Início Planos de Aula PLANO DE ENSINO JARDIM 2

PLANO DE ENSINO JARDIM 2

14
0
COMPARTILHAR
PLANO DE ENSINO JARDIM 2 – 4 A 5 ANOS
PLANO DE ENSINO JARDIM 2 – 4 A 5 ANOS

PLANO DE ENSINO JARDIM 2 – 4 A 5 ANOS

PLANO DE ENSINO JARDIM 2 – 4 A 5 ANOS

OBJETIVOS:



  • Relacionar-se progressivamente com as crianças, com seus professores e com outros adultos.
  • Ter uma imagem positiva de si, ampliando sua autoconfiança.
  • Enfrentar situações de conflito, utilizando seus recursos pessoais, respeitando as outras crianças e os adultos e exigindo reciprocidade.
  • Valorizar ações de cooperação e solidariedade, desenvolvendo atitudes, colaboração e compartilhando suas vivências.
  • Ouvir e contar fatos, ocorridos, falar de sentimentos.
  • Recontar histórias conhecidas por meio de diferentes portadores de textos e vivências de diversas situações, nas quais se faz necessária, compreendendo a sua função social.
  • Reconhecer, compreender e utilizar os diferentes símbolos convencionalmente como forma de representação em textos lidos e ouvidos.
  • Ler e escrever de acordo com suas hipóteses.
  • Utilizar-se da linguagem matematicamente.
  • Construir o significado dos números naturais em situações de contagem, medida e códigos numéricos, nos diferentes contextos: social, matemáticos e outros.
  • Perceber, a partir de acontecimentos , a noção de tempo, tendo como referência a sua rotina diária.
  • Conhecer diversas fontes históricas.
  • Perceber a presença de diferentes grupos família, escola.
  • Adquirir gradativamente noções de tempo e espaços.
  • Reconhecer, na paisagem local e no lugar em que se encontram inseridos, as diferentes manifestações da natureza presentes em outras paisagens.
  • Conhecer e comparar a presença da natureza expressa na paisagem local com as manifestações da natureza presentes em outras paisagens.
  • Comparar seres vivos, estabelecendo diferenças e semelhanças, quanto à alimentação, à respiração, ao crescimento e à reprodução.
  • Observar e identificar algumas características do corpo humano.
  • Reconhecer a necessidade de higiene na alimentação como fator de preservação de doenças no humano.
  • Identificar o ser humano como parte integrante da natureza, adotando, atitudes responsáveis em relação ao meio ambiente.
CONTEÚDOS:
  • EXPLORAÇÃO DO MUNDO E DE CONHECIMENTO DE SI
  • EXPLORAÇÃO DA LINGUAGEM ORAL
  • EXPLORAÇÃO DA LINGUAGEM ESCRITA A LEITURA  E A
PRODUÇÃO DE TEXTO
  • EXPLORAÇÃO DO CAMPO MATEMÁTICO
  • EXPLORAÇÃO DA NATUREZA E DA SOCIEDADE
  • EXPLORAÇÃO DA EXPRESSIVIDADE: LINGUAGEM MUSICAL, CORPORAL, TEATRAL E VISUAL.
 EXPLORAÇÃO DO MUNDO E DE CONHECIMENTO DE SI

Expectativas de Aprendizagens
Sugestões a serem desenvolvidas
Explorar e conhecer a si mesmo: Saber
sobre si
 Conhecer seus recursos e limitações pessoais em determinadas
situações.Ter uma atitude ativa diante de uma dificuldade superável.
Aprender a relacionar-se
Respeitar as características físicas e culturais de seus colegas ao interagir
com eles.Não ter preconceito de gênero, ou racial, ou
outra forma de discriminação, e explicar aos colegas por que isto é
importante.
Resolver dúvidas e conflitos a partir de diálogo  com outras crianças e
adultos.
Buscar Segurança
Tomar precauções para evitar situações de potencial perigo.Tomar os cuidados necessários à proteção do
corpo conforme manipula, tintas, argilas,colas etc.
Explorar pelo brincar:Comunicar-se de
modo lúdico
Comunicar com os colegas através de mímica.Interagir com
diferentes parceiros em diferentes agrupamentos( duplas, pequenos grupos etc)
usando gestos, expressões faciais e movimentos corporais de modo a
comunicar-se intencionalmente.
Participar de brincadeiras
Interagir com parceiros em brincadeiras tradicionais, jogos simbólico e jogos de
regras.Brincar de amarelinha, corda, pega-pega e saber
as regras de cada jogo.
Participar de jogos com bolas, de
gincana, de jogo de pontaria ou de outras brincadeiras esportivas.
Construir cenários de faz de conta.
Descrever o enredo de um faz- de conta.
Montar quebra cabeça sem ajuda.
Construir brinquedos
 Construir brinquedos com sucata sem seguir modelo: móbiles carrinhos, etc.Construir e empinar pipas, com ajuda.
Fazer  dobraduras simples.
Elaborar máscaras.
Consertar brinquedos.

