Caderno Pedagógico – Práticas Inclusivas na Educação Infantil


Caderno Pedagógico - Práticas Inclusivas na Educação Infantil
Caderno Pedagógico
Olá amigos e amigas do SÓ ESCOLA. Nesta postagem trago para vocês um Caderno Pedagógico – Práticas Inclusivas na Educação Infantil.

Apresentação:
A Educação Infantil, como primeira etapa da educação básica,
tem por finalidade o desenvolvimento integral da criança, constituindo um
momento importante na sua vida. 

Nessa perspectiva, as ações educativas proporcionadas na primeira
infância devem considerar o compromisso do trabalho desenvolvido
pelos profissionais que atuam em instituições de Educação Infantil. 
É importante ressaltar que a inclusão da criança com deficiência
nos espaços educacionais não depende do grau da sua deficiência ou
do nível de seu desempenho intelectual, mas sim das possibilidades de
interação e de socialização que lhe são oferecidas e da sua adaptação
ao grupo e ao espaço comum que ocupa.
Este é um dos desafios que as unidades hoje enfrentam: adaptar-se,
considerando o direito de toda a criança a aprender e conviver com os
demais, respeitando a diversidade de preferências, interesses, necessidades
e níveis de desempenho físico e intelectual. 
Entendendo que a ação docente é um processo contínuo de busca
de novas possibilidades, este Caderno Pedagógico foi elaborado para
subsidiar o trabalho com a inclusão, que se insere no Eixo: Infância – tempo
de direitos. 
Esperamos que este material contribua com o planejamento do
trabalho e aponte a necessidade de estudos e discussões, ampliando as
ações para uma prática educativa cada vez mais inclusiva.
Introdução:
O que é especial é invisível aos olhos: uma maneira especial de realizar a
formação continuada do educador/professor.
Este caderno teve seu início em fevereiro de 2005, quando começou a
tomar forma um objetivo: o de proporcionar novas oportunidades de formação
aos profissionais dos Centros Municipais (CMEIs) e Centros de Educação Infantil,
CEIs conveniados, adequadas às suas condições de trabalho. 
Assim, montou-se um plano de formação continuada para os profissionais
da rede pública municipal e da rede conveniada de Curitiba. A modalidade
educação à distância (EAD) semipresencial configurou-se numa importante
proposta de formação capaz de melhor atender às demandas educacionais
dos profissionais.
O desafio era grande, pois o projeto inicial visava atender somente os
educadores, deixando para mais tarde, a partir de 2006, a ampliação do atendimento
para professores e pedagogos da educação infantil. 
Pesquisas, leituras e muitas discussões foram sugerindo os caminhos a serem
percorridos e reafirmam o que nos ensinaram: que se deve ouvir diretores,
pedagogos, educadores e professores como garantia de sua efetiva colabora-
ção como agentes centrais do processo de formação.
Em março de 2005, foi realizado um levantamento de interesses dos CMEIs
em participar de cursos na modalidade à distância, cujo resultado surpreendeu
pela participação e pelas sugestões de áreas e temas a serem trabalhados.
Os temas de maior procura foram: necessidades educacionais especiais, brincadeira
e jogos, literatura infantil, saúde na educação infantil, a relação entre
o educar e o cuidar e o desenvolvimento das linguagens das crianças. Assim,
ficou claro que o primeiro tema a abordar seria na área de necessidades educacionais
especiais. 
Participaram do planejamento do curso e posterior elaboração do material
a equipe técnica do Departamento de Educação Infantil e a equipe técnica
da Gerência de Educação à Distância – Departamento de Tecnologia e
Difusão Educacional.
Para ter acesso ao conteúdo completo acesse o LINK a seguir:

Caderno Pedagógico – Práticas Inclusivas na Educação Infantil

FONTE:
www.cidadedoconhecimento.org.br
PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
 SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO


  • Deixe um Comentário