Artigos Educacionais

Dicas para o professor prevenir o estresse e o esgotamento


Dicas para o professor prevenir o estresse e o esgotamento profissional –  Artigo enviado pelo nosso parceiro “Professor Marcos L Souza – Pedagogo – Psicopedagogo – Educador.

Dicas para o professor prevenir o estresse e o esgotamento profissional

A carreira de professor está entre as mais afetadas, principalmente pela grande responsabilidade que os docentes carregam e geralmente ao longo dos anos, o acúmulo de funções e repetições diárias acarretam graves problemas físicos e mentais como: Dificuldade para dormir, falta de ar frequente e problemas digestivos, problemas emocionais, esgotamento mental etc.

O estresse é, sem dúvidas, o “mal do momento”. Difícil encontrar alguém que nunca se rendeu a ele, manifestando sintomas como, por exemplo, falta de paciência com tudo e todos ao seu redor, noites mal dormidas, cansaço excessivo. Para experimentar uma mudança e até prevenir problemas futuros, que, deixo neste artigo algumas dicas que podem fazer a diferença na vida do professor, assim como fez na minha.

Dicas para o professor prevenir o estresse e o esgotamento profissional

1 – CONTINUE COM SUA “OUTRA” VIDA

O balanço entre a vida pessoal e profissional é importante, principalmente no começo da carreira, os professores acabam passando madrugadas e fins de semana se dedicando às aulas. É importante ter momentos para se desconectar da carreira. Viagens curtas, caminhadas, atividades físicas e passeios com amigos de fora do ambiente escolar são bons para relaxar.

2 – RENOVE-SE E SAIA DA ROTINA

Uma das formas de caminhar para o esgotamento é ficar preso na mesma rotina diária por muitos anos. Por isso, crie hábitos diferentes, saudáveis como: Ler um bom livro, escutar música clássica, caminhar ou simplesmente sair da rotina.

3 – DEDIQUE ALGUNS MINUTOS PARA RECOMEÇAR

Prevenir o estresse não significa reconfigurar a sua agenda, ou mudar toda a rotina. Recomenda-se parar ao menos 3 minutos entre as tarefas para dar uma pausa para a sua mente. Esses pequenos intervalos dão ao sistema uma oportunidade de redefinir e diminuir os hormônios do estresse no cérebro. Quando você está estressado, o seu corpo produz muito cortisol, que interfere no seu foco e na sua produtividade. Além disso, é importante tirar alguns minutos para que haja ruptura mental antes de comer, o que ajuda a diminuir os hormônios do estresse que dificultam a digestão.

Isso é tão simples de conseguir que pode ser obtido com o simples fato de tomar um ar, ou visitar um amigo no escritório.

4 – SE MANTENHA LEVE 

Agregue valores em seus hábitos diários. Manter a expressão séria durante todo o tempo é difícil e pode tornar o dia a dia menos agradável. Os momentos que exigem seriedade existem, mas não martirize seus sentimentos por causa deles.

5  – ALIMENTE-SE CORRETAMENTE

A primeira coisa que o cérebro precisa de manhã é de aminoácidos. Muito tempo sem comer desencadeia uma resposta estressante que envolve pensamentos nebulosos, digestão mais lenta e outros efeitos negativos. O que você precisa fazer para evitar isso? Um bom começo seriam os alimentos carregados de vitamina B6, que ajudam a produzir mais serotonina, que é um hormônio calmante: Carne de peru, atum e frutas como bananas são ricos nesse componente. Além disso, o consumo de antioxidantes e de bastante vitamina C é muito importante. Já o café é bom, mas com a devida moderação e o exagero pode ajudar no aumento da pressão.

6 – PRATIQUE EXERCÍCIOS

As práticas de atividades físicas são fundamentais para prevenir o estresse. Se você não pode ir para a academia para um treino completo, faça uma pausa para praticar 2 minutos de alongamentos, pratique atividades ao ar livre. Isso ajuda a produzir endorfina, que auxilia e ajuda a prevenir o estresse. Ter essa pausa antes das refeições é muito importante. Ele não só ajuda no processamento do alimento pelo corpo, como previne a obesidade.

