Método para regular o uso da tecnologia em crianças


Método para regular o uso da tecnologia em crianças: Os seus filhos têm acesso à tecnologia continuamente?

De acordo com dados da Influence Central , 64% das crianças nos Estados Unidos têm acesso à Internet através de seu próprio computador ou tablet . Uma realidade que não é muito diferente no BRASIL, onde, de acordo com uma pesquisa a maioria das crianças têm seu primeiro celular entre os 7 e 10 anos.

No entanto, para que a tecnologia ofereça benefícios às crianças, é importante que elas comecem a usá-la no momento certo e que elas se afastem dos riscos envolvidos. Portanto, especialistas recomendam pais para regular o uso da tecnologia, especialmente durante os primeiros anos de vida. Nesse sentido, a regra 3-6-9-12 coletada pelo EuroMeduc pode se tornar um ponto de partida interessante.

Kit Alfabetização Só Escola

Não deixe de ver: Uso das novas tecnologias contribuem ou atrapalham em sala de aula?

O que é a regra 3-6-9-12?

A regra 3-6-9-12 é um método criado pelo psiquiatra francês Serge Tisseron, da Universidade de Nanterre, em Paris, para regular o uso da tecnologia em crianças. Basicamente, a regra estabelece a idade “ideal” em que as crianças devem ter acesso a diferentes tipos de tecnologia, desde televisão, tablets e videogames até computadores e, finalmente, telefones celulares e Internet.

Kit Só Escola Autismo

A regra é baseada nos resultados de vários estudos científicos que revelam quando as crianças estão realmente prontas para aproveitar os benefícios da tecnologia, levando em consideração os riscos de acesso à tecnologia em uma idade muito jovem. Desta forma, estabelece diretrizes muito úteis para que os pais familiarizem seus filhos com a tecnologia, de acordo com seu próprio ritmo de desenvolvimento e nível de maturidade.

Método para regular o uso da tecnologia em crianças

1. Até 3 anos, sem acesso à televisão

Vários estudos mostraram que até três anos, as crianças não aproveitam os benefícios da televisão. Na verdade, pesquisas realizadas por especialistas da Universidade de Washington e publicadas na Archives of Pediatric and Adolescence Medicine descobriram que o uso excessivo da televisão nos primeiros anos de vida pode retardar o desenvolvimento da linguagem e da memória em crianças .

Além disso, outro estudo revelou que o uso freqüente da televisão aumenta o risco de obesidade infantil. Nesses casos, a melhor maneira de proteger as crianças é incentivar seu interesse no jogo durante os três primeiros anos de vida, momento em que eles terão a maturidade necessária para incluir a televisão em suas vidas diárias.

2. Até 6 anos, sem acesso a videogames e tablets

Os jogos de vídeo são muitas vezes muito viciantes, então, quando eles entram nas vidas das crianças, eles monopolizam rapidamente toda a atenção deles. Obviamente, isso tem repercussões em todas as esferas de sua vida e pode fazer com que as crianças se periquem em outras atividades educacionais que lhes proporcionem maiores benefícios para seu desenvolvimento e aprendizagem e que são vitais na aquisição precoce de algumas habilidades cognitivas. Portanto, a melhor solução é manter as crianças afastadas de videogames e tablets até chegarem aos seis anos de idade, uma idade em que já adquiriram certo grau de autocontrole e seu cérebro se desenvolveu o suficiente.

3. Até 9 anos de idade, sem acesso à Internet supervisionada

A Internet é uma ferramenta muito útil para as crianças, através da qual podem encontrar muita informação e desenvolver algumas das suas habilidades motoras e cognitivas. No entanto, o uso da rede em uma idade muito jovem também envolve alguns riscos, uma vez que as crianças podem encontrar conteúdo não apropriado para sua idade, o que pode ser contraproducente.

A supervisão da navegação infantil e o uso de aplicativos de controle parental podem ser de grande ajuda nesses casos, mas a melhor solução é manter as crianças longe da Internet até estarem prontas para tirar proveito de todos os seus benefícios, cerca de 9 anos. Nessa idade, é importante que eles conheçam três regras básicas de uso da Internet: tudo que é carregado na Internet é público, o conteúdo que será publicado estará na Internet para sempre e nem todas as informações encontradas são legítimas.

4. Até 12 anos de idade, sem acesso à Internet sem regulação dos pais

Aos 12 anos, a maioria das crianças já desenvolveu algumas habilidades na Internet, eles sabem como navegar e, em muitos casos, eles são capazes de determinar se um site é confiável ou não, então eles estão preparados para usar a internet sem a supervisão dos pais. No entanto, apesar disso, é importante estabelecer algumas diretrizes sobre o uso da Internet em casa, como a determinação de cronogramas e o estabelecimento de algumas regras para uso responsável. Nesta idade, é provável que muitas crianças já desejem ter seus próprios telefones e contas em redes sociais, mas, idealmente, aguardem mais alguns anos antes de lhes dar seu primeiro smartphone e permitir que entrem em uma rede social.


Método para regular o uso da tecnologia em crianças

Se gostou da postagem “Método para regular o uso da tecnologia em crianças”, não deixe de compartilhar com seus amigos nas redes sociais e também deixe um comentário aqui em nosso site com sua opinião e sugestões para outras postagens.

Curta nossa página no Facebook: @SÓ ESCOLA



    1. Néa 23 de dezembro de 2017

    Deixe um Comentário