Como lidar com alunos com dificuldades em matemática?

Como lidar com alunos com dificuldades em matemática? Confira nesta postagem algumas dicas:

A matemática é uma linguagem expressa através de símbolos. Assim sendo, cabe abordar aqui as dificuldades dos alunos que não conseguem compreender instruções e enunciados matemáticos, bem como as operações aritméticas, pois é necessário que eles superem as dificuldades de leitura e escrita antes de poderem resolver as questões que lhes são propostas.

Veja Também: Dificuldades de aprendizagem na leitura e na escrita

Dicas de Como lidar com alunos com dificuldades em matemática?

– Evitar ressaltar as dificuldades do aluno, diferenciando-o dos demais.

– Evitar mostrar impaciência com a dificuldade expressada pela criança ou interrompê-la várias vezes ou mesmo tentar adivinhar o que ela quer dizer completando a sua fala.

– Evitar corrigir o aluno frequentemente diante da turma, para não o expor.

– Evitar ignorar o aluno com dificuldades.

– Não forçar o aluno a fazer as tarefas quando estiver nervoso por não ter conseguido.

– Explique ao aluno as suas dificuldades e diga que está ali para ajudá-lo sempre que precisar.

– Proponha jogos na sala.

– Não corrija os trabalhos de casa com canetas vermelhas ou lápis.

– Procure usar situações concretas, nos problemas.

– Procure iniciar cada período de aula com um resumo da sessão anterior e uma visão geral dos novos temas.

– Escrever no quadro o tema a aprender, os passos ou procedimentos a serem seguidos e que o aluno deverá tomar nota.

– No final de cada aula, fazer uma síntese, o que facilita a captação das ideias fundamentais e a aquisição das aprendizagens.

– Promover a participação dos alunos na aula. – Incitar os alunos a estabelecerem problemas e apresenta-los no quadro para fazê-los em casa.

– Dar sugestões, ajudas ou guias para que o aluno saiba encarar e monitorizar adequadamente os erros.

Como lidar com alunos com dificuldades em matemática?

– Esclarecer todos os termos relevantes do vocabulário. Usar a terminologia de forma consistente na descrição dos procedimentos, evitando uma linguagem longa, ou estruturas sintácticas complicadas.

– Promover nos alunos, o uso e desenvolvimento de estratégias de memorização e recuperação da informação.

– O uso de códigos visuais, diagramas, cones, sublinhados, esquemas, permite concentrar atenção nos expoentes, variáveis, símbolos de operações, etc., o que facilita a sua compreensão, aprendizagem e generalização.

– Utilizar a experiência prévia do aluno, com ilustrações do seu mundo.


    1. Lenice 19 de agosto de 2017

    Leave a Comment