CONFIRA: LISTA COM 1000 ATIVIDADES PRONTAS PARA IMPRIMIR

Preposição



Preposição é a palavra que une dois ou mais termos da oração, assim estabelecendo entre eles uma relação de subordinação em que o segundo termo depende do primeiro. Assim, se esses elementos não estiverem unidos pela conjunção não farão sentido.
Exemplos:
  • Os meus amigos acham esquisito o meu modode vestir.
  • O livro de Ariano Suassuna é cheio deencanto.
As preposições pertencem a classe de palavras invariáveis, ou seja, não flexionam em gênero, número ou grau, nem tampouco de pessoa, número, tempo, modo, aspecto e voz. Em alguns casos ocorre o que na gramática chamamos de contração, em que as preposições combinam-se umas com as outras e denotam uma relação de gênero e número com as palavras a que se ligam.
Exemplos:
de + o = do; por + a = pela; por + o = pelo; em + um = num; de + a = da etc.
Preposição paraO termo “para” é uma preposição essencial

Classificação das preposições

1. Essenciais: são as palavras que apenas funcionam como preposição. São as seguintes: a, ante, até, após, com, contra, de, desde, em, entre, para, por, perante, sem, sob, sobre, trás.
Exemplos:
  • Fui para o aniversário.
  • Fiquei sem dinheiro no mês de fevereiro.
2. Acidentais: são palavras que pertencem a outras classes gramaticais, mas que em determinadas situações funcionam como preposição. São as seguintes: conforme, segundo, consoante, exceto, durante, mediante, fora, afora, tirante, senão, visto, salvo, que, como.
Exemplos:
  • Pagou as contas segundo suas possibilidades financeiras.
  • Agi conforme a situação me exigiu.

Combinação e contração

Como já apresentado acima, as preposições podem unir-se a outros termos para formar uma única palavra. Um exemplo é a preposição de que ao aglutinar-se ao artigo a, dá origem a palavra da (de + a = da). Esse processo de união das preposições com outros termos pode ser entendido como contração oucombinação.
combinação ocorre quando não há perda de som nessa ligação, por exemplo, as preposições a, de, eme por (per) são capazes de formar uma nova palavra quando se unem a outro termo (a + os = aos).
contração, portanto, ocorre quando algum som se perde após a junção dos termos, por exemplo, a conjunção no é formada pela junção de em + o.
Exemplos:
  1. Dirija-se aos presentes.
  2. Encontra-se na escola.
  3. Era o assunto da aula.
  4. Fomos ao cinema ontem.
  5. Fomos para a casa da minha avó.
  6. O médico falou do novo medicamento.
  7. Nunca afirme nada dito pelos outros. (per + os = pelos)
  8. Gosto daqueles que sempre me acompanharam. (de + aqueles = daqueles)

Atenção!

Certas palavras exigem determinadas preposições para que tenham sentido completo, assim, trocando a preposição, altera-se também o significado da expressão.

COMENTE pelo Facebook:

Postagens Relacionadas

Próximo
Anterior

0 comentários:

Acompanhe !!

Conteúdo para Estudantes, Pais e Professores.

Exercícios, Atividades Educativas, Alfabetização infantil, Atividades Infantis, Atividades Lúdicas, Atividades para Imprimir, Atividades Pedagógicas, Atividades para Professores, Artesanato, Artigos Educacionais, Autismo, Berçário, Moldes para Imprimir, Datas comemorativas, Maternal, Folclore, Planos de Aula, Sequências Didáticas, Planos de Aula, Livros Infantis, Início Ano Letivo, Desenhos para colorir, Imagens Educativas, Notícias sobre os Vestibulares e Enem, Monografias e mais.