7 – ORGANIZE-SE PARA TORNAR SEU DIA MAIS LEVE

Organizar-se é muito importante, não no sentido de se cobrar mais, mas sim com a proposta de tornar seu dia a dia mais leve, de se concentrar no agora para não sofrer por antecipação. Tenha uma agenda sempre à mão, afinal, você não precisa se lembrar de absolutamente tudo o que tem que fazer… Anote seus compromissos importantes e, sobretudo, saiba separar “o que precisa ser feito hoje” do “que pode ser feito amanhã”.

8 – DESACELERE

Cada pessoa tem seu ritmo, por isso, aprenda a respeitar o seu. Mude também pequenos hábitos no seu dia a dia: almoce com calma, saboreando a refeição; reserve uns minutinhos para tomar seu café; respire, comece a praticar o famoso “inspire pelo nariz e expire pela boca” quantas vezes forem necessárias para acalmar os ânimos, entre outras coisas simples.

9 –  NÃO LEVE TUDO TÃO A SÉRIO

Recebeu uma crítica? Calma, não se exalte. Reflita sobre ela… Se achar que ela é válida/construtiva, ótimo, tente melhorar neste ponto… Mas, se achar que ela não serve para você, simplesmente ignore. Não faça tempestade em copo d’água diante de pequenos imprevistos, chateações e problemas.

10 – RESERVE PELO MENOS ALGUMAS HORAS NA SEMANA PARA FAZER ALGO QUE VOCÊ GOSTE.

Vá ao shopping, saia para um bar ou restaurante com amigos ou namorado(a), assista a um filme ou a uma série em casa… Faça isso tudo sem se cobrar em relação a horário! Muitas vezes, os pequenos momentos de prazer como estes ficam “reservados” apenas para o final de semana, mas é bom vivê-los em meio à semana também, quebrar a rotina, tornando assim a vida mais leve e gostosa.

11 – NÃO SE COBRE TANTO

Não se sinta mal quando perceber que não é capaz de realizar certo tipo de tarefa. Ninguém é bom em tudo. Além disso, peça ajuda quando precisar. Não tenha medo nem vergonha de dizer que precisa da ajuda de alguém. Perdoe-se e permita-se perdoar: tente não guardar mágoa do próximo e nem ficar remoendo coisas que você fez e se arrependeu. E, muito importante: quando puder, deixe trabalho no trabalho. E quando for trabalhar em casa, estabeleça horários e cumpra-os.

12 -APROVEITE O SEU FINAL DE SEMANA

No final de semana em especial, desligue-se do trabalho. Sei que parece utopia um professor fazer isso, porém, é necessário que faça as vezes para quebrar a própria rotina desgastante e se cuidar. Saia com os amigos, reúna-se com a família, durma mais… Faça todo tipo de coisa que, por mais simples que pareça, te dê prazer.

Dicas para o professor prevenir o estresse e o esgotamento profissional

Fique sempre por dentro das nossas postagens e se gostou da postagem “Dicas para o professor prevenir o estresse e o esgotamento profissional“, não deixe de compartilhar com seus amigos nas redes sociais e também deixe um comentário aqui em nosso site com sua opinião e sugestões para outras postagens.

Artigo > Prof. Marcos L Souza

Marcos Leonardo de Souza é Educador e Escritor. Licenciado em Pedagogia, História e Música, com Pós-Graduação Lato Senso em Psicopedagogia, Alfabetização e Letramento, Educação Lúdica, Educação Musical, Educação Infantil, atuando nas áreas de consultora, assessoria pedagógica, treinamentos, oficinas e palestras. Mestre em Educação.

Curta e Compartilhe com seus amigos: @SÓ ESCOLA.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *