A inteligência Linguística - Inteligência Ampla - SÓ ESCOLA
Artigos Educacionais

A inteligência Linguística


A inteligência Linguística- A competência linguística é a inteligência mais ampla e mais democraticamente compartilhada na espécie humana.

A inteligência Linguística

A grande maioria das pessoas enfrenta com frequência os desafios embutidos na tarefa de escrever um texto sem nunca ter se deparado com a atividade de execução de uma peça musical, por exemplo. Utilizando ainda este exemplo, a maioria das pessoas considerarão as habilidades demonstradas por um músico muito mais incríveis do que a de um poeta. A inteligência linguística inclui a capacidade de manipular vários domínios da linguagem, destacam-se:

  1. a) A semântica, envolvendo a discussão dos significados ou conotações das palavras;
  2. b) A sintaxe, requerendo o domínio das regras que governam a ordenação das palavras e suas inflexões;
  3. c) A fonética, na qual a sensibilidade aguçada aos sons das palavras e suas interações musicais são fundamentais principalmente para os poetas;
  4. d) As dimensões pragmáticas ou os usos práticos da linguagem.

Sobre estes domínios da linguagem pode-se dizer que a sintaxe e a fonologia encontram-se próximas ao centro da inteligência linguística, enquanto que a semântica e a pragmática incluem inputs de outras inteligências (tais como lógico-matemática e pessoal). Além destes usos da linguagem, pode-se destacar ainda quatro aspectos do conhecimento que provam ser notáveis na sociedade humana.

  1. a) Retórica: a capacidade de usar a linguagem para convencer outros indivíduos a respeito do curso em ação.
  2. b) Mnemônica: a capacidade do indivíduo de usar esta ferramenta para lembrar de informações.
  3. c) Explicação: a capacidade de uso da linguagem como facilitadora do processo de ensino e de aprendizagem.
  4. d) Metalinguagem: a capacidade de usar a linguagem para refletir sobre ela própria.

Observa-se em diferentes culturas, mais especificamente, nas sociedades tradicionais em oposição à nossa cultura ocidental, variações quanto ao tipo de valores atribuídos a determinados usos de linguagem.

A capacidade de reter informações por muito tempo foi uma área favorita de testagem de psicólogos ocidentais, sendo uma forma de inteligência linguística especialmente valorizada em sociedades pré-literárias tradicionais. Além deste domínio, verifica-se ainda nestas culturas a valorização da linguagem oral, da retórica e do jogo de palavras. Em contrapartida, em nossa cultura, a ênfase é relativamente maior na palavra escrita, no modo de retenção informações a partir de leituras e de expressão adequada pela palavra escrita. Neste sentido, cabe frisar, que as formas orais e escritas da linguagem se baseiam em algumas das mesmas capacidades, entretanto, a expressão adequada por escrito envolve algumas habilidades adicionais específicas. Dentre estas habilidades, tem-se a necessidade de fornecer aquele contexto que na comunicação falada é dado a partir de fontes não linguísticas (como gestos, tons de voz, etc.) e de expressar unicamente através de palavras exatamente o assunto apresentado.


A inteligência Linguística

Fique sempre por dentro das nossas postagens e se gostou da postagem A inteligência Linguística?“, não deixe de compartilhar com seus amigos nas redes sociais e também deixe um comentário aqui em nosso site com sua opinião e sugestões para outras postagens.

Curta e Compartilhe com seus amigos: @SÓ ESCOLA.


A inteligência Linguística
Qualifique está postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *