CONFIRA: LISTA COM 1000 ATIVIDADES PRONTAS PARA IMPRIMIR

modos verbais




Questões referentes às estruturas dos verbos

Verbos: Palavras que denota ação, estado ou fenômeno. É a classe gramatical rica em flexões, apresentando variações de pessoa, número, modo tempo e voz.
Os elementos de composição do verbo são radical, vogal temática, tema e desinência.
Radical: é a parte imutável do verbo que encerra sua significação, ou seja, a raiz do verbo, parte que não se modifica.
Ex: pensar, pense e pensei o radical será Pens.
Vogal temática: Observe que, entre o radical cant- e as desinências verbais surgem sempre o morfema –a.
Esse morfema, que liga o radical às desinências, é chamado de vogal temática. Sua função é ligar-se ao radical, constituindo o chamado tema. É ao tema (radical + vogal temática) que se acrescentam as desinências. Tanto os verbos como os nomes apresentam vogais temáticas. As vogais temáticas derivam do infinitivo 1ª conjugação ar- cantar 2ª conjugação er vender e 3ª conjugação partir ir.
Desinências são os elementos terminais indicativos das flexões das palavras. Existem dois tipos:
Desinências Nominais: indicam as flexões de gênero (masculino e feminino) e de número (singular e plural) dos nomes.
Exemplos:
alun-o
aluno-s
alun-a
aluna-s
Observação: só podemos falar em desinências nominais de gêneros e de números em palavras que admitem tais flexões, como nos exemplos acima. Em palavras como mesatribotelefonema, por exemplo, não temos desinência nominal de gênero. Já em pireslápisônibus não temos desinência nominal de número.
Desinências Verbais: indicam as flexões de número e pessoa e de modo e tempo dos verbos.
Exemplos:
compr-o
compra-s
compra-mos
compra-is
compra-m
compra-va
compra-va-s



A desinência "-o", presente em "am-o", é uma desinência número-pessoal, pois indica que o verbo está na primeira pessoa do singular; "-va", de "ama-va", é desinência modo-temporal: caracteriza uma forma verbal do pretérito imperfeito do indicativo, na 1ª conjugação.

Modos verbais são três.
Indicativo: traduz um fato certo, real: trabalho.  Subjuntivo: indica um fato hipotético, duvidoso: se eu trabalhasse.
Imperativo: traduz ordem, proibição, conselho, pedido, súplica: trabalhe sempre.
Indicativo
Presente indica um fato que ocorre no momento do enunciado, ou seja, no ato da fala.
  

falar
comer
abrir
sair
eu
falo
como
abro
saio
tu
falas
comes
abres
sais
você, ele, ela
fala
come
abre
sai
nós
falamos
comemos
abrimos
saímos
vós
falais
comeis
abris
saís
vocês, eles, elas
falam
comem
abrem
saem

Perfeito :O Pretérito Perfeito indica uma ação totalmente realizada, que iniciou e terminou no passado.


falar
comer
abrir
sair
eu
falei
comi
abri
saí
tu
falaste
comeste
abriste
saíste
você, ele, ela
falou
comeu
abriu
saiu
nós
falamos
comemos
abrimos
saímos
vós
falastes
comestes
abristes
saístes
vocês, eles, elas
falaram
comeram
abriram
saíram
Imperfeito: O Pretérito Imperfeito indica uma ação que iniciou no passado e que ainda não terminou. O Pretérito Imperfeito pode também indicar algo rotineiro que ocorreu no passado (podendo ser descrito como "sempre" + Pretérito Perfeito. Ex.: Ele falava com ela desesperadamente = Ele sempre falou com ela desesperadamente)
falar
comer
abrir
sair
eu
falava
comia
abria
saía
tu
falavas
comias
abrias
saías
você, ele, ela
falava
comia
abria
saía
nós
falávamos
comíamos
abríamos
saíamos
vós
faláveis
comíeis
abríeis
saíeis
vocês, eles, elas
falavam
comiam
abriam
saíam










Mais-que-perfeito O Pretérito Mais-que-perfeito indica uma ação passada que começou no passado distante e terminou no passado. O Pretérito mais-que-perfeito é geralmente utilizado na forma composta. Geralmente na oração existe um outro verbo que esta flexionado no passado, servindo para saber de qual pretérito que é o passado, se não, não há necessidade do uso (já que não há um passado do passado).

A Forma composta do verbo serve para substituir a forma simples. É formada por um verbo auxiliar + particípio ou gerúndio. O Particípio designa o passado do tempo enunciado (passado do passado, passado do presente, passado do futuro). O Gerúndio designa o presente do tempo enunciado (presente do passado, presente e presente do futuro). Ex.:
  • Haviamos carregado (Pret. Imperf. + Particípio) = Carregavamos;
  • Estivera amando (Pret. mais-que-perf. + Gerúndio) = Amara;
  • Teria falado (Fut. do pret. + Particípio) = Falaria;
  • Iria arrumando (Fut. do pret + Gerúndio) = Arrumaria.

falar
comer
abrir
sair
eu
falara

COMENTE pelo Facebook:

Postagens Relacionadas

Próximo
Anterior

0 comentários:

Acompanhe !!

Conteúdo para Estudantes, Pais e Professores.

Exercícios, Atividades Educativas, Alfabetização infantil, Atividades Infantis, Atividades Lúdicas, Atividades para Imprimir, Atividades Pedagógicas, Atividades para Professores, Artesanato, Artigos Educacionais, Autismo, Berçário, Moldes para Imprimir, Datas comemorativas, Maternal, Folclore, Planos de Aula, Sequências Didáticas, Planos de Aula, Livros Infantis, Início Ano Letivo, Desenhos para colorir, Imagens Educativas, Notícias sobre os Vestibulares e Enem, Monografias e mais.