Sem categoria

Unesp tem segundo dia de provas bem exigente


Professores comentam questões de Linguagens e Códigos e a redação

O segundo dia da segunda fase do processo seletivo 2016 da Unesp não surpreendeu os professores. Como foi no primeiro dia desta segunda etapa, a prova foi considerada bastante exigente.
As questões de Linguagens e Códigos cobraram além de interpretação de texto, conhecimentos de gramática e das escolas literárias. “Esta prova de Linguagens e Códigos seguiu o estilo da primeira fase do vestibular deste ano, que cobrou mais gramática mesmo”, disse Célio Tasinafo, coordenador pedagógico da Oficina do Estudante. 

O coordenador destacou que quem só estudou com base nos vestibulares anteriores, acabou se dando mal nesta prova. “O exame de hoje foi bem diferente dos realizados nos últimos anos. Mas, o aluno que vai passar na prova, com certeza mandou bem”, comenta.

Segundo Henrique Braga, professor de redação e supervisor de português do Anglo Vestibulares, apesar de o vestibular apresentar questões mais tradicionais, elas foram bem elaboradas. “Essas questões partiram de texto, não estavam ali de forma contextualizadas. Isso é muito importante de ressaltar sobre a prova”, explica. 

Sobre a redação, Tasinafo é só elogios. Para ele, a prova foi bem atual. “Achei o tema muito bom e pertinente, que trouxe uma boa discussão para os estudantes”, opina o coordenador pedagógico. 

Para Henrique Braga, a redação dialoga muito bem com o estudante de hoje: “o modo cronológico como as imagens da prova são apresentadas não foi por acaso. Na época do morte do menino sírio, uma charge que explorava isso foi amplamente divulgada nas redes sociais. O estudante mais atento com certeza lembrou disso”, lembrou o professor.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Secured By miniOrange