Início Equação Equação

Equação

7
0
COMPARTILHAR
Equação
O grau da equação é o maior valor que o expoente da incógnita assume. Se o grau for dois, é uma equação do segundo grau
Podemos definir equação como uma sentença matemática que possui igualdade entre duas expressões algébricas e uma ou mais incógnitas (valores desconhecidos) que são expressadas por letras. Sendo assim, toda equação precisa ter:
  • Sinal de igualdade;
  • Primeiro membro (antes do sinal de igualdade) e segundo membro (depois do sinal de igualdade);
  • Incógnita, que é representada, geralmente, por x, y e z.
    Veja os exemplos a seguir e identifique se são equações:
⇒ a) 2x – 6 = 2
Características:
Primeiro membro: 2x – 6
Segundo membro: 2
Possui sinal de igualdade e x é o termo desconhecido; logo, 2x – 6 = 2 é uma equação.
⇒ b) 2 + 4 = 2 – 3
Características:
Primeiro membro: 2 + 4
Segundo membro: 2 – 3
Possui sinal de igualdade, mas não tem incógnita; logo, 2 + 4 = 2 – 3 não é uma equação.

⇒ c) 2x +3y – 1
Nesse exemplo, temos somente uma expressão algébrica. Não é possível determinar o primeiro e o segundo membro, pois a expressão não possui sinal de igualdade. Portanto, 2x +3y – 1 não é uma equação.

    Graus da Equação

    Existem graus distintos para a equação. Nas equações que possuem somente uma incógnita, o grau é determinado pelo maior valor que os seus expoentes assumem. Veja os exemplos a seguir:
    ⇒ 2x2 + x = 4
    Essa é uma equação de grau 2. Isso porque o maior expoente da incógnita x é 2.
    ⇒ y5 + 2y– y3 + 3y2 + y + 1 = 0
    A equação é de grau 5. Observe que 5 é o maior grau para a incógnita y.
    Quando a equação possui mais do que uma incógnita, podemos expressar o grau em relação à equação como um todo. Para isso, devemos avaliar o grau de cada monômio da equação. Observe o exemplo:
    ⇒ Dada a equação: x2y2 3x3 = – 5yx, identifique o seu grau em relação à incógnita x e y. Em seguida, encontre o seu grau geral.
    – Grau da equação em relação à incógnita x → 3, porque 3 é o maior valor para o expoente de x.
    – Gau da equação em relação à incógnita y → 2, porque 2 é o maior valor para o expoente de y.
    – Grau geral da equação → 4, pois 4 é o maior grau dos monômios da equação. Veja como cada monômio deve ser avaliado para obtermos essa conclusão:
    x2y2 → 2 + 2 = 4 → 4 é o grau do monômio x2y2;
    3×3 = 3x3y0 → 3 + 0 = 3 → 3 é o grau do monômio 3×3
    5yx → 1 + 1 = 2 → 2 é o maior grau do monômio 5yx.

      Classificação das Equações


      • Possíveis e determinadas: São equações que admitem pelo menos uma solução.
      Exemplo: 2x = 3 → x = 3
                                          2
      • Possíveis e indeterminadas: São equação que possuem infinitas soluções.
      Exemplo: x + 2 = x + 2 → A incógnita x assume infinitos valores numéricos. Com isso, a equação possui infinitas soluções.
      • Impossível: Não possui nenhuma solução.
      Exemplos:
      0x = 4 → Não é possível realizar a divisão de 4 por 0.
      y = y + 2 → y – y = + 2 → 0 = +2 → Não existe equação sem incógnita.
      Resolução de Equações
      Para resolver equações, utilizamos o princípio aditivo, que consiste em adicionar ou subtrair um valor em ambos os membros da igualdade, e o multiplicativo, em que multiplicamos ou dividimos ambos os membros da equação por um mesmo valor. Observe a solução das equações a seguir para entender melhor esses princípios.
      ⇒ Exemplo: x + 2 = 4 – 6
      Para solucionar essa equação, no primeiro membro deve ficar somente a incógnita e, no outro, os números. Com isso, devemos retirar +2 do primeiro membro da equação. Para que isso seja feito, aplique o principio aditivo, que consiste em adicionar (– 2) nos dois membros da equação:
      x + 2 + ( – 2) = 4 – 6 + ( – 2)
      x + 0 = 4 – 6 – 2
      x = – 4
      ⇒ Exemplo: y – 3 = + 4
                         2
      Como no primeiro membro da equação deve ficar somente a incógnita, aplique o princípio aditivo para retirar o – 3.
      y – 3 + 3 = + 4 + 3
      2                         
      y + 0 = + 7
      2               
      1 . y = + 7
      2              
      Agora devemos retirar o ½ do primeiro membro da equação. Para isso, aplique o princípio multiplicativo, efetuando a multiplicação por 2 em ambos os membros da equação.
      2 . 1 . y = + 7 . 2
      2             
      2y = + 14
      2          
      y = + 14

      DEIXE UMA RESPOSTA

      Please enter your comment!
      Please enter your name here