Notícias, Professores, Síndrome de Down

Professora com Down responde a desembargadora do Rio


Professora com Down responde a desembargadora do Rio: A professora Débora Seabra, primeira professora com síndrome de Down do país, fez uma carta em resposta a uma postagem preconceituosa da desembargadora Marília Castro Neves, do Rio de Janeiro, publicada no fim de semana (veja íntegra da carta mais abaixo).

Professora com Down responde a desembargadora do Rio

Recentemente, Marília Castro Neves,compartilhou sem checar fake news sobre a vereadora Marielle Franco, assassinada no Rio de Janeiro.

Em uma postagem preconceituosa, a desembargadora questiona o que professores com síndrome de Down podem ensinar a alguém. Veja a postagem abaixo:

“Ouço que o Brasil é o primeiro em alguma coisa!!! Apuro os ouvidos e ouço a pérola: o Brasil é o primeiro país a ter uma professora portadora de síndrome de Down!!! Poxa, pensei, legal, são os programas de inclusão social… Aí me perguntei: o que será que essa professora ensina a quem???? Esperem um momento que eu fui ali me matar e já volto, tá?”

Débora Araújo Seabra de Moura tem 36 anos e trabalha há 13 como professora auxiliar em uma escola particular de Natal. Ela é ainda autora de livro infantil chamado “Débora Conta Histórias” (Alfaguara Brasil, 2013).

Por ser considerada exemplo no desenvolvimento de ações educativas no país ela recebeu, em 2015, o Prêmio Darcy Ribeiro de Educação em Brasília.

“Não quero bater boca com você! Só quero dizer que tenho síndrome de Down e sou professora auxiliar de crianças em uma escola de Natal (RN)”, começa. Ela destaca o que considera o principal ensinado a seus alunos: educação, respeito, aceitação e solidariedade. Ela também enumera atividades que faz no trabalho, entre elas, contar histórias, ajudar nas atividades e acompanhar as crianças nas aulas de música, educação física e inglês.

Professora com Down responde a desembargadora do Rio – Veja a carta na integra:

Professora com Down responde a desembargadora do Rio

Fonte: O dia Ig


Professora com Down responde a desembargadora do Rio
4.5 (90%) 2 vote[s]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

x