CONFIRA: LISTA COM 1000 ATIVIDADES PRONTAS PARA IMPRIMIR

Quer ser mais produtivo? Arranje um hobby!



Quando eu estava no cursinho, passei por toda a angústia básica do vestibulando: estudo demais, sono de menos, crise de nervoso por não conseguir entender aquela matéria… Você já sabe. Em algum ponto dessa jornada sofrida, percebi a baita importância de ter alguns momentos para mim em que eu podia fazer algo prazeroso, totalmente desvinculado das minhas obrigações. Para mim, o jeito escolhido foi a leitura.
Nesses momentos, eu me desligava um pouco dos vestibulares e notas de corte e podia mergulhar em outro mundo. Depois de uma boa sessão com meus livros, eu me sentia revigorada, mais feliz, menos tensa, e com mais disposição de voltar a estudar. É justamente isso que venho recomendar neste post: mantenha um hobby que te deixe feliz. Ele pode cumprir um papel fundamental no seu ano de estudos e ainda aumentar – e muito – a sua produtividade. Continue lendo para saber o porquê.
Young man taking photo through digital camera over blue background
Foto: Thinkstock

Benefícios
Entre os estudantes, há um costume mais ou menos recorrente de pensar “eu aguento!”. Por isso, é comum que os vestibulandos passem todos os dias fazendo exercícios e revisando conteúdos, parando apenas para comer e dormir. O que você provavelmente já sabe é que se sobrecarregar dessa maneira não é nada recomendado, pelo contrário – pode provocar o efeito oposto do desejado. Viver apenas para estudar aumenta o nervosismo, o cansaço e não deixa o cérebro se recuperar para conseguir segurar melhor as informações.
Vem então a necessidade de abstrair o cérebro de tempos em tempos. Mas isso não significa largar todos os livros e passar duas horas em frente à TV, ou mexendo no Facebook: as atividades de distração devem ter substância e estímulos à criatividade para impulsionar sua produtividade e exercitar o cérebro de outra forma. De acordo com um estudo publicado no Journal of Occupational and Organizational Psychology (Revista de Psicologia Ocupacional e Organizacional, em tradução livre), realizado com trabalhadores que tinham hobbies criativos (como fotografia, costura, cozinha), os que se dedicam a essas atividades extras são mais bem realizadas, felizes e tranquilas, e têm desempenho melhor no trabalho.
Então, toda a ideia de manter um hobby deve ter como fundamentos básicos a distração, o descanso e, principalmente, alimentar o cérebro com informações diferentes da rotina de estudos. Por isso, não se trata meramente de “esvaziar” a cabeça, mas sim de abri-la a uma atividade prazerosa, deixando que ela ocupe sua mente durante aquele tempo. Além disso, o hobby pode te ajudar a perceber que há vida fora do vestibular (sim, isso é importante), e que você tem talentos, gostos e individualidades que te fazem ser bem mais do que um vestibulando.
Assim, tenha em mente que o hobby é uma forma de investimento em si mesmo, tanto porque previne que você tenha uma crise de exaustão, desestressa, melhora sua criatividade, abre sua mente e, é claro, te ajuda a aprender coisas novas. Veja abaixo algumas dicas de atividades que você pode fazer, e como elas te ajudam a se sentir melhor, ficar mais disposto e aprender mais, tudo em um pacote só. 😉
Close up of a fitness woman lifting weights exercising aerobic
Foto: Thinkstock

Exercício físico
Pode ser desde ir à academia até entrar em uma aula de dança, futebol, natação, luta, o que for. Praticar esportes melhora a circulação, oxigena o cérebro e libera serotonina e dopamina, neurotransmissores que produzem sensação de bem-estar, relaxamento e felicidade.
Ler e escrever
Tem distração melhor do que ler? Ler proporciona aquela sensação de “viajar sem sair do lugar”, ótima para quem precisa justamente disso. Também reduz o estresse e faz experimentar vivências diferentes. Como complemento, escrever emoções e experiências pessoais (pode ser à mão ou em um blog) ajuda a lidar com sentimentos, organizar a mente e compreender melhor o mundo em volta.
Trabalhos manuais
Pintar, desenhar, fazer artesanato, fotografar… trabalhos manuais são excelentes para desenvolver a criatividade, claro. Mas, mais do que isso, são um estímulo a aprender sempre mais: novas técnicas, novos enquadramentos, aquilo que te faz querer sempre aprimorar suas habilidades.
Praticar um instrumento musical
Tocar um instrumento musical é das atividades mais bem elaboradas que existem. Aprender música eleva a capacidade de concentração, produz sentimentos e emoções complexas e é ótimo exercício cognitivo para o cérebro. Afinal, quem nunca se deixou tomar pela música favorita e também acabou “transportado” para outro mundo?
Cozinhar receitas diferentes
Cozinhar também é um trabalho manual dos mais relaxantes. Se esse for o seu hobby, experimente fazer receitas diferentes, aquelas que você nunca tentou. Assim, você desenvolverá seu senso de criatividade e, mais ainda, sua capacidade de fazer várias tarefas ao mesmo tempo e coordená-las para serem finalizadas naquele determinado momento. Baita exercício para a mente.

COMENTE pelo Facebook:

Postagens Relacionadas

Próximo
Anterior

0 comentários:

Acompanhe !!

Conteúdo para Estudantes, Pais e Professores.

Exercícios, Atividades Educativas, Alfabetização infantil, Atividades Infantis, Atividades Lúdicas, Atividades para Imprimir, Atividades Pedagógicas, Atividades para Professores, Artesanato, Artigos Educacionais, Autismo, Berçário, Moldes para Imprimir, Datas comemorativas, Maternal, Folclore, Planos de Aula, Sequências Didáticas, Planos de Aula, Livros Infantis, Início Ano Letivo, Desenhos para colorir, Imagens Educativas, Notícias sobre os Vestibulares e Enem, Monografias e mais.