Início FÁBULAS Fábula

Fábula

4
0
COMPARTILHAR

Formação Humana e da Cidadania

Fábula da convivência

            Durante uma era glacial, muito remota, quando parte do globo terrestre esteve coberto por densas camadas de gelo, muitos animais não resistiram ao frio intenso e morreram indefesos, por não se adaptarem às condições do clima hostil. Foi então que uma grande manada de porcos espinhos, numa tentativa de se proteger e sobreviver começou a se unir, a juntar-se mais e mais. 
            Assim, cada um podia sentir o calor do corpo do outro. E todos juntos, bem unidos, agasalhavam-se mutuamente, aqueciam-se, enfrentando por mais tempo aquele inverno tenebroso. Porém, vida ingrata, os espinhos de  cada  um  começaram  a   ferir os companheiros  mais próximos,  justamente  aqueles que  lhes forneciam  mais calor, aquele calor vital, questão  de vida  ou   morte.    E afastaram-se, feridos, magoados, sofridos. Dispersaram-se, por não suportarem mais tempo os espinhos dos seus semelhantes. Doíam muito… 
            Mas, essa não foi a melhor solução: afastados, separados, logo começaram a morrer congelados. Os que não morreram voltaram a se aproximar pouco a pouco, com jeito, com precauções, de tal forma que, unidos,  cada qual conservava certa distância do outro, mínima, mas o suficiente para conviver sem ferir, para sobreviver sem magoar, sem causar danos recíprocos. 
            Assim suportaram-se, resistindo à longa era glacial. Sobreviveram.                        
                                                                                                                                (Fábulas de Esopo)

1) Assinale a opção que melhor completa o sentido da moral da história.  
 
(A) As alternativas b,c,d estão corretas.
(B) A união faz a força, ou seja, a soma da força de todos faz com que o grupo se sinta mais forte, mais
resistente.
(C) “O respeito às diferenças” faz toda a diferença porque as pessoas conseguem conviver de forma
harmoniosa e empática, contribuindo assim para o bem estar de todos.
(D) O exercício da tolerância e o senso de cooperação de cada um contribuem para melhorar a qualidade de vida de todos. 
(E) Priorizar o benefício próprio em cada situação é fundamental para colaborar, cooperar com a organização e harmonia de qualquer espaço.

2)Que atitudes necessitamos praticar para “sobreviver” de maneira  “justa” com os direitos e deveres que cada um tem?

(A) Julgando-se o dono da verdade em qualquer situação a fim de que a vontade própria prevaleça.
(B) Aproveitando-se da boa vontade dos outros para tirar vantagens de cada situação porque vivemos
numa sociedade que prioriza o “ter”.
(C) Respeitando a pluralidade de opiniões, as diferenças, o modo de ser de cada um e entender que
todos têm direitos e também deveres a cumprir, só assim será construída uma sociedade mais justa e saudável. 
(D) Contabilizando, somando ações e reações que as pessoas tiveram a fim de que no momento certo
possamos dar o “troco”.
(E) Percebendo o outro como uma ameaça constante, pois afinal “eu sou o cara” o resto não deve ser
levado em conta, porque o direito próprio é muito mais importante do que o dever a ser cumprido. 

3) Assinale a alternativa que contempla o conceito de ética.

(A) Conjunto de valores morais e princípios que norteiam a conduta humana na sociedade.
(B) Ética está relacionada com o sentimento de justiça que prioriza o “ter e não o ser”.
(C) É a ciência que estuda a saúde e a qualidade de vida de uma sociedade.
(D) É a ciência que estuda o corpo humano a fim de ajudar as pessoas a viver melhor e ter mais
longevidade (viver por mais tempo).
(E) São os direitos garantidos pela constituição do país sem contemplar os deveres porque direito é mais importante que dever. 

 4) Assinale a alternativa que corresponde ao significado da frase a seguir “… cada qual conservava certa distância do outro, mínima, mas o suficiente para conviver sem ferir, para sobreviver sem magoar, sem causar danos recíprocos”.

(A) Conviver é um desafio para todas as pessoas, pois sempre tem que dar prioridade aos desejos
próprios, as necessidades e as vantagens que teremos em cada situação.
(B) Se cada um cuidar da vida própria poderá conviver com as outras pessoas sem feri-las ou magoá-
las, ou seja, respeitando e sendo respeitado.
(C) Conviver significa ferir, magoar e explorar, “tirar vantagens” dos que estão ao nosso redor.
(D) A convivência sempre traz dor e sofrimento às pessoas.
(E) É importante conservar a distância a fim de não construir relacionamentos que possam trazer problemas a todos. 

5) Assinale o conceito de moral.

(A) É o conjunto de valores que orientam o comportamento do homem em relação aos outros homens na sociedade em que vive, garantindo, igualmente, o bem-estar social” 
(B) É construída por uma sociedade com base nos valores históricos e culturais.
(C) É uma ciência que estuda os valores e princípios morais de uma sociedade e seus grupos.
(D) É a ciência que estuda as criaturas e subjuga tudo que pode dominar esse preceito (essa regra).
(E) É um conjunto de normas que regulam o comportamento do homem em sociedade, e estas normas são adquiridas pela educação, pela tradição e pelo cotidiano.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorModelo de trabalho de pesquisa
Próximo artigoFábula

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here