_______________________________________________________________
 EXPLORAÇÃO DA LINGUAGEM ORAL

Expectativas de Aprendizagens
Sugestões  a serem desenvolvidas
Explorar a linguagem oral: Conversar
(relatar, expor, argumentar,descrever)
Usar a dinâmica própria da conversação sabendo ocupar seu turno de
fala num diálogo, escutando os demais falantes numa conversa coletiva.Relatar uma sucessão ordenada de fatos que
compõem episódios cotidianos.
Imaginar e expor soluções para uma questão e comunicá-las.
Argumentar a respeito de um assunto sobre o qual o grupo conversa.
Justificar opiniões pessoais sobre uma assunto num diálogo e numa situação
coletiva de comunicação (roda de conversa).
Comunicar-se no cotidiano
Escutar atentamente o que os colegas falam em uma roda de conversa.Expressaroralmente seus  desejos, sentimentos,
idéias e pensamentos a um público com o qual se conversa.
Emitir opiniões pessoais sobre um assunto.
Seguir instruções e responder a solicitações, compreendendo seus
contextos de significação.
Relatar fatos que compõem episódios cotidianos, ainda que com apoio de
recursos e/ou do professor.
Explicar fatos e fenômenos sociais e/ou naturais.
Produzir oralmente recados e instruções contextualizadas na gestão do
cotidiano e nos fazeres infantis.
Brincar
Usar o repertório de textos de tradição oral tais como parlendas,
quadrinhas, adivinhas etc.Utilizar os
textos orais nas suas brincadeiras cantadas.
Reconhecer e utilizar rimas.
Narrar e apreciar
Utilizar elementos da linguagem que se escreve no reconto de narrativas.Narrarhistórias utilizando recursos expressivos
próprios.
Recontar histórias de repetição, a partir das narrações do professor.

___________________________________________________________
 EXPLORAÇÃO DA LINGUAGEM ESCRITA, LEITURA E A PRODUÇÂO DE TEXTO.

Expectativas de Aprendizagens
Sugestões a serem desenvolvidas
Linguagem Escrita e produção de texto
Conhecer todas as letras do alfabeto (letra bastão sem enfeites e desenhos).Saberordenar as letras do alfabeto.
Escrever observando a orientação e o alinhamento que caracterizam a
escrita da Língua Portuguesa.
Escrever utilizando o alfabeto móvel, para que as crianças sejam levadas
a pensar sobre as especificidades do sistema do e escrita alfabética.
Escrever o seu nome
Identificar e
diferenciar a escrita de nomes de outros membros da turma a partir de uma
lista.
Utilizar textos do cotidiano tais como bilhete, comunicados, convites e
listas (dos aniversariantes, dos itens de uma agenda do grupo etc).
Usar conhecimentos sobre as normas da linguagem que se escreve na
produção de textos do cotidiano, ditados ao professor, sempre que isso se faz
necessário  exemplo (comunicação por bilhete aos pais, organização da
agenda dia- dia).
Produzir seus próprios textos (bilhetes, listas, etc) ainda que não
convencionalmente, compreendendo e fazendo uso de sua real função social.
Identificar parlendas, quadrinhas, adivinhas e outros textos de tradição oral
apresentados pelo professor.
Localizar palavras num texto que se sabe de memória tais como brincadeiras
cantadas, adivinhas, quadrinhas, tirinhas, parlendas e demais textos do
repertório da tradição oral.
Utilizar conhecimento sobre o sistema de escrita para localizar um nome
específico numa lista de palavras do mesmo campo semântico (subtítulo em um
índice de livro etc).
Leitura:Desenvolver Comportamento
leitor
Leitura em voz alta (professor): Ler narrativas, contos, notícias de
jornal, informativo,etc,  para as crianças tornando observáveis as
linguagens próprias a este tipo de texto explicitando os comportamentos
leitores.Fazer uso de comportamento básicos de um leitor,
tais como ler a partir da capa, virar páginas sucessivamente etc.
Diferenciar a narrativa oral e a leitura de histórias.
Escutar a leitura de histórias.
Relacionar texto e imagem e antecipar sentidos na leitura de quadrinhos,
tirinha e revista de heróis.
Diferenciar tipos de livros e
nomeá-los.
Conhecer os diferentes usos e funções desses livros.
Apreciar e ler por prazer, oferecer momentos de leitura, manuseio de
livros de maneira livre.
Ler ainda que não convencionalmente
Professor criar oportunidades de leitura de diferentes gêneros textuais:
parlendas, quadrinhas, cantigas, receitas,etc.Ajustar o
falado ao escrito a partir dos textos já memorizados.
Localizar palavras num texto que sabe de memória tais como as brincadeiras
cantadas, adivinhas, quadrinhas, parlendas e demais textos do repertório da
tradição oral.
Diferenciar publicações tais como jornais, cartazes, folhetos, textos
publicitários etc.
Distinguir algumas características básicas dos textos informativos e
jornalísticos e conhecer os diferentes usos e funções desses portadores.
Procurar informações, em imagens, de livros e enciclopédias sobre assuntos
relacionados a plantas, corpo humano, animais, entre outros.



AVALIAÇÃO DAS APRENDIZAGENS DAS  CRIANÇAS
Quanto a Avaliação das Aprendizagens a EMEI tem o cuidado de seguir as orientações das Leis e as Normativas da Educação Infantil brasileira, as Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil e a Lei de Diretrizes e Bases  da Educação Nacional.
Esses documentos sugerem o acompanhamento e registro do desenvolvimento infantil, sem o objetivo de promoção.
Sendo assim a equipe pedagógica da EMEI tem realizado uma avaliação processual e formativa.
Processual: avalia o percurso das crianças, verificando como elas estão evoluindo, sem buscar classificá-la. Mas observa  como se relacionam com os adultos e com outras crianças, como passam o dia, do que gostam e não gostam de brincar, do que gostam de comer e como gostam de dormir, como desenvolvem as atividades na sala de aula.
O professor observa e faz o registro escrito no seu diário de classe, avalia também as produções das crianças através dos portfólios e  ficha individual de acompanhamento .
É formativa porque permite o professor rever todos os passos do planejamento do processo ensino e aprendizagem, pois a avaliação não se da somente no final do trabalho, é tarefa permanente do professor, instrumento indispensável à constituição de uma prática pedagógica e educacional comprometida com o desenvolvimento da criança.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here