CONFIRA: LISTA COM 1000 ATIVIDADES PRONTAS PARA IMPRIMIR

Prefixos e Sufixos



Existem elementos que servem para formar outras palavras, a partir de um radical comum: são os prefixos e os sufixos. São muito importantes, pois formam as palavras derivadas. Os afixos (assim se chamam os prefixos e os sufixos) são portadores de importante parcela do significado de uma palavra. Com tais elementos podemos alterar o significado inicial de uma palavra. Em português, usamos afixos que vieram do latim, do grego e outros que são da própria língua; estes se chamam vernáculos.
Sufixos nominais formam substantivos e adjetivos. Sufixos verbais formam verbos. Há apenas um sufixo formador de advérbios: é o sufixo -mente.
Novas regras conforme o Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa
O hífen passa a ser empregado em todas as composições em que o segundo elemento começa pela letra h: anti-higiênico, extra-humano, super-homem, geo-história.
Contudo, não se usa o hífen em formações que contêm os prefixos des- e -in e nas quais o segundo elemento perde o h inicial. Exemplos: desumano, desumidificar, inábil.
O hífen sempre é empregado se o primeiro elemento da palavra composta for além,aquémrecém ou sem.
Exemplos:
além-mar, recém-casado, sem-cerimônia.
O hífen também passa a ser usado nas palavras em que o prefixo termina na mesma vogal com que se inicia o segundo elemento.
Exemplos:
anti-ibérico, contra-almirante, micro-ondas, auto-observação, eletro-ótica.
O prefixo co sempre se aglutina ao segundo elemento da palavra. O prefixo re geralmente se aglutina com o segundo elemento do vocábulo, mesmo quando iniciado por o ou e.
Exemplos:
coordenar, reescrever, reeleição, corréu.

O hífen é usado nas formações com os prefixos circum e pan quando o segundo elemento começa por vogal, m ou n (além de h, caso já considerado).

Exemplos:
circum-navegação, pan-africano.

O hífen é usado nas formações com os prefixos hiperinter e super, quando combinados com elementos iniciados por ou h: hiper-requintado, hiper-hidrose,     inter-resistente, inter-helênico, super-homem, super-revista. Já os outros casos não aceitam hífen.

Exemplos:
hipermercado, superproteção.

Sempre se usa o hífen nas formações com os prefixos ex e vice, além, aquém, bem, recém e sem. 

Exemplos:
ex-diretor, ex-primeiro-ministro, vice-presidente, além-mar, bem-sucedido, aquém-mar ou aquém-pireneus, recém-nascido

O hífen é usado nas formações com os prefixos tônicos acentuados graficamente pós,pré e pró, quando o segundo elemento tem vida à parte (ao contrário do que ocorre com as correspondentes formas átonas que se aglutinam com o elemento seguinte).

Exemplos:
pós-graduação, pós-tônico, pré-escolar, pró-africano.
Com o prefixo sub, o hífen é usado se o segundo elemento for iniciado por b ou r.
Exemplos:
sub-ração, sub-bibliotecário.

COMENTE pelo Facebook:

Postagens Relacionadas

Próximo
Anterior

0 comentários:

Acompanhe !!

Conteúdo para Estudantes, Pais e Professores.

Exercícios, Atividades Educativas, Alfabetização infantil, Atividades Infantis, Atividades Lúdicas, Atividades para Imprimir, Atividades Pedagógicas, Atividades para Professores, Artesanato, Artigos Educacionais, Autismo, Berçário, Moldes para Imprimir, Datas comemorativas, Maternal, Folclore, Planos de Aula, Sequências Didáticas, Planos de Aula, Livros Infantis, Início Ano Letivo, Desenhos para colorir, Imagens Educativas, Notícias sobre os Vestibulares e Enem, Monografias e mais.