Artigos Educacionais

Será que cabe à escola comemorar o Dia das Mães?


Será que cabe à escola comemorar o Dia das Mães? Vamos ampliar a reflexão sobre a comemoração ou não dessa data? Quais são seus argumentos?

O Dia das Mães está chegando… Essa data é uma das mais tradicionais e também uma das mais polêmicas. Há quem a ache muito adequada para valorizar o papel da mãe. Por outro lado, algumas pessoas vêm na comemoração um apelo comercial, com muita ênfase no consumismo.

E na escola, é pertinente haver uma comemoração desse dia? É papel da instituição ou essa é uma data restrita ao âmbito familiar?

Na Educação Infantil, mais do que nas outras etapas da Educação Básica, é muito comum haver um planejamento específico para o Dia das Mães. Os argumentos a favor mais comuns são de que ele é uma tradição, uma oportunidade de trazer a família para a escola e de demonstrar que a data não é puramente comercial e uma abertura para elaborar um projeto de sarau de poesias ou de confecção de lembranças com participação ativa das crianças.

Por outro lado, os educadores que são contra a comemoração argumentam que datas festivas como a Páscoa, o Dia das Mães ou dos Pais e o Natal dependem da concepção e das crenças de cada família e que a escola precisa ter clareza qual é o seu papel, que é o de assegurar as aprendizagens. Além disso, essas comemorações incentivam o consumismo.

Pois é… São muitos os argumentos de ambos os lados e debatê-los é bem interessante. Por isso, gostaria de deixar algumas questões para refletirmos juntos. As famílias possuem diferentes configurações e não seguem, necessariamente, a fórmula mãe, pai e filhos. Então, qual o sentido de persistir no estereótipo? Querer que a família participe da escola é uma preocupação constante. Valorizar o Dia das Mães, convidando-as para um evento, seria uma boa oportunidade para isso?  Será que estamos propiciando situações de aprendizagens para os pequenos quando fazemos uma festa para homenagear as mães? E por último, o trabalho e o custo de organizar um evento assim vale a pena, se nosso foco são as situações didáticas onde as crianças são as protagonistas?

Como todos os outros temas, este também merece reflexão, atualização e, acima de tudo, discussão coletiva. Conhecer a realidade das turmas da escola em que você trabalha te ajudará a encontrar a melhor maneira de conduzir a proposta para essa e outras datas e, principalmente, a fazer uma educação pautada num planejamento coerente.

Que tal a gente sair do automático e ampliar essa reflexão? Que linha você pretende seguir para esta data? Aguardo sua opinião!


Qualifique está postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

x