos depois da água. Esse carbono está presente nos seres enquanto eles estão vivos e será devolvido ao ambiente após suas mortes, para ser capturado novamente pelas plantas através da fotossíntese. Os átomos de carbono ficam então em uma constante dança cíclica entre o ambiente e o corpo dos seres vivos, indo e vindo entre estes dois compartimentos.

Os átomos de carbono que estão na molécula de glicose foram capturados da atmosfera pelas plantas. Essas plantas servirão de alimento para os demais seres vivos, que irão quebra a glicose e liberar os átomos de carbono no ar, sob a forma de gás carbônico eliminado na respiração. Este vai e vem do carbono entre ambiente – planta – animais – ambiente é um ciclo contínuo e ininterrupto.

Os átomos de carbono que formam o corpo de todos os seres vivos voltarão ao meio ambiente após sua morte e decomposição, sendo devolvidos ao solo, ao ar e aos rios e oceanos para serem utilizados novamente pelas plantas para crescerem e servirem de alimento.

Nos oceanos, uma parte do carbono dissolvido na água se deposita no fundo formando o petróleo em altas pressões. O petróleo é um estoque de carbono que naturalmente não é reutilizado. O carbono do petróleo somente voltará ao meio ambiente a partir da ação humana de queimá-lo para conseguir energia, devolvendo ao ar grandes quantidade de CO2. As plantas não dão conta de absorver todo este CO2, fato que tem causado o aquecimento global.

Outra parte do carbono dos fundos de oceano será derretida no magma da mesosfera devido aos movimentos das placas tectônicas. Esse carbono também fica um bom tempo indisponível, fora do meio ambiente, retornando somente após vulcanismos, através dos quais a lava do interior do planeta é depositada sobre o solo da crosta terrestre ou liberada na forma de fumaça (nuvem de CO2 e outros gases).

O homem tem desestabilizado o ciclo natural do carbono, quando devolve à atmosfera grandes quantidade de CO2 que estavam temporariamente estocadas nas reservas de petróleo. Naturalmente, as plantas dão conta de capturar o CO2 liberado na respiração dos seres vivos de forma que ele não se acumula no ar. Existe um equilíbrio entre carbono liberado na respiração e carbono capturado na fotossíntese. No entanto, as plantas não dão conta de capturar o CO2 jogado no ar a partir da combustão do petróleo, ficando ele acumulado na atmosfera causando o aquecimento global.

A energia térmica e o ciclo do carbono

Fique sempre por dentro das nossas postagens e se gostou da postagem “A energia térmica e o ciclo do carbono”, não deixe de compartilhar com seus amigos nas redes sociais e também deixe um comentário aqui em nosso site com sua opinião e sugestões para outras postagens.

Curta e Compartilhe com seus amigos: @SÓ ESCOLA.